Confira como estão as equipes brasileiras na Libertadores

| |

Nesta semana, chegaremos à terceira rodada das fases de grupos da Copa Libertadores. O primeiro terço de jogos já foi disputado, e as situações das sete equipes brasileiras já se esclarecem para a definição de seus destinos na competição.

Alguns vão “bem, obrigado”, com caminhos abertos para a classificação à fase posterior, enquanto outros ainda dependerão de mais forças para se manter na caminhada. Há também quem tenha mau desempenho até aqui e veja sua situação se complicar na competição continental.

Siga todas as partidas e resultados da Copa Libertadores:

Copa Libertadores – Pré

Sinal verde – caminhos abertos para a classificação

Flamengo: o Flamengo está em uma chave complicada, mas já iniciou com qualidade e encaminhou sua vaga para a fase posterior da Libertadores. De sorte que a LDU também superou o Vélez e segurou o empate contra o La Calera, a aparente luta rubro-negra será contra os equatorianos pelo primeiro lugar do Grupo G.

Confronto este que virá nesta terça-feira, na altitude de Quito, no estádio Casa Blanca – onde o Fla perdeu em 2019 para a própria LDU e vem de um 5 a 0 sofrido para os vizinhos albos, o Independiente del Valle. Caso vença e quebre tal escrita ruim, o time carioca já poderá começar a traçar a rota do tri.

Próximas partidas:

  • LDU-EQU x Flamengo (terça-feira)
  • Unión La Calera-CHI x Flamengo (11/05)
  • Flamengo x LDU-EQU (19/05)
  • Flamengo x Vélez Sarsfield-ARG (27/05)

Palmeiras: atual campeão continental, o Palmeiras, veste verde puro nesta Libertadores. A chave, que conta com os últimos campeões da Sul-Americana, Defensa y Justicia e Independiente del Valle, é das mais difíceis. Mas a goleada sobre os equatorianos deixou tudo mais doce na vida palestrina pelo Grupo A.

Nesta terça, o Verdão encara o Defensa y Justicia, em Florencio Varela, região de Buenos Aires, em clima de revanche da Recopa Sul-Americana. Tal qual o Flamengo, com a vitória o time paulista poderá praticamente carimbar o passaporte às oitavas.

Próximas partidas:

  • Defensa y Justicia-ARG x Palmeiras (terça-feira)
  • Independiente del Valle-EQU x Palmeiras (11/05)
  • Palmeiras x Defensa y Justicia-ARG (18/05)
  • Palmeiras x Universitario-PER (27/05)

São Paulo: o Tricolor do Morumbi fecha a trinca dos mais “tranquilos” da competição. Sem depreender grandes esforços para superar com sobras os virtuais eliminados Sporting Cristal e Rentistas, a equipe paulista já pode concentrar as ações em superar a outra potência do Grupo E, o Racing.

A primeira batalha será nesta quarta-feira, jogando no El Cilindro, casa da Acade em Avellaneda, na Grande Buenos Aires. A vitória praticamente cravaria o Tricolor nos mata-matas, ainda que mesmo um empate seria adequado.

Próximas partidas:

  • Racing-ARG x São Paulo (quarta-feira)
  • Rentistas-URU x São Paulo (12/05)
  • São Paulo x Racing-ARG (18/05)
  • São Paulo x Sporting Cristal-PER (25/05)

Sinal amarelo – atenção ao caminho

Atlético-MG: o Grupo H segue indefinido. Com uma vitória e um empate até aqui, a verdade é que o Galo ainda não convenceu atuando pela Libertadores. É urgente que se projete melhoria gradual, pois o grau de dificuldade tende a aumentar. A atenção principal será, naturalmente, para os duelos contra o Cerro Porteño, através dos quais o Atlético poderá definir não apenas a vaga, mas eventualmente a primeira colocação do grupo.

O primeiro entre os duelos contra os paraguaios será nesta terça-feira, em Belo Horizonte. Há de se precaver posteriormente também, para os difíceis encontros contra o América, em Cali, e o próprio Cerro, em Assunção, antes de encerrar contra o tranquilo La Guaira em casa.

Próximas partidas:

  • Atlético x Cerro Porteño-PAR (terça-feira)
  • America de Cali-COL x Atlético (13/05)
  • Cerro Porteño-PAR x Atlético (19/05)
  • Atlético x Deportivo La Guaira-VEN (25/05)

Fluminense: quieto e eficiente, o Fluminense trouxe o bom momento recente para os primeiros jogos da Libertadores. As duas primeiras partidas animaram e consolidaram o Tricolor como postulante no Grupo D a avançar aos mata-matas, ao lado, naturalmente, do River Plate, principal potência das Américas nos últimos seis anos.

Após vencer na altitude de Bogotá, o Flu continua na Colômbia nesta terceira rodada, mas para encarar o Junior, em Barranquilla. Posteriormente, será a vez de receber seguidamente os dois colombianos no Maracanã. Ali, imagina-se a definição se o Tricolor Carioca prossegue ou não na competição.

Próximas partidas:

  • Junior-COL x Fluminense (quinta-feira)
  • Fluminense x Independiente Santa Fe (12/05)
  • Fluminense x Junior-COL (18/05)
  • River Plate-ARG x Fluminense (25/05)

Internacional: no rigoroso equilíbrio do Grupo B, o Inter supera os demais pelo saldo de gols, graças à bela goleada contra o Táchira, na última rodada. A abertura na chave é total, mas apesar disso – ou exatamente por isso –, o Inter deverá tomar cuidado em cada um dos confrontos restantes, sobretudo contra o gigante Olimpia, a quem receberá nesta rodada que se inaugura, no Beira-Rio.

A expectativa é que o Colorado faça a lição de casa agora e tente arrancar o máximo possível de pontos nos duelos seguidos fora de casa. Caso o desempenho seja satisfatório, a equipe gaúcha terá tranquilidade para encerrar a competição buscando dar o troco no Always Ready, que, apesar da vitória com uma mãozinha da altitude, é frágil fora dela.

Próximas partidas:

  • Internacional x Olimpia-PAR (quarta-feira)
  • Deportivo Táchira-VEN x Internacional (11/05)
  • Olimpia-PAR x Internacional (20/05)
  • Internacional x Always Ready-BOL (26/05)

Sinal vermelho – alerta total

Santos: a única equipe brasileira com a situação verdadeiramente delicada é o Santos. No Grupo C, o Peixe largou perdendo as duas primeiras partidas, assim como o The Strongest, o que gerou uma divisão na chave: duas equipes de seis pontos, Barcelona e Boca, contra as duas supracitadas, de zero. Vencer é a única palavra que corre na Vila Belmiro neste momento. O estádio será palco da partida contra o The Strongest, na rodada que segue, e, posteriormente, receberá o Boca.

As duas partidas seguintes serão cruciais para definir o futuro santista – se luta até o final ou se despede ainda na fase de grupos, o que só aconteceu uma vez com o Peixe, em 1984. Em cenário otimista, de duas vitórias alvinegras e combinações interessantes nas outras partidas – sobretudo derrotas do Barcelona para Boca e Strongest – La Paz e principalmente Guayaquil serão palco de grandes batalhas, as quais o Santos precisará vencer no detalhe, como há dez anos.

Próximas partidas:

  • Santos x The Strongest-BOL (terça-feira)
  • Santos x Boca Juniors-ARG (11/05)
  • The Strongest-BOL x Santos (18/05)
  • Barcelona-EQU x Santos (26/05)

Anterior

Rede Massa: Coritiba x FC Cascavel Jogo ao Vivo da 8ª rodada do Paranaense

Coritiba x FC Cascavel: Pré jogo 8ª rodada Paranaense no TV Coxa

Próximo

Deixe um comentário

P