Copa do Brasil: nos pênaltis, Criciúma e Vila Nova “vingam” antigas eliminações para Ponte e Juventude

| |

Nesta quinta-feira, mais dois clubes garantiram a passagem para a terceira fase da Copa do Brasil. Após empates por 1 a 1 no tempo normal, as partidas entre Criciúma x Ponte Preta, no Heriberto Hülse, casa do Tigre, e Vila Nova x Juventude, no OBA, casa do Vila, foram decididas nos pênaltis. Os mandantes levaram a melhor em ambas ocasiões e puderam não apenas celebrar o avanço de fase, mas vingar eliminações passadas para os mesmos adversários.

Siga todas as partidas e resultados da Copa do Brasil:

Os jogos:

Criciúma 1 (5) x (4) 1 Ponte Preta:

Com ambições de acesso para a Série A e embalada pela campanha interessante do último ano, quando foi até a quarta fase, a Ponte buscava garantir o reforço de mais R$ 1,7 milhão aos cofres, que seriam de grande serventia para o restante da temporada.

Siga partidas e resultados do Paulistão:

O Criciúma, no entanto, tinha necessidades mais urgentes para conquistar a vaga e a agarraria de qualquer maneira. O Tigre vive enorme crise no futebol e está próximo de sofrer o rebaixamento no Campeonato Catarinense, além de ver se tornarem mais remotas as chances de conseguir uma boa campanha na Série C.

Camilo abriu o placar para a Macaca em gol de falta, aos 15’ da etapa complementar. O Tigre buscou o empate aos 29’, quando o zagueiro Phellipe Maia fez mais bonito do que muito centroavante, acertando lindo voleio na grande área.

Nas cobranças de pênaltis, a equipe catarinense converteu todas. A paulista desperdiçou com Vini Locatelli.

Vila Nova 1 (4) x (3) 1 Juventude:

Duelo de duas equipes em ascensão. O Vila foi campeão da Série C na temporada 2020, enquanto o Ju retornou à Série A após 14 anos. Para fazer bonito na nova divisão, ambos entendiam a necessidade de incrementar o orçamento com o 1,7 milhão de reais que o avanço à terceira fase garantia.

Siga resultados e partidas do Gauchão:

Os gols foram marcados logo no início do jogo. Eltinho, cobrando pênalti pôs a equipe gaúcha à frente aos 6’. Já no minuto seguinte, Pedro Bambu igualou o marcador para os goianos.

Na disputa por pênaltis, o Vila desperdiçou a terceira cobrança com Willian Formiga, permitindo que o Juventude passasse à frente e apenas dependesse de si para avançar. No entanto, a equipe gaúcha acabou errando os dois pênaltis seguintes, com Guilherme Castilho e Júnior Todinho, e viu o time da casa converter as outras duas, celebrando o avanço.

Antigas histórias:

Os filmes não se repetiram: os ‘Tigres’ – Criciúma e Vila Nova – não aceitaram sofrer novas eliminações para Ponte e Juventude, como aconteceu na última década. Vamos relembrar:

Criciúma e Ponte Preta haviam se encontrado apenas uma vez em mata-matas. Foi na Copa Sul-Americana de 2013, aquela em que a Macaca fez história, chegando à decisão. Naquela campanha, o Tigre Catarinense foi o primeiro adversário.

Naquela ocasião, a Ponte fez o que teria, no contexto de hoje, valido a classificação: venceu no Heriberto Hülse por 2 a 1. Na partida de volta, apenas segurou o 0 a 0 para avançar. Na sequência, a Macaca ainda passaria por Deportivo Pasto-COL, Vélez-ARG e São Paulo, antes de chegar à final. O sonho do título inédito acabaria ante o Lanús-ARG.

Vila Nova e Juventude vêm de um encontro recente na Copa do Brasil. Ainda em 2019, as equipes se encontraram pela quarta fase. Campeão em 1999, o Juventude havia acabado de deixar pelo caminho o Botafogo, equipe a qual bateu, 20 anos antes, para garantir a taça. O Vila havia passado pelo Bragantino do Pará.

Após dois empates sem gols, a decisão foi para os pênaltis no Serra Dourada. A exemplo deste ano, naquela ocasião o marcador também foi 4 a 3, mas para o Juventude. A equipe gaúcha celebrou sua melhor campanha desde a nova fase da Copa do Brasil, de 2013 para cá. Nas oitavas-de-final, acabou parando para o rival Grêmio.

Anterior

Autor de golaço na Copa do Nordeste, lateral do 4 de Julho-PI desperta interesse de clubes da Série C

Sul-Americana: grupo do Bragantino tem uma “reunião” de algozes brasileiros

Próximo

Deixe um comentário

P