Connect with us

Atlético-MG

Atlético-MG 3×1 Santos: confira o pós-jogo da partida pelo Campeonato Brasileiro

Galo marca três vezes em intervalo de 11 minutos, vira sobre o Peixe e segue firme na liderança

Published

on

O Atlético-MG deu mais um passo rumo ao sonho do título do Campeonato Brasileiro. Em partida válida pela 26ª rodada, na noite desta quarta-feira, o Galo virou sobre o Santos num intervalo de 11 minutos e saiu com mais uma vitória do Mineirão. Raniel abriu o placar para o Peixe no início da segunda etapa, mas o time da casa reagiu: Nacho marcou duas vezes, em dois pênaltis – um direto e outro após o rebote de João Paulo, e, entre os dois gols do argentino, Nathan Silva fez.

A vitória mantém o Galo com distância de 11 pontos para o vice-líder Flamengo, que jogou simultaneamente e também venceu na rodada.

Leia mais:

Crônica do jogo

O Atlético começou apertando o Santos, tentando progredir ofensivamente. Com o apoio da massa, o Galo sabia que o quanto antes abrisse o placar, melhor.

Mas o Santos era bem postado, fazendo bem a marcação e trocando bons passes na intermediária, e, com a moral renovada após a vitória na última rodada, jogava mais leve do que em partidas anteriores.

Ao longo do primeiro tempo, o Galo criou algumas boas chances de furar a marcação e teve duas reclamações com a arbitragem. A primeira delas aos 11 minutos, quando Zaracho recebeu de Diego Costa dentro da área e foi puxado pelo zagueiro santista. A arbitragem não interpretou como pênalti e mandou o jogo seguir.

Após algumas oportunidades de gol, o time da casa voltou a pedir pênalti aos 38′. Desta vez, Borrero fez jogada individual e tromba com Wagner Leonardo. Mais uma vez, nada marcado.

Na volta para a segunda etapa, o Santos levou a consistência da atuação segura da primeira etapa, enquanto o Atlético acrescentou um toque de nervosismo. E os reflexos surtiram efeito concreto logo de cara. Aos 3′, Raniel recebeu de Lucas Braga na entrada da área, penteou e bateu firme no canto de Éverson. O Santos sai na frente.

A pressão aumentou sobre a equipe de Cuca, que mexeu ofensivamente. Após a entrada de Nacho, ainda no intervalo, Calebe, que sempre entra bem, foi a campo. E, com a presença destes dois, o jogo mudou para o Galo.

Primeiro, Nacho cruzou para a área, Sasha desviou e Calebe completou para o gol. João Paulo defendeu de maneira milagrosa, mas a arbitragem, minutos depois, viu que o garoto atleticano sofrera falta na jogada. Finalmente o pênalti marcado para o Atlético. Aos 21′, o meia argentino cobrou bem e empatou.

O jogo ficou frenético. Logo na sequência, o Peixe quase jogou uma ducha d’água gelada sobre a galera no Mineirão. Marinho bateu falta para a área e Vinicius Zanocelo cabeceou no travessão.

E o outro lado respondeu da mesma maneira, mas com a bola na rede. Aos 29′, Nacho levantou para a área e o zagueiro Nathan Silva, de costas para o gol, cabeceou no canto esquerdo do gol santista, virando o jogo e levando abaixo o Gigante da Pampulha.

A virada tirava toneladas das costas do Atlético e, sobretudo, de Cuca. O Galo, sabendo que o Flamengo batia o Juventude com tranquilidade, teria uma noite totalmente intranquila caso a desvantagem original no placar tivesse se perpetuado por mais tempo.

E, para evitar qualquer tipo de drama subsequente, o garoto Calebe chamou a responsabilidade outra vez, sofrendo outro pênalti, aos 34′. Desta vez entrou na área, chamou o contato com Velásquez e o recebeu. Quarto pedido de penalidade do Atlético na noite, mais uma vez o VAR em ação. Marcada a infração para o Galo.

Nacho, para coroar a atuação de gala após vir do banco, cobrou de novo. Desta vez mudou de canto e viu João Paulo, que pulou para o esquerdo novamente, defender. Mas, no rebote, a bola voltou com o argentino, que completou tranquilamente de cabeça e deu números finais ao jogo. E que jogo para o Atlético.

Virada em 11 minutos, transformando uma noite que tinha tudo para ser nervosa numa atmosfera de grande otimismo para um passo à frente. Se o Galo tem o claro objetivo de ser campeão, partidas como esta, que requerem uma alta dose de coragem e capacidade de reação, precisam ser superadas.

Escalações:

Atlético-MG: Éverson; Mariano (Calebe), Nathan Silva, Réver e Dodô; Allan, Jair (Tchê Tchê), Zaracho e Borrero (Nacho Fernández); Keno (Igor Rabello) e Diego Costa (Eduardo Sasha). Técnico: Cuca.

Santos: João Paulo; Vinícius Balieiro (Diego Tardelli), Velásquez e Wagner Leonardo; Marcos Guilherme (Madson), Camacho, Vinícius Zanocelo, Jean Mota (Gabriel Pirani) e Lucas Braga; Marinho e Léo Baptistão (Raniel). Técnico: Fábio Carille.

Definições:

O Atlético manteve sua diferença generosa na liderança do campeonato. 11 pontos de distância para o Flamengo, com quem disputa o confronto direto ainda ao final deste mês. O Santos continua vivendo o drama da luta contra a zona de rebaixamento, de que a distância é de apenas um ponto e onde poderá terminar a rodada caso Bahia e/ou Sport vençam.

As equipes voltam a campo no próximo domingo, fora de casa. O Galo vai a Goiânia encarar o xará goianiense. Já o Santos tem o confronto direto contra o Sport, no Recife.

Atlético-MG

Atlético corresponde às expectativas e constrói temporada mágica; confira a retrospectiva

Galo faz investimentos retornarem em bom futebol e registra tríplice coroa no mais bem sucedido ano de sua história

Published

on

Que o Atlético vinha para a temporada 2021 com status de favorito em todas as competições, se sabia a partir de quando se viu os grandes investimentos que o clube fazia em seu elenco ao longo dos últimos anos. A tarefa era fazer com que o projeto promissor se tornasse realidade.

Depois de começar o ano com a desilusão na reta final do Campeonato Brasileiro 2020, em que o Galo abusou dos tropeços e perdeu a oportunidade de vencer o título, o time mineiro resolveu se reconstruir. Jorge Sampaoli saiu do comando técnico, rumo ao Olympique-FRA, e deixou para Cuca, velho conhecido da Cidade do Galo, a missão de fazer uma equipe competitiva em todas as frentes.

O resultado foi uma temporada de sucesso, com ótimo futebol e duas taças — Brasileiro, que veio depois de 50 anos de espera, e Copa do Brasil, conquistada ainda ontem, sobre o Athletico-PR, em Curitiba. Juntando à conquista do Campeonato Mineiro, ainda no início da temporada, o Galo pode celebrar a tríplice coroa. Vamos relembrar a gloriosa caminhada:

Uma aposta “all-in”…

Depois de investir em mais de 20 reforços, a maioria a pedido do então treinador Jorge Sampaoli, e bater na trave na disputa do título do Brasileirão da temporada 2020, o Galo resolveu ir com ainda mais fome para a temporada que sucedia. A diretoria, junto a parcerias comerciais, reforçou o elenco com nomes badalados, como o atacante Hulk, que defendeu a Seleção Brasileira na Copa de 2014, e Nacho Fernández, uma das chaves do trabalho mais sólido do continente, o River Plate de Marcelo Gallardo.

No geral, o departamento de futebol saiu à caça de várias peças pontuais, garantindo que o elenco atleticano ficasse com várias boas opções em todas os setores do campo. Faltava achar o treinador certo para comandar este grande elenco, unindo grandes exibições a resultados. E o nome escolhido foi o de alguém que já teve sucesso nesta missão. Vice brasileiro e campeão da Libertadores pelo Atlético, Cuca aceitou o desafio de superar sua passagem anterior.

Tudo indo bem…

O Atlético teve início tranquilo nos primeiros compromissos da temporada, o Campeonato Mineiro e a fase de grupos da Copa Libertadores. A equipe utilizou bem o primeiro semestre da temporada, em que as atribuições são naturalmente mais leves do que no segundo, e completou os objetivos sem grandes problemas.

O título mineiro e a melhor campanha da primeira fase da Liberta premiaram uma equipe que se acertava a cada jogo e começava a fazer com que os sonhos altos da temporada pudessem virar realidade.

Um Galo envolvido em todas as frentes…

O time mineiro chegou preparado para o segundo semestre, onde seria testado na briga pelas principais taças. No Brasileiro, um início arrasador e a liderança protegida nas primeiras rodadas, afirmando o compromisso com a luta pela taça. Na Copa do Brasil, avanço casa a casa fazendo valer o favoritismo em cada confronto. Na Libertadores, misto de bravura e habilidades para deixar para trás dois dos gigantes do continente, os argentinos Boca Juniors e River Plate.

Não havia dúvida de que o Galo estava obstinado a ir com força em todas as frentes. Com elenco recheado, a equipe poderia superar o duro calendário e manter o nível de competitividade para se postar como franco favorito. Tudo corria perfeitamente, até que veio o grande baque da temporada — e que tenha sido, talvez, o momento crucial da jornada. A eliminação nas semifinais da Libertadores, para o Palmeiras, após dois empates e classificação alviverde pelo gol qualificado.

A peteca não caiu…

Ficar de fora da final da principal competição continental das Américas foi um golpe duro para o Galo, mas não poderia desestabilizar a equipe. Afinal, ainda restavam as disputas do Brasileiro (líder do campeonato) e Copa do Brasil (semifinalista), e o time não podia perder o prumo.

O lado emocional permaneceu intacto e o Atlético continuou empilhando vitórias importantes no Brasileiro, mantendo a vantagem na ponta e não dando chances para o Flamengo, atual bicampeão, chegar na briga. Na Copa do Brasil, a equipe também já era a grande favorita, e não decepcionou.

Os dois bicampeonatos…

O time de Cuca se blindou à pressão pela conquista dos títulos e conseguiu manter as boas atuações constantes. Sem deixar pontos no caminho no Brasileiro, o Galo andou passo a passo até chegar à consagração: a conquista do bicampeonato nacional, depois de ter vencido até então seu único título há 50 anos.

Mas não foi só: o time cumpriu o favoritismo na Copa do Brasil e, depois de passar com propriedade pelo Fortaleza nas semifinais, repetiu o desempenho diante do Athletico-PR. Goleada por 4 a 0 na partida de ida, no Mineirão, e nova vitória na Arena da Baixada, para sacramentar a segunda taça e a conquista da tríplice coroa.

Continue Reading

Atlético-MG

Dois reforços no Galo já estão praticamente garantidos para 2022

Published

on

dois reforcos que ja estao praticamente garantidos no atletico mineiro para 2022

Nesta última quinta-feira (09/12) o Campeonato Brasileiro chegou ao fim. E o Atlético Mineiro se consagrou campeão com a segunda melhor pontuação na era de pontos corridos. Cuca conseguiu destinar o elenco milionário do Galo ao Bi do Brasileirão, uma espera de 50 anos que chegou ao fim.

Mas muitos do elenco atual devem entrar no mercado em 2022. Alguns deixam a equipe, outros retornam de empréstimos e as contratações de reforços já estão a todo vapor.

Com o fim da temporada 2021, o Atlético MG já tem dois nomes que estão praticamente garantidos como reforços para a sequência em 2022. Mas ainda não é possível prever se estes nomes são para compor o elenco titular ou como peças para o banco de reservas.

Artilheiro do América MG

O América Mineiro conquistou pela primeira vez na história do clube uma das vagas na Libertadores 2022. E entre os atletas que contribuíram para este feito histórico está o atacante Ademir.

O atleta de 26 anos marcou 13 gols nesta temporada, sendo um dos destaques do clube na competição.

Mas tirando o estado, o que o América tem com o Atlético? Ademir segundo o presidente Sérgio Coelho, é o primeiro reforço com o Galo para 2022. Mas sua ida para o rival mineiro não acontece após a conquista do Coelho.

Em junho o atleta já havia assinado um pré-contrato e deve estar entre os reforços para a próxima temporada.

Promessa para 2022

Já uma outra contratação que está próxima de ser concluída é do meia Gustavo. A jovem promessa de apenas 19 anos despertou a atenção do Galo, mesmo atuando no Sport, que acabou sendo rebaixado para a Série B.

Gustavo tem um valor de mercado de aproximadamente 2 milhões de euros e pode fazer parte do elenco mineiro já no início da temporada.

Foto: @Atletico.

Continue Reading

Atlético-MG

Grêmio x Atlético-MG: Palpites, prognósticos e onde assistir o duelo na Série A

Com 40 pontos, na 18ª posição, Imortal Tricolor recebe o Galo (1°), com 84, pela 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro

Published

on

Foto: Arena do Grêmio (@todosnaarena) / Reprodução / Twitter

Grêmio x Atlético-MG duelam na noite desta quinta-feira (09), às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS), pela 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021.

Nesse sentido, após empatar com o Corinthians, por 1 a 1, o Imortal Tricolor busca reencontrar o caminho da vitória após duas rodadas.

Por outro lado, o Galo tenta engatar o terceiro triunfo consecutivo, depois de vencer o Red Bull Bragantino, por 4 a 3.

Confira abaixo os prognósticos para a partida, com palpites de Grêmio x Atlético-MG, estatísticas e informações sobre o confronto.

Palpites Grêmio x Atlético-MG 09/12

Resultado FinalCuiabá
Ambos os Times MarcamSim
Marcadores de Gol – ClaysonA Qualquer Momento
Escanteios Mais de 10

Acompanhe o Jogo Grêmio x Atlético-MG, Ao Vivo em Tempo Real aqui no InfoEsporte.

Prognósticos Grêmio x Atlético-MG

Leia mais:

Antes de mais nada, em situações distintas no campeonato local, Grêmio x Atlético-MG se enfrentam na noite desta quinta-feira (09). Assim, em solo gaúcho, as equipes medem forças, às 21h30, pela 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021.

Após empatar com o Corinthians, por 1 a 1, fora de casa, o Imortal Tricolor objetiva minimizar a diferença de pontos para a parte externa à zona de rebaixamento à Série B, já que está a três pontos do Bahia (16°).

Por outro lado, o Galo, após vencer o Red Bull Bragantino, por 4 a 3, mira ampliar a distância para a vice-liderança, já que está a 13 pontos do Flamengo (2°).

Em suma, o vencedor deste duelo garante, em caso de combinações externas de resultados, uma vaga fora do Z-4 ou a permanência na liderança da tabela geral de classificação.

Primeiramente, até esta rodada, o Grêmio obteve 36% de aproveitamento. Acima de tudo, em 37 jogos disputados, venceu 11, empatou sete e perdeu 19, ficando na 18ª colocação, com 40 pontos.

Em contrapartida, o Atlético-MG obteve 75.7% de aproveitamento. Acima de tudo, em 37jogos disputados, venceu 26, empatou seis e perdeu cinco, ficando na 1ª colocação, com 84 pontos.

Por fim, no que diz respeito ao histórico de confrontos entre as equipes, o Tricolor dos Pampas tem vantagem diante do Alvinegro Mineiro.

Nesse sentido, de 74 duelos disputados, a equipe mandante venceu 29. Em contrapartida, o time visitante triunfou em 24. Ademais, 21 jogos terminaram empatados.

Desfalques e retornos:

O Grêmio vai ter, até então, o retorno de Douglas Costa (cumpriu suspensão na última rodada).

Por outro lado, o Imortal Tricolor não vai contar com Geromel e Kannemann (suspensos pelo terceiro cartão amarelo).

Do mesmo modo, o Atlético-MG vai ter, até então, a volta de Eduardo Sasha (cumpriu suspensão na última rodada).

Em contrapartida, o Galo não vai ter à disposição Hulk (suspenso pelo terceiro cartão amarelo); Réver (presente no departamento médico).

Prováveis escalações:

Grêmio: Gabriel Grando; Rafinha, Rodrigues, Ruan e Cortez (Diogo Barbosa); Thiago Santos, Lucas Silva, Jhonata Robert, Campaz e Ferreira; Diego Souza. Técnico: Vagner Mancini.

Atlético-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho; Vargas, Diego Costa e Keno. Técnico: Cuca.

  • Jogo: Grêmio x Atlético-MG (Série A do Campeonato Brasileiro 2021 – 38ª rodada)
  • Data e hora: Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021 – 21h30 (Brasília)
  • Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
  • Transmissão: Premiere

Foto: Arena do Grêmio (@todosnaarena) / Reprodução / Twitter

Continue Reading

Últimas

Foto: Alê Vianna/CA Juventus Foto: Alê Vianna/CA Juventus
Notícias1 dia ago

Sem pensar em combinação de resultados, técnico do Juventus mira vitória diante do Nacional para garantir classificação no Paulista Sub-20

Segundo Luiz Antônio Ribeiro, um triunfo sobre o Naça, nesta quarta-feira (29), na Javari, garante o Moleque Travesso na próxima...

Apostas2 dias ago

Jogadores de futebol brasileiros que adoram jogar

O crescimento no interesse por jogos de apostas e cassinos atrai cada vez mais as atenções do mundo todo. O...

Apostas2 dias ago

Diferenciais que fazem Starcraft II popular no mundo das apostas

O mundo dos jogos está cada vez mais conectado com o mercado de apostas, sendo que alguns games se destacam...

Notícias5 dias ago

Bia Zaneratto comemora hat-trick e ótima fase da equipe feminina do Palmeiras no Campeonato Brasileiro

Foto: Fabio Menotti / Palmeiras.com.br O Campeonato Brasileiro Feminino entra em pausa a partir de agora até agosto em função...

Foto: Guilherme Pannain Foto: Guilherme Pannain
Futebol do Interior5 dias ago

Mesmo fora de casa, Lucena mira reabilitação do Tupynambás no Hexagonal Final do Módulo 2

Depois da derrota em Juiz de Fora, volante do Baeta garante equipe impositiva em busca da vitória no domingo (26),...

Foto: Divulgação/ASA Foto: Divulgação/ASA
Notícias6 dias ago

Diego Rosa celebra gol decisivo e aposta no fator casa para ASA encaminhar classificação na Série D do Brasileiro

Determinante na vitória fora de casa sobre o CSE, na última rodada, meia do Fantasma crê em novo triunfo no...

Notícias6 dias ago

Com gol e assistência, Gabriel Bispo é decisivo pelo KuPs na Veikkausliiga

Líder da Veikkausliiga, a principal Liga da Finlândia, o KuPs chegou a nona vitória em 12 jogos na competição. A...

Foto: Taísa Lazari Foto: Taísa Lazari
Futebol do Interior1 semana ago

Capitão do Osvaldo Cruz, Nicholas crê em vitória fora de casa para garantir classificação na Segundona do Paulista

Lateral do Azulão garante time impositivo no sábado (25), diante do Grêmio Prudente, no Prudentão, para não depender de outros...

Apostas1 semana ago

Por que muitos jogadores jogam em cassinos com Bitcoin?

Apostas esportivas e jogos de casino online estão cada dia mais em alta e toda experiência mudou muito ao longo...

Buscas Jogos e Times

Pesquisa de Times ou Ligas
Generic filters

Futebol Hoje

Trending

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->
P