Adversário do Palmeiras, Santo André chega à segunda fase do Paulistão pela primeira vez em 10 anos

Ramalhão vem de fracas campanhas recentes no estadual, chegando a ficar seis anos afastado da Série A1

Fazendo bonito na fase de grupos do Campeonato Paulista, o Santo André garantiu a vaga para a fase de mata-matas com uma rodada de antecedência. Com 20 pontos, o Ramalhão registrou a 4ª melhor campanha geral, mesmo tendo ficado com a segunda colocação no Grupo B.

O adversário das quartas será o Palmeiras, que ficou com o primeiro lugar do grupo, posições essas definidas na última rodada: com a derrota para o Ituano, o Santo André permitiu a ultrapassagem do Verdão, e, com isso, perdeu a oportunidade de ser o mandante da partida.

Ainda assim, o time do ABC Paulista é considerado forte candidato a surpreender em pleno Allianz Parque, nesta quarta-feira. Afinal, deverá fazer de tudo para aproveitar a oportunidade: se, por um lado, o Palmeiras quer chegar à sétima semifinal consecutiva, por outro o Santo André alcançou os mata-matas do Paulistão pela primeira vez em 10 anos.

Nesse período, o clube teve anos difíceis, disputando por seis vezes a Série A2. Rebaixado em 2011, o Ramalhão só retornou à elite em 2017, após ser campeão da divisão de acesso. Após campanha morna em 2017, novo rebaixamento em 2018. Dessa vez com retorno imediato, além de novo título da Segunda Divisão, no ano passado.

Dada toda a inconstância dos últimos anos, fato é que a equipe atual é a melhor do Santo André desde o longínquo 2010. Naquela ocasião, o regulamento previa a primeira fase com 20 equipes, que disputavam em pontos corridos e turno único as quatro primeiras vagas – que destinariam diretamente às semifinais. O Santo André, com 37 pontos, ficou atrás apenas do Santos.

A surpreendente equipe dos outrora desconhecidos Bruno César, Branquinho, Rodriguinho e Nunes contava com o bom comando de Sérgio Soares, campeão da Copa do Brasil 2004 como jogador do Ramalhão. Passou pelo Grêmio Prudente e, chegando à final, chamou a atenção do país ao vender caro a taça para o time sensação do ano, o Santos de Neymar, Ganso e Robinho. Com uma vitória por 3 a 2 para cada lado, o Alvinegro Praiano ficou com o título graças ao benefício dos resultados iguais, por ter feito melhor campanha na primeira fase.

Em 2010, o Ramalhão bateu de frente com o Peixe e quase conquistou o título inédito (Foto: Flickr Santos F.C.)

Atualmente, o não menos surpreendente time comandado por Paulo Roberto Santos (conhecido como “Luxemburgo do interior”) conta com elenco modesto, sem muitos nomes conhecidos pela maioria dos torcedores (o mais popular é o goleiro Fernando Henrique, ex-Fluminense e Ceará), porém altamente competitivo: não perdeu para nenhum dos grandes e vinha sendo dono da melhor campanha até a paralisação.

Em sua segunda passagem pelo clube do ABC, o técnico está confiante em levar a equipe às semifinais do certame estadual. Afinal, vale não apenas a campanha memorável, mas dar continuidade a um projeto que visa objetivos futuros – a boa campanha deu ao Ramalhão o direito de disputar a Série D em 2021.

Murilo Demarch
Desde 2015, redator, revisor e editor em websites, responsável por criação de conteúdo e exploração de bases de conteúdos de sites nacionais e internacionais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas

Mercado da bola: Paraguaio Richard Franco se despede do CSA

O meio-campista Richard Franco não é mais jogador do CSA. O paraguaio de 28 anos rescindiu seu...

Em jogo eletrizante, FC Cascavel e Cabofriense largam com empate na Série D

Dando continuidade ao fim de semana que inicia a Série D, FC Cascavel e Cabofriense entraram em...

Grêmio Prudente anuncia a contratação do atacante Anderson Pelé, ex-Palmeiras

Se reforçando para a disputa da Série B do Campeonato Paulista, o Grêmio Prudente anunciou a contratação...

Emprestado pelo Internacional, Pedro Lucas estreia no CSA com gol

A vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, no último sábado (19), marcou a estreia do...

Três dias após assassinato do presidente, Nacional-PR estreia na Série D

Há três dias, um crime assolou o mundo da bola em escala nacional, e, sobretudo, estadual. Na...

Submerso em ‘maratona’, São Caetano inicia caminhada na Série D

O São Caetano terá dias de empenho pela frente. Após conquistar, nos pênaltis, a vaga para a...

Última Hora

Mercado da bola: Paraguaio Richard Franco se despede do CSA

O meio-campista Richard Franco não é mais...

Leia MaisRelacionado
Recomendamos