Cacau Corazza: Se manteve

Confira aqui no INfoesporte a coluna de Cacau Corazza

Por INfoesporte

18/04/2017 - 20h00

Compartilhe:

Tamanho da letra: A- | A+

SE MANTEVE

Ainda sem mostrar algo nesta temporada, o Figueirense ficou no empate contra o Tubarão, no fim de semana, e se manteve na série A do Catarinense. Não é nada glorioso falar isso, até porque o Furacão deveria estar disputando a parte de cima da tabela do estadual e fez bem o contrario neste ano, entrou no campeonato com um dos piores times até hoje. Teve troca de técnico, troca e dispensa de jogadores, mas faltou a mudança de atitude. Marcio Goiano chegou para transformar o cenário Alvinegro e ainda está devendo isso. Os dois melhores jogos do Figueira foram os clássicos, que ficaram no zero a zero.

 Diante do Tubarão, a opção do técnico alvinegro foi o elenco mais jovem, de certa forma mostra que o Figueira estava sem opções e é fato isso! Não teve nada que fizesse o torcedor alvinegro acreditar, na partida do fim de semana. Ambos estavam contentes com o placar, já que o empate os garantia na elite do Catarinense. Foi mais uma daquelas partidas difíceis de assistir.

Ate agora somente uma barca, pequena, foi mandada embora do Scarpelli e tem mais gente que deveria deixar o Figueirense. E por outro lado, alguns reforços já estão com a equipe alvinegra. Jorge Henrique, 34 anos, é um dos destaques das contratações. O atacante veio para ser o camisa 10 e com o discurso de que a obrigação do Figueirense é subir para a Série A. Ainda bem né, imagina se o papo for outro. Mas é bom que esse sufoco e falta de futebol no Campeonato Catarinense tenha servido de lição, tanto dentro quanto fora de campo.

DECAIU

Assim podemos definir o futebol do Avaí se comparado ao primeiro turno. O jogo contra o Barroso, no último sábado (15), foi à prova disso. Um time que luta pela parte de baixo da tabela do Catarinense jogou melhor do que o Leão, que está na Série A e conquistou o título do primeiro turno. Leandro Silva foi um dos que se salvou no time azurra, voltou de lesão mostrando vontade. O meio campo estava mais parado do que nos outros jogos, se isso é possível. A entrada de Caio César e Vinicius Pacheco deu mais movimento ao setor, mas não adiantou de nada, já que o Avaí está sem finalizações. Denilson faz falta no time, porque Rômulo está complicado.

Mas não parou por ai, além das vaias que a equipe do Avaí recebeu, e com razão, foi feio de ver os cinco atletas que precisavam zerar os cartões amarelos agindo. Se não bastasse o péssimo futebol apresentado, os pedidos pelas punições foram quase implorados e em até certo momento, considerados cômicos. Claro que é comum o jogador querer zerar o cartão para disputar uma final, mas pelo menos faz algo em campo né! O jogo contra o Barroso valia saber para onde iria a final do Catarinense contra a Chapecoense e o Verdão do Oeste levou a melhor.

Os titulares do primeiro turno ficaram de fora no inicio do returno, mas desde que voltaram aquela raça e futebol da primeira etapa do campeonato não estão de volta. Não é o fim do mundo, claro que não, mas é bom ficar ligado, porque logo começa a Série A e o Leão precisa de reforços que briguem pela titularidade! E essa semana tem clássico!

PUBLICIDADE

Compartilhe:

0 Comentários para:

Cacau Corazza: Se manteve

Comentários

  • Nenhum Comentário

Comentar









INFOESPORTE - © Copyright 2011 - Todos os direitos reservados