Copa do Brasil: tranquilo, Atlético-GO joga com o agregado para passar pelo Corinthians

| |

Atlético-GO e Corinthians fizeram o jogo da volta da 3ª fase da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira, no Antônio Accioly, em Goiânia. O Dragão já tinha a vantagem de 2 a 0, construída na primeira partida em São Paulo, na quarta-feira anterior, e, com o empate sem gols, ficou com a vaga no placar agregado.

Em partida de poucas emoções, com um Corinthians com enormes dificuldades para atacar e o Atlético mostrando novamente a consistência defensiva, o zero foi pouco ameaçado de sair do placar. Ideal para o Dragão, que está nas oitavas.

Página da Copa do Brasil:

Copa do Brasil 2021

Crônica do jogo:

Não era de se espantar que o Corinthians tentaria surpreender o Atlético no início do jogo. Um gol corintiano no início seria provocador de uma grande mudança no desenho do jogo. Mas o volume inicial provocou apenas algumas raras chances, sem nenhuma que desse real trabalho ao goleiro Fernando Miguel.

Aos poucos, o jogo foi se moldando à vontade do Dragão: controlado, sem sustos. Como já havia feito sua parte em São Paulo, o time goiano pôde ficar mais tranquilo em campo, sem se expor.

Não houveram grandes oportunidades por parte do Rubro-negro, apenas o controle da bola na intermediária garantindo o mantimento do placar zerado até o final da primeira etapa. Para o Atlético, que jogava com o agregado, a postura era válida. Para o Timão, era péssimo.

A segunda etapa começou como a primeira: com amplo domínio da equipe paulista, vontade de ataque. Mas oportunidade de gol, que era do que precisava, nada. Ao contrário, foi de um contra-ataque atleticano que veio a primeira chance mais clara de gol. O lateral Dudu recebeu livre pela direita, dentro da área, mas bateu fraco.

O Timão respondeu rápido e teve sua grande oportunidade em sequência. Gustavo Mosquito recebeu na cara de Fernando Miguel, que levantou o braço direito e, no reflexo rápido, interceptou a tentativa de cavadinha do atacante corintiano. Eram 60’ jogados.

Mas o relógio era inimigo dos Guerreiros de São Jorge. O time de Sylvinho tentava pelo meio e pelos lados, nos passes curtos e na ligação direta, mas nada adiantava. Pela marcação do time goianiense, nada passava. E, quando tinha o domínio da bola, a equipe da casa jogava em ritmo festivo.

Não havia nenhum problema na equipe de Eduardo Barroca adotar postura completamente defensiva à medida em que o tempo passava. Vendo que o Corinthians, por fim, não incomodava verdadeiramente, o Atlético apenas se garantia, no jogo e com a classificação, até o apito final.

Pós-jogo:

O Atlético-GO voltou a mostrar a enorme força defensiva: agora são quatro jogos consecutivos sem sofrer gols – três contra o próprio Corinthians –, apenas um gol concedido nas últimas sete partidas, e, das últimas 26 partidas, foram 18 não ver as redes balançarem. Tais condições defensivas já indicariam o grau de dificuldade da missão para o Corinthians, que, por sua vez, fez um golzinho em quatro jogos. Pelos números, não se imaginaria diferente do 0 a 0.

Pela partida, também não: com um Dragão organizado e, acima de tudo, tranquilo em campo, os noventa minutos foram sem sustos. Em nenhum momento ameaçado de perder a classificação, o time goiano, ainda que espectador do jogo em grande parte, teve boa parte das chances mais claras de balançar as redes.

O Corinthians mostrou mais uma vez a ineficiência ofensiva e a desorganização em campo, que já custaram eliminações recentes no Campeonato Paulista e na Copa Sul-Americana. Repetindo a fraca atuação da capital paulista, o Timão não conseguiu uma sequência de domínio que pudesse ser verdadeiramente convertida numa pressão pelo gol. Assim, a missão dos dois gols, já difícil, ficava cada vez mais distante.

Definições:

O Atlético-GO segue firme na Copa do Brasil, ficando no aguardo de seu adversário nas oitavas-de-final. Enquanto isso, tentará estender o ótimo começo no Campeonato Brasileiro. O Corinthians, já eliminado da Sul-Americana, assim como o próprio Atlético, fica só com o Brasileirão até o fim do ano.

O Dragão, então, se junta a outros dez clubes que já têm passaporte garantido nas oitavas: Santos, São Paulo, Vasco, ABC, Juazeirense, CRB, Bahia, Athletico-PR, Fluminense e Criciúma. Destaque para as eliminações de Palmeiras e Cruzeiro, mais cedo nesta quarta-feira, para CRB e Juazeirense, respectivamente.

Leia mais:

Premiação generosa…

De boa notícia para o Dragão vem não só a classificação, mas o grande reforço do caixa: a equipe goiana embolsa R$ 2,7 milhões com o avanço.

Anterior

Prognóstico Coritiba x Flamengo: Apostas no 1º jogo da Copa do Brasil

TNT Sports Turquia x Itália: Jogo ao Vivo 16ª edição Euro 2020

Próximo

Deixe um comentário

P