Connect with us

Notícias

Cumprindo tabela desta vez, Coritiba e Palmeiras realizaram grandes decisões nos últimos anos

Published

on

Coritiba e Palmeiras encararão, nesta quarta-feira, o jogo atrasado da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro como um mero cumprimento de tabela. Já rebaixado, o Coxa pensa apenas na temporada de 2021. Campeão da Libertadores, o Palmeiras já está garantido na próxima edição, e projeta, ainda, a decisão da Copa do Brasil, contra o Grêmio.

Mesmo que desta vez possa não ter grande valia e reservar grandes emoções, o duelo entre os dois alviverdes reuniu, ao longo da última década, confrontos decisivos, importantes e recheados de emoção.

Ex-Coritiba: Romércio reforça importância da pré-temporada do Guarani em Águas de Lindoia

2011: Quartas da Copa do Brasil

Em 5 de maio de 2011, Coritiba e Palmeiras fizeram a primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. O Verdão Paulista, apesar de avançar etapas na competição, não vinha em bom momento. O Coxa estava embalado e emplacando vitórias em sequência.

O Coritiba estava naqueles dias em que tudo – absolutamente tudo – dá certo. E o Palmeiras, exatamente o contrário, até dominar a bola estava difícil. O resultado, uma goleada histórica por 6×0 aplicada pelo lado paranaense, que perdeu a volta, no Pacaembu, por apenas 2×0. Assim, continuou na caminhada rumo ao título inédito, que parou nas finais para o Vasco.

2012: A revanche impiedosa

Quis o destino coloca-los novamente frente a frente, sob comando dos mesmos treinadores, na mesma competição. A diferença se deu na fase da Copa. Em 2012, Coxa e Palmeiras surpreenderam o País e fizeram a grande final do segundo principal torneio de clubes do Brasil.

O Coritiba queria a taça após bater na trave no ano anterior, enquanto o Palmeiras encarava o adversário com espírito revanchista. E, após a “trucada” de Marcelo Oliveira em 2011, foi a vez de Felipão triunfar. Com vitória por 2×0 na Arena Barueri, em São Paulo, em 5 de julho de 2012, o Verdão Paulista poderia perder até por um gol de diferença em Curitiba, na semana seguinte.

O Alviverde Imponente conseguiu, no entanto, segurar o empate por 1×1, levantando a taça no Couto Pereira.

2012: quem ri por último…

Mesmo chegando à final da Copa do Brasil mostrando bom futebol, Palmeiras e Coritiba agonizaram no Brasileirão de 2012. Com campanhas muito aquém do esperado, equipes brigaram contra a degola. O Coxa flertava com a zona de rebaixamento, especialmente no segundo turno, enquanto o Palestra, desde o início submerso, não conseguia deixá-la.  

E um dos jogos capitais nesta briga teria que ser entre os dois. O encontro, válido pela 29ª rodada do campeonato, foi disputado em 11 de outubro de 2012, na Fonte Luminosa, em Araraquara-SP, com mando palmeirense. Àquela altura, a equipe paulista já estava desesperada na luta contra a degola.

Em ascensão e disposto a dar aquele “empurrãozinho” no rival, o Coxa impôs um castigo cruel tal qual lhe fora imposto no primeiro semestre. O gol de pênalti de Deivid, aos 43 do segundo tempo, levou o Coxa a respirar no 14º lugar e afundou o Palmeiras no Z-4. O time paulista acabou rebaixado.

2014: nova luta contra a degola

Novamente, os “novos rivais” se encontraram numa situação difícil. Altamente ameaçados de rebaixamento, se enfrentaram na 36ª rodada, no Couto Pereira, em um jogo que tinha caráter de “quem ganhar se salva, quem perder cai”.

E, naquele 23 de novembro, quem respirou foi o Coxa. Com gols de Zé Love e Joel, o ‘Gigante de Concreto’ foi ao delírio. A equipe paranaense se salvou da degola – mas precisou se garantir na penúltima rodada, vencendo o Atlético-MG no Independência.

O Palmeiras perdeu, mas não caiu: o empate com o Athletico-PR no Allianz Parque lhe garantiu a permanência… com uma mãozinha do Coxa! que, após sair perdendo para o Bahia por 0x2, virou para 3×2 e derrubou o Esquadrão no lugar do time paulista. Partida esta que marcou a despedida do meia Alex, ídolo de Coxa e Palmeiras.

Outros duelos…

Em 2015, o Coritiba, desesperado contra o rebaixamento, bateu o Palmeiras em pleno Allianz Parque por 0x2, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória foi essencial para o Coxa garantir a permanência por mais um ano na elite. O Palmeiras, que escalou um time reserva, mantinha o foco na final da Copa do Brasil, contra o Santos, da qual saiu campeão.

Em 2016, novamente no Allianz Parque, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras venceu o Coritiba por 2×1 e ficou mais próximo de conquistar o título da edição, saindo da fila de 22 anos.

Em 2020…

Futuro campeão da Libertadores, o Palmeiras via a temporada tomar um rumo bem diferente. O comando de Vanderlei Luxemburgo era altamente questionado e os resultados eram decepcionantes. Então, a situação se amplificou após a dura derrota para o Coritiba, em pleno Allianz Parque, por 1×3. A situação ficou insustentável, e Luxa deixou o comando palmeirense.

O Coxa, desde o início envolvido na luta contra o rebaixamento, respirou após a grande vitória – tal qual Jorginho, que ganhou fôlego com o resultado, mas acabou não resistindo às derrotas para Santos e Ceará, na sequência.

  • Jogo: Coritiba x Palmeiras (Campeonato Brasileiro 2020 – jogo atrasado da 35ª rodada)
  • Data e hora: quarta-feira, 17/02/2021 – 19h30 (Brasília)
  • Local: Couto Pereira, Curitiba-PR
  • Transmissão: TNT Sports, Premiere

Notícias

Só faltam 6 pontos para o Coritiba ganhar o acesso, 33ª rodada será essencial

Published

on

coritiba precisa de mais 6 pontos para serie a

Faltando 6 rodadas para o fim do Brasileirão Série B, o Coritiba precisa garantir mais 6 pontos para matematicamente subir para a Série A em 2022. As oportunidades do clube é vencer dois confrontos, empatar os seis, ou vencer um e empatar três.

Com outros resultados, o Coxa vai precisar torcer por tropeços dos seus adversários dentro do G4.

Para o treinador Gustavo Morínigo, a equipe deve entrar em campo na 33ª rodada contra o Operário PR, como se fosse uma final. O jogo está programado para a próxima quarta-feira, 03 de novembro, no Couto Pereira, a partir das 18h30.

O Coxa apesar de ter empatado na 32ª rodada contra o CRB por 1 a 1, levou sorte na rodada. O Botafogo, hoje principal ameaça à liderança, também empatou contra o Goiás, por 1 a 1.

Daqui para frente só finais

O primeiro desafio é contra o conterrâneo Operário PR. O Fantasma é hoje o 14º na tabela com 38 pontos. Mas apesar da vantagem de 6 pontos em relação ao Londrina, primeiro na zona de rebaixamento, não é hora de “relaxar” na competição.

Assim o Coxa mesmo jogando em casa, precisa respeitar o adversário.

Na 34ª rodada o Coritiba vai à Pernambuco encarar o Náutico, no estádio dos Aflitos. O jogo acontece no dia 06 de novembro, a partir das 16h30.

A sequência até a 38ª rodada tem Goiás, Brasil de Pelotas, CSA e Ponta Grossa.

Neste momento, as chances do Coritiba subir é de 97%.

Foto: @Coritiba.

Continue Reading

Botafogo

Botafogo faz ótimo segundo turno e aguarda resultado do Avaí nesta sexta-feira

Published

on

Botafogo faz bom segundo turno e aguarda resultado do avai

Após um início de temporada difícil, o Botafogo foi se alinhando na Série B e após o segundo turno, se manteve a maior parte das rodadas dentro do G4. Hoje é o vice-líder do Brasileirão, com uma diferença de apenas 2 pontos para o Coritiba.

Com 32 rodadas completas, a equipe carioca aguarda o resultado do Avaí nesta sexta-feira, contra o Operário PR, para ficar mais tranquilo. Mesmo com a vitória da equipe catarinense, estará na frente pelos critérios de desempate.

Hoje o Botafogo tem 56 pontos, três a mais que o rival com um jogo a menos dentro do G4. Mas se o Leão da Ilha vencer, o saldo de gols hoje tem uma diferença de 7 gols.

Último jogo

O Botafogo entrou em campo nesta terça-feira (26/10) na casa do Goiás, na Serrinha e apesar do empate em 1 a 1, conseguiu um ponto importante. Isso porque o Coritiba, que jogou no mesmo dia, também empatou contra o CRB.

O Goiás também era adversário direto na briga dentro do G4. Com o resultado, os goianos chegaram a 53 pontos, mas possuem uma vitória a menos que o Avaí, mesmo com um jogo a mais.

Próximo jogo

Na 33ª rodada, o Botafogo entra em campo contra o Confiança, no Engenhão. A partida acontece na próxima quarta-feira, 03 de novembro, a partir das 19h. Mas é preciso cautela, porque apesar do Confiança ser o penúltimo na tabela, uma vitória pode ajudar a equipe escapar do rebaixamento nesta reta final.

Argentino Joel Carli fez a diferença

Desde que o capitão argentino Joel Carli voltou a atuar efetivamente na equipe, o Botafogo conseguiu ótimos resultados. Em 11 jogos, conseguiu vencer 8, empatou 2 e teve apenas 1 derrota.

A contribuição do atleta é principalmente no setor defensivo, já que além da qualidade técnica, é um motivador para o elenco. O clube só tomou gols em três destes 11 jogos.

Sem Carli, o Botafogo jogou 21 partidas no início da temporada, onde foram 8 vitórias, 6 empates e 7 derrotas. Em 13 destes jogos o adversário conseguiu marcar.

Ele estará presente novamente no encontro com o Confiança.

Foto: @Botafogo.

Continue Reading

Athletico

Flamengo 0x3 Athletico-PR: confira o pós-jogo da partida pela Copa do Brasil

Na disputa por uma vaga na decisão nacional, Furacão faz partida perfeita no Maracanã e goleia o Flamengo

Published

on

É isso mesmo: o Athletico-PR foi ao Maracanã, nesta quarta-feira, e goleou o Flamengo para garantir a vaga na final da Copa do Brasil. Após o empate por 2 a 2 na partida de ida, em Curitiba, na quarta anterior, o time paranaense jogou bem, mostrou muita personalidade, aproveitou os erros adversários e passou por cima do Fla. O Furacão encara na grande decisão o Atlético-MG, em duas partidas.

Crônica do jogo:

O jogo dava indícios desde o início do que seria decisivo para sua construção. O Flamengo era todo ataque, mas sempre pecava na exposição aos contra-ataques. E o Athletico, muito organizado, mostrava que estava disposto a aproveitá-los.

Assim, logo aos 7′, o VAR foi acionado para decidir um possível pênalti, oriundo de uma das jogadas de contra-ataque a favor do time paranaense. Com auxílio do vídeo, o árbitro indicou que existiu a infração de Filipe Luís em cima de Renato Kayzer. Nikão foi para a cobrança e marcou para o Furacão, aumentando a pressão para o lado flamenguista.

Acumulando atuações questionáveis e problemas extracampo, o Mengo teria de reunir forças para reagir na partida e buscar a classificação. As triangulações, no entanto, careciam de maior criatividade para burlar o ajeitado sistema do rubro-negro paranaense. E quando o rubro-negro carioca progredia, parava em Santos, que mostrava estar numa noite inspirada no Maraca.

As chances continuavam, mas não escondiam a desorganização flamenguista em todas as áreas do campo, desde a construção que não mostrava a coordenação de outros momentos, até a má postura defensiva, que continuava favorecendo ao ataque athleticano. O time de Alberto Valentim sentia o nervosismo brotando nos comandados de Renato Gaúcho.

O Flamengo chegou a ganhar um pênalti na metade da primeira etapa, uma salvação para o quanto vinha sendo produzido. No entanto, o árbitro voltou atrás na decisão após constatar que não havia nada de infração na disputa de bola dentro da área. A partida parava muito, tinha uma incidência elevada de faltas e não corria.

Quando corria, apenas uma equipe conseguia aproveitar. Em novo contra-ataque pegando a defensiva flamenguista desprevenida, Nikão recebeu na direita, arrematou e contou com enorme falha de Diego Alves para marcar o segundo do Furacão, já quase na saída para o intervalo.

Na volta para a segunda etapa, Renato Gaúcho sacou Diego por Michael, e a equipe melhorou consideravelmente. Do garoto, por sinal, quase veio o primeiro gol flamenguista, na melhor das chances até ali. Costurou quatro defensores e bateu forte contra Santos, que defendeu e levou a sorte de ver a bola bater no travessão.

Léo Pereira, Bruno Henrique, Andreas, Éverton Ribeiro, Gabigol. Apesar da pouca criatividade do Flamengo, cada um destes teve uma no mínimo uma chance clara nos primeiros 20 minutos do primeiro tempo. Michael, participativo, era fundamental para causar desequilíbrio no quase perfeito sistema defensivo do Athletico.

Renato via o relógio correr e tentava abrir mais o Fla. Kenedy e Vitinho entraram nos lugares de Arão e Éverton Ribeiro. Pelo outro lado, Valentim queria era que o Furacão segurasse as pontas. Mexeu duas vezes na defesa: saíram Marcinho e Pedro Henrique, entraram Khellven e Zé Ivaldo.

O primeiro deles, Khellven, levou três minutos em campo para aprontar. Após entrar aos 31′, deu um pisão desproporcional em Ramon e tomou, em princípio amarelo, corrigido depois pelo VAR em cartão vermelho. Com um a mais, o Fla passou a sonhar.

Mas o segundo deles impediu todo e qualquer sonho da Nação. Em mais um contra-ataque, pesadelo flamenguista na partida, Zé Ivaldo disparou pelo meio, recebeu da esquerda e, frente a frente com Diego Alves, tocou para definir, transformar o placar em goleada e tecer o sorriso nos rostos dos torcedores paranaenses.

Sob vaias e muitos gritos de protestos, com o técnico Renato Gaúcho de alvo principal, o Flamengo ainda ensaiou reagir, mas não havia tempo para que algo diferente acontecesse. Uma equipe ansiosa que, sob pressão, não foi páreo para o Athletico, organizado e estrategista.

Escalações:

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Ramon); Willian Arão (Vitinho), Diego (Michael), Andreas e Éverton Ribeiro (Kenedy); Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Renato Gaúcho.

Atlético-MG: Santos; Pedro Henrique (Zé Ivaldo), Thiago Heleno e Nicolás Hernández; Marcinho (Khellven), Erick, Léo Cittadini e Abner Vinícius; Terans (Pedro Rocha), Nikão e Renato Kayzer (Christian). Técnico: Cuca.

Pós-jogo:

Dois anos após ser campeão do Brasil, em campanha que deixou o mesmo Flamengo para trás, o Athletico volta a decidir a principal competição nacional de mata-matas. Quem vem pela frente é o Atlético-MG, que bateu o Fortaleza nos dois jogos da outra semifinal. O Fla volta as forças à decisão da Libertadores, daqui a um mês, e ao Campeonato Brasileiro, onde ainda está vivo na disputa pelo título.

Não há tempo para lamentos – o Flamengo tem uma decisão pelo Brasileiro, no sábado, contra o líder Atlético-MG. Se vencer, a diferença se diminuirá para dez pontos, que poderão se reduzir para apenas quatro, caso o time carioca vença os jogos que tem a menos, ou seja, a disputa continua aberta.

O Athletico, que além da final da Copa do Brasil tem ainda outra final no horizonte, a da Copa Sul-Americana, na metade de novembro, se concentra, por ora, em melhorar no Brasileirão, em que não vence há quatro jogos. A oportunidade de recuperação é neste sábado, contra o Santos, na Arena da Baixada.

Continue Reading

Últimas

coritiba precisa de mais 6 pontos para serie a coritiba precisa de mais 6 pontos para serie a
Notícias5 minutos ago

Só faltam 6 pontos para o Coritiba ganhar o acesso, 33ª rodada será essencial

Faltando 6 rodadas para o fim do Brasileirão Série B, o Coritiba precisa garantir mais 6 pontos para matematicamente subir...

Blog24 minutos ago

A coroação da glória de Salah para o Egito está à vista, após vitórias em clubes e continentes

Didier Drogba respondeu a uma foto dele com Mohamed Salah e Sadio Mané do Liverpool no Twitter com a legenda...

Botafogo faz bom segundo turno e aguarda resultado do avai Botafogo faz bom segundo turno e aguarda resultado do avai
Botafogo38 minutos ago

Botafogo faz ótimo segundo turno e aguarda resultado do Avaí nesta sexta-feira

Após um início de temporada difícil, o Botafogo foi se alinhando na Série B e após o segundo turno, se...

Athletico11 horas ago

Flamengo 0x3 Athletico-PR: confira o pós-jogo da partida pela Copa do Brasil

Na disputa por uma vaga na decisão nacional, Furacão faz partida perfeita no Maracanã e goleia o Flamengo

Notícias12 horas ago

Fortaleza 1×2 Atlético-MG: confira o pós-jogo da partida pela Copa do Brasil

Atlético joga tranquilo, volta a vencer o Fortaleza e confirma passagem para a final da Copa do Brasil; adversário é...

Brasileirão Série A13 horas ago

Santos 2×0 Fluminense: confira o pós-jogo da partida pelo Campeonato Brasileiro

Com personalidade, Peixe faz grande atuação na Vila Belmiro e deixa a zona de rebaixamento

ituano pede cautela mesmo faltando um ponto para classificação a serie b ituano pede cautela mesmo faltando um ponto para classificação a serie b
Notícias22 horas ago

Ituano precisa de apenas um ponto para subir à Serie B, mas técnico pede cautela

Líder isolado do grupo C no Brasileirão Série C, o Ituano precisa de apenas um ponto nas próximas duas rodadas...

Criciúma ganha reforço para encarar o ituano na serie c Criciúma ganha reforço para encarar o ituano na serie c
Notícias23 horas ago

Criciúma tem dupla de reforço para buscar vaga na Série B

Pelos critérios de desempate o Criciúma leva vantagem sobre Botafogo PB no grupo C da Terceira Divisão do Brasileirão. A...

goias tem grande desafio contra botafogo e nao conta com apodi goias tem grande desafio contra botafogo e nao conta com apodi
Notícias2 dias ago

Diego vai para lateral e Caio Vinícius entra no confronto contra o Botafogo nesta 32ª rodada

Rivalidade dentro do G4 da Série B vai pegar fogo nesta 32ª rodada. O Goiás entra em campo contra o...

Buscas Jogos e Times

Pesquisa de Times ou Ligas
Generic filters

Futebol Hoje

28 out 2021 4:45 pm
Napoli
- -
Bologna
28 out 2021 4:45 pm
Napoli
-
-
Bologna

Trending

P