STJD pune JEC e declara Figueira campeão catarinense de 2015

Julgamento aconteceu nesta quarta-feira na sede da OAB de Minas Gerais

Por INfoesporte

15/07/2015 - 17h34

Compartilhe:

Tamanho da letra: A- | A+

Julgamento do STJD aconteceu na sede da OAB de Minas Gerais, em Belo Horizonte (Foto: Divulgação/ JEC)

Em julgamento na tarde desta quarta-feira na sede da OAB de Minas Gerais, em Belo Horizonte, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) manteve a punição imposta ao Joinville por relacionar de forma irregular o lateral-direito André Krobel no Campeonato Catarinense. Com isso, o Tribunal declarou o Figueirense campeão estadual de 2015.

Por 6 votos a 0, os auditores puniram o clube tricolor com a perda de quatro pontos por inscrever o atleta na partida contra o Metropolitano, na última rodada do hexagonal. Com a punição, o Joinville termina o hexagonal na vice-liderança, atrás do Figueira. Isso faz a vantagem de jogar por dois empates passar para o time alvinegro. As equipes empataram em 0 a 0 duas vezes.

Além do presidente do STJD, Flavio Zveiter, outros quatro auditores optaram em declarar o Figueirense campeão catarinense de 2015. Apenas Paulo César Filho disse que o STJD não deveria declarar o campeão. A decisão da maioria foi mantida.

O julgamento

O julgamento começou às 16h30. Advogado contratado pelo Joinville para o caso, Domingos Moro foi o primeiro a se pronunciar. Com seu jeito já conhecido de exaltar a voz, fazer piadas e andar enquanto fala, Moro afirmou que a Fifa cita em seus artigos apenas a participação do jogador, e não comenta a inclusão na relação. O procurador Paulo Schmitt chamou o advogado de "ilusionista" e condenou a utilização do jogador, mesmo que apenas entre os reservas.

- Não importa se o troféu já foi entregue. Temos que julgar a irregularidade. Não podemos julgar com interferência de terceiros. O Tribunal não pode passar a mão na cabeça de ninguém. Isso é para os bastidores. Para a podridão que vivemos nesse país - disse Schmitt, se exaltando.

Taça deve ir para o Figueira (Foto: Luiz Henrique)Advogado do Figueirense, Renato Brito foi o terceiro a discursar. Brito citou os casos Portuguesa e Guarani de Palhoça, e lembrou que o próprio Joinville foi beneficiado em casos parecidos na Série D e Série B do campeonato Brasileiro.

- Os fatos são claros. A reflexão é muito simples. Estamos enfrentando um fato concreto. O Figueirense privilegia os resultados em campo, porque os jogos terminaram empatados. E o Figueirense seria o campeão catarinense. Pedimos para que o Figueirense seja declarado campeão catarinense de 2015 - afirmou Brito.

Presidente do STJD, Flavio Zveiter foi o primeiro a votar, condenando o atleta. Decio Neuhaus, Gabriel Marciliano, Caio César Rocha, Otávio Noronha, Paulo César Filho acompanharam o voto do presidente. Apenas Paulo César Filho disse que o STJD não deveria declarar o campeão.

O caso

O último julgamento aconteceu no dia 14 de maio, no Pleno do TJD, que manteve, por 7 votos a 0, a pena imposta ao Joinville. Além de multa de R$ 8 mil, o clube tricolor perdeu quatro pontos por relacionar de forma irregular o lateral-direito André Krobel.

Com a perda dos pontos, um do empate diante do Metrô e três pela punição, o time joinvilense teria que terminar o hexagonal na vice-liderança, com 19 pontos, dois a menos que o Figueirense. A vantagem de jogar a segunda decisão em casa e ter o direito de ser campeão com dois empates passaria para o Figueirense. As equipes empataram em 0 a 0 duas vezes e o JEC ficou com o troféu.

Em julgamento no dia 5 de maio, o TJD puniu o JEC por 4 votos a 0. O Tricolor foi enquadrado no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala sobre "incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente". André foi relacionado sem contrato de atleta profissional. O lateral completou 20 anos no dia 28 de março de 2015, e por lei já deveria ter contrato profissional.

PUBLICIDADE

Compartilhe:

3 Comentários para:

STJD pune JEC e declara Figueira campeão catarinense de 2015

Comentários

  • Imagem

    INTICANDO

    15/07/2015 - 19h24

    Parabéns ao campeão figayrense, que além desse título, teve o de 1994, invadindo o campo aos 30 minutos reconhecido, a passagem da série c para b sem ter se classificado e a invasão contra o caxias validada, dando ackassificacai pra série A! Parabéns mais uma vez! Agora, uma pergunta, diante de tanta maracutaia, VOCÊS NÃO SENTEM VERGONHA? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Conseguimos acabar com um site, e o time do wilfredinho vai continuar com o mesmo lema: Figayra - sempre maracutaia!!
    Responder
    |

    Avalie: 0 Positivo1Negativo

  • Imagem

    INTICANDO

    15/07/2015 - 19h24

    Parabéns ao campeão figayrense, que além desse título, teve o de 1994, invadindo o campo aos 30 minutos reconhecido, a passagem da série c para b sem ter se classificado e a invasão contra o caxias validada, dando ackassificacai pra série A! Parabéns mais uma vez! Agora, uma pergunta, diante de tanta maracutaia, VOCÊS NÃO SENTEM VERGONHA? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Conseguimos acabar com um site, e o time do wilfredinho vai continuar com o mesmo lema: Figayra - sempre maracutaia!!
    Responder
    |

    Avalie: 0 Positivo1Negativo

  • Imagem

    Furacão Malino

    15/07/2015 - 18h25

    Ser campeão Catarinense é muito bom, mas ser o + Vezes Campeão Estadual não tem preço, principalmente em cima de nosso freguês! KKKK Chora Bananas!
    Responder
    |

    Avalie: 7 Positivo0Negativo

Comentar









INFOESPORTE - © Copyright 2011 - Todos os direitos reservados