Custo-benefício que fala? Dupla de ataque da Atalanta é a mais barata da Champions

Preço baixo, alto futebol; Papu Gómez e Ilicic, juntos, têm passe avaliado em pouco mais de 30 milhões de euros na cotação atual

0
24

Autor de 80 gols na Serie A, o ataque da Atalanta é o melhor da Itália e um dos mais poderosos da Europa. Constituído quase sempre pelos ídolos Alejandro Gómez e Josip Ilicic, alternando com os colombianos Duván Zapata e Luis Muriel, a artilharia da Dea está afiada – mais do que muito ataque caro por aí.

Estreante na Champions League, os nerazurri de Bergamo fizeram bonito nas oitavas-de-final: com 4×1 e 3×4, passou com propriedade pelo Valencia, e, como sempre, ataque afiado: Oito gols. Sozinho, Ilicic marcou cinco vezes. Em ambos os duelos, a dupla de ataque titular foi exatamente Gómez e Ilicic.

O que mais chama a atenção sobre o argentino e o esloveno, contudo, são os baixos valores de mercado, com relação ao resultado que têm apresentado: em 35 jogos a contar Campeonato Italiano e Champions League, Gómez, avaliado em 13 milhões de euros (cotação atual), anotou 7 gols e 16 assistências. Ilicic, avaliado em 17,5 milhões, em 30 jogos marcou 20 gols e deu 9 assistências.

Tanto o rendimento individual, como mostrado acima, quanto coletivo do time comandado pelo competentíssimo Gian Piero Gasperini fazem a novata Atalanta ser considerada, sem exageros, uma das favoritas a vencer a Liga dos Campeões. E quanto aos concorrentes?

Para efeito de comparação, decidimos trazer os valores estimados de mercado de outras duplas de ataque entre os times remanescentes da Champions. Baseados nos atacantes que entraram em campo nas partidas disputadas pelas oitavas, a dupla modesta no papel é, de longe, a mais barata:

Neymar e Mbappé (Paris Saint-Germain) = 308 milhões

Messi e Griezmann (Barcelona) = 208 milhões

Cristiano Ronaldo e Dybala (Juventus) = 132 milhões

Lewandowski e Gnabry (Bayern) = 128 milhões

Gabriel Jesus e Mahrez (Manchester City) = 104 milhões

Diego Costa e João Félix (Atlético de Madrid) = 95,50 milhões

Werner e Schick (RB Leipzig) = 84 milhões

Benzema e Vinícius Jr (Real Madrid) = 77 milhões

Mertens e Insigne (Napoli) = 68 milhões

Ekambi e Dembelé (Lyon) = 54 milhões

Giroud e Abraham (Chelsea) = 47 milhões

Gómez e Ilicic (Atalanta) =30,5 milhões

É bem verdade que a maioria destas ainda disputa uma vaga para as quartas, porém dificilmente devem ultrapassar a marca de oito gols da Dea na fase de mata-matas. Mais próximo disso, o ataque do Bayern deve anotar quatro gols contra o Chelsea para se igualar.

Lembrando que a comparação foi feita entre duplas de ataque, para uma estatística equânime, mas a maioria dos atletas supracitados tem, individualmente, valores superiores à Gomez e Ilicic juntos. A pandemia do coronavírus foi responsável por baixar os preços, mas é bem verdade que o fez para todos os atletas de todos os clubes, o que torna a comparação ainda pertinente.

A Atalanta vai fazendo a própria parte também no Campeonato Italiano. Enfileirando vitórias desde o retorno do futebol, a Dea, na 4ª colocação, abriu nove pontos de vantagem para a 5ª colocada Roma, o que praticamente lhe garante nova vaga para a Champions. Mas quem sabe o que ainda fará a equipe dos baratos supereficientes e do subestimado Gasperini?

Fonte: transfermarkt (30/06/20)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here