Atlético-GO domina, volta a vencer o Corinthians e dá passo imenso para as oitavas

| | ,

Após se enfrentarem na estreia do Campeonato Brasileiro, no último domingo, Corinthians e Atlético-GO voltaram a se encontrar nesta quarta-feira, pela primeira das duas partidas da 3ª Fase da Copa do Brasil. E, novamente, com o Dragão saindo triunfante em plena Neo Química Arena.

Com uma vitória construída ainda no início do jogo, o time goiano superou o Timão em todos os aspectos e, a partir do placar de 2 a 0, conquistou uma margem muito expressiva para a partida de volta, na próxima quarta-feira, em Goiânia.

Leia mais:

Crônica do jogo:

Esta é a segunda partida dos treinadores Sylvinho e Eduardo Barroca no comando das equipes, após estrearem justamente um contra o outro no domingo.

Logo depois de um encurralo inicial do Corinthians, a equipe goiana mostrou que se sentia em casa na Neo Química Arena. As primeiras finalizações foram todas do Dragão, até que, aos 10’ o cartão de visitas fora dado: Dudu recebe livre na direita e cruza para Ronald apenas completar para o gol. Atlético na frente no jogo e no confronto.

Aí foi que o Timão ocupou de vez o campo adversário, adiantando a marcação. Mas a defesa corintiana continuou deixando espaços e sofrendo com o contra-ataque rubro-negro. E, a partir dele, novo castigo: erro de passe na intermediária, contragolpe rápido dos goianos, gol de João Paulo. Aos 20’, já estava 2 a 0 para o Dragão em plena capital paulista.

Então a partida passou a ter um dono: o time goiano passou a cadenciar a partida e, quando sem a bola, era organizado na recuperação. O Corinthians tentava juntar os cacos e recomeçar no ataque, mas de maneira mais tímida – o melhor era não deixar a casa aberta e correr risco de aumentar o prejuízo.

No fim do primeiro tempo, o time paulista voltou a incomodar no ataque, buscando ir para o intervalo com menor desvantagem e situação menos incômoda. Pelo lado goiano, uma coisa não se alterava: o enorme espaço que sempre tinha para atacar.

A segunda etapa começava com um Corinthians naturalmente insatisfeito, buscando o ataque e deixando os onze adversários para dentro de seu campo. As oportunidades, no entanto, não eram de todo ameaçadoras ao goleiro Fernando Miguel, já que a defesa do Dragão mostrava muita organização para segurar.

Já complicada, a situação corintiana piorou quando, aos 63’, Fágner tomou o segundo cartão amarelo e desfalcou a equipe. Com dez em campo e conhecedor do poderio ofensivo do adversário em contra-ataques, o time da casa tinha um duro dilema. Arriscar de vez ou entender a situação e ir mais comedido?

Quando tentava, o Atlético conseguia ir ao ataque com facilidade. Aos 77’, seguidamente, Cássio fez milagre em chute à queima roupa de Pablo Dyego, os dois frente a frente, e viu a cabeçada de Lucão bater no travessão.

E assim, a partida caminhou a seu final com as duas equipes já poupando energias. O Dragão administrava a grande vantagem sem correr riscos. Já o Corinthians, que viveu noite para se esquecer, já pensa no que fazer para mudar da água para o vinho na segunda partida.

Pós-jogo:

Mostrando enorme organização, equilíbrio e confiante em uma nova boa temporada a nível nacional, o Atlético-GO superou inquestionavelmente o Corinthians na Neo Química Arena pela segunda vez em quatro dias.

E, ao contrário do adversário, o Timão foi bastante desencontrado, no ataque e sobretudo na defesa. Tido como referência em grandes esquadrões na história, o setor defensivo corintiano hoje é seu principal problema, e diretamente responsável pelo revés desta noite.

Melhor para o Dragão, que não teve pontas soltas no jogo e soube aproveitar todos os erros do oponente para sair, com totais méritos, vencedor da primeira partida do confronto.

Definições:

Com a super-vitória, o Atlético-GO já está com um pé nas oitavas da Copa do Brasil. Na partida de volta, no Antônio Accioly, em Goiânia, resultados de empate ou derrota por um gol de diferença mantém a classificação nas mãos da equipe goiana.

O Timão deverá, no mínimo, vencer pelos mesmos dois gols de diferença de que saiu atrás para levar a disputa para as penalidades. A classificação direta só será possível com três ou mais gols de frente. Não há o critério do gol qualificado.

Antes da partida de volta, ambos entram em campo pelo Brasileirão. O Atlético joga sua primeira em casa, contra um rival corintiano, o São Paulo. O Corinthians vai a Minas Gerais encarar o América, ambos no domingo.

Anterior

Equilibrado e bem disputado, primeiro Clássico-Rei da Copa do Brasil termina empatado

2 a 0: Flu supera Bragantino em eficiência e abre caminho para vaga nas oitavas

Próximo

Deixe um comentário

P