"Não tenho problema nenhum com ele"

Atacante que saiu do clube envolvido em polêmica, diz não guardar mágoa de ex-técnico do Figueira

Por INfoesporte

19/03/2016 - 09h00

Compartilhe:

Tamanho da letra: A- | A+

Segundo Mazola, a relação dele com Argel Fucks é normal, e ele voltaria a trabalhar com o técnico. Foto: Luiz Henrique/FFC

Marcelino Júnior Lopes Arruda, o Mazola, colocou seu nome na história recente do Figueirense. Conquistou um título estadual, em 2015, e ajudou na permanência do time na elite do futebol brasileiro em 2014. Por outro lado, saiu do clube em uma negociação conturbada, e, até certo ponto, mal explicada. O INfoesporte entrevistou o atacante, que agora está na China, e abordou esses, e outros assuntos da carreira dele. Confira:

O time de 2014

Mazola chegou ao Figueirense em junho de 2014, com o Figueirense vivendo uma crise na Série A do Brasileiro. Ao lado de jogadores como Marquinhos, Tiago Heleno, Clayton e Marcão, sob o comando de Argel Fucks, ele participou de 10 jogos no Brasileirão, marcou três gols, e ajudou o clube a ficar na elite. Como recompensa, boa parte do grupo foi mantido para o ano seguinte.

"A gente era uma grande família, muito unida. Manter aquele grupo foi um acerto da diretoria porque o que a gente fez para salvar o Figueira não foi pouca coisa".

Do céu ao inferno

No ano seguinte, com a mesma base do time e ainda sob o comando de Argel Fucks, o Figueirense acabou campeão catarinense, com Mazola sendo um dos destaque do elenco. Pouco mais de um mês após o campeonato estadual, Mazola foi afastado do elenco e passou a trabalhar em separado.

"Fui escolhido para a Seleção da primeira fase do catarinense e depois nos sagramos campeões, estávamos fazendo boa campanha no Brasileiro. Não tinha proposta nenhuma, tanto é que fiquei treinando até aparecer alguma coisa. Sempre falei a verdade e fui muito correto com o Figueirense".

Argel Fucks

Na época, houve polêmica em relação ao tratamento dado ao atleta. Mazola chegou a ficar um mês treinando separado dos companheiros. O técnico Argel Fucks disse, naquela ocasião, que faltava foco ao jogador.

"A partir do momento em que o jogador tem um interesse de outro lugar, a gente deu oportunidade a ele, eu tenho um respeito muito grande pelo atleta, não adianta eu colocar se ele estiver com a cabeça na Arábia, na China", disse Argel naquela época.

Já Mazola, como já havia feito daquela vez, nega que tenha perdido o foco.

"Na época isso já deu muita polêmica, mas não recebi proposta e nem pedi para sair. ".

Apesar da polêmica gerada na época, Mazola diz não guardar mágoa, nem de Argel, nem do Figueirense.

"Não falei mais com o Argel, mas não tenho problema nenhum com ele ou com o Figueirense, voltaria a trabalhar tranquilamente no clube ou com ele. Sempre dei meu máximo no Figueirense e acredito que fiz bons jogos por lá".

Carreira

Depois de um mês afastado do grupo, Mazola fechou com o Ceará. Lá, fez 15 jogos na Série B do Brasileiro e marcou um gol. No início desse ano, chegou a ser anunciado como jogador do CRB, mas acabou se transferindo para o futebol chinês.

"Agradeço muito ao CRB, tinha um acordo apalavrado com eles mas aí acabou vindo essa proposta da China e não tinha como falar não. Acredito que eles entenderam meu lado também e vou torcer muito para que eles façam um grande campeonato".

Oriente

Essa não foi a primeira vez de Mazola no futebol do Oriente. De 2011 a 2014 ele jogou no Urawa Reds, do Japão, e no Hangzhou Greentown, da China. Agora, ele faz parte do elenco do Guizhou Zhicheng, que disputa a segunda divisão chinesa. A estreia foi no último fim de semana, e Mazola marcou o gol que garantiu o empate no jogo.

"A China não é novidade para mim, aqui eles valorizam muito quem trabalha e gostam dos brasileiros. Esse gol dá mais motivação para fazer um grande trabalho aqui. O time está investindo muito e tem grandes sonhos para a temporada". 

PUBLICIDADE

Compartilhe:

0 Comentários para:

"Não tenho problema nenhum com ele"

Comentários

  • Nenhum Comentário

Comentar









INFOESPORTE - © Copyright 2011 - Todos os direitos reservados