Cacau Corazza: De olho na final

Confira aqui no INfoesporte a coluna de Cacau Corazza

Por INfoesporte

04/04/2017 - 17h28

Compartilhe:

Tamanho da letra: A- | A+

DE OLHO NA FINAL

A vitória foi conquistada no finalzinho da partida contra o Brusque na última rodada, os três pontos foram importantes, além de colar na pontuação geral com a líder Chapecoense. Mas apesar de estar na briga pelo titulo do Catarinense, o Avaí não tem jogado bem como, por exemplo, no primeiro turno do estadual. O time ficou algumas rodadas desfalcado e mesmo com o retorno dos atletas ainda não conseguiu encaixar de novo o estilo de jogo de Claudinei, aquele com o setor defensivo firme e que dava segurança aos outros setores.

Outro fato que tem deixado o torcedor sem entender é, digamos, a teimosia e a demora nas substituições do técnico Claudinei Oliveira. Na partida contra o Brusque, Diego Jardel não estava bem e Rômulo se salvou pelo gol que fez. O comandante azurra esperou até os 20 minutos do segundo tempo para fazer a primeira mudança na equipe, e isso não foi somente nesta partida, mas tem acontecido diversas vezes. A vitória no último domingo (02) veio porque Junior Dutra soube aproveitar a oportunidade e isso que algumas vezes tem faltado no futebol avaiano, acreditar e pensar menos dentro da área.  O fim de semana passou e o que começa a importar agora é o clássico, ainda mais que o Leão entrará em campo já sabendo do resultado da Chape, ou seja, a briga para saber onde vai ser a final é grande.

ZERO EFICIÊNCIA

É de se concordar que na partida contra a Chapecoense, no último sábado (01), o Figueirense chegou mais ao gol, ou melhor, criou mais chances do que das outras vezes, o problema é que não teve eficiência. Bill falhou feio, daqueles gols que vemos nas peladas, pois é, esses mesmos que ele perdeu. A fase do atacante não está nada boa e a torcida já ficou sem paciência para o jogador. Até porque, desde que estreou no Figueira, Bill marcou apenas uma vez, de pênalti. A situação não está boa e caso o atacante jogue no clássico, no próximo domingo (09), um gol vai lhe trazer um alívio, mas a falta dele pode piorar tudo com relação ao torcedor. É um caso a se pensar, porque quando a fase não é boa, o melhor é treinar mais para ganhar confiança e os erros frequentes não ajudam nisso.

A derrota do fim de semana não é culpa de apenas uma pessoa, mas sim do conjunto. um dos fatores é que desde a chegada de Márcio Goiano a postura do Furacão dentro de campo não mudou. Não digo que Marquinhos Santos poderia ter ficado, porque um dos erros da gestão do Clube alvinegro foi manter o ex-técnico por tanto tempo e não fazer uma reformulação descente no elenco. Márcio Goiano não tem boas peças para formar uma equipe que tenha futebol e nisso entra a função de Arini, que diz já ter uma lista dos que chegam e esperamos ver uma maior dos que saem. Mas sim, Goiano tem sua parcela de culpa na situação em que o Figueira vive no Catarinense e que assusta para o Brasileirão da Série B.

HOMENAGEM DIGNA

Hoje (04), a partida entre Chapecoense e Atlético Nacional nos faz relembrar tanto da tragédia quanto da compaixão recebida e não só aos atletas e familiares, mas a imprensa também. E falando em imprensa, parabéns ao Figueirense que fez na manhã desta terça-feira (04) uma homenagem ao cinegrafista, dando a sala de imprensa do centro de treinamento o nome Espaço Djalma Araújo. 

PUBLICIDADE

Compartilhe:

0 Comentários para:

Cacau Corazza: De olho na final

Comentários

  • Nenhum Comentário

Comentar









INFOESPORTE - © Copyright 2011 - Todos os direitos reservados