Skip to content

Dono do melhor aproveitamento, Jorge Jesus pode ainda se igualar a Carpegiani como técnico mais vencedor da história do Flamengo

julho 15, 2020

Fica, sai? Nos últimos dias, a novela Jesus-Flamengo ganhou as manchetes esportivas. Isso porque há possibilidade real do treinador deixar o Rubro-Negro rumo ao Benfica. O clube português tem Jesus como plano A para substituir o recém demitido Bruno Lage. O Mister voltará à sua terra natal após o término do Campeonato Carioca ou prosseguirá tornando-se uma figura ainda mais imortal na história do Fla?

Ainda mais, sim. Pois não apenas tornou-se o primeiro técnico desde 1963 a ser campeão brasileiro e da Libertadores no mesmo ano, o primeiro europeu a ser campeão brasileiro e o segundo europeu a ser campeão da Libertadores. Jesus já possui o maior aproveitamento em todos os tempos do Flamengo: 80,4%*.

Em 51 jogos do Rubro-Negro sob seu comando, Jesus tem 38 vitórias, 9 empates e 4 derrotas. Os treinadores cujo aproveitamento é mais próximo, Joaquim Guimarães (comandou em 1924) e Hilton Santos (1938), com 79,2% e 78,8%, respectivamente, têm menos que a metade de partidas comandando o Fla – 16 e 11, respectivamente – o que torna mais marcante ainda a estatística a favor do português.

*Caso perca a partida para o Fluminense esta noite, o aproveitamento de Jesus cairá para 79,8%. Ou seja, mesmo que o português encerre seu ciclo no Fla após o Campeonato Carioca, eventualmente despedindo-se com derrota, permanecerá recordista no quesito;

Como se apenas a marca do aproveitamento não bastasse, Jesus pode ainda se tornar, mesmo com seu breve recém completo primeiro ano de Flamengo, o maior vencedor de títulos considerados oficiais do clube, ao lado de Carpegiani. Basta apenas confirmar a conquista do Campeonato Carioca esta noite.

Carpegiani, ao longo das três passagens como técnico do Flamengo, conquistou seis títulos oficiais: Campeonato Carioca, Libertadores e Mundial (1981), Campeonato Brasileiro e Taça Guanabara (1982) e Taça Guanabara (2018). Logo atrás, com cinco, o Mister traz as conquistas do Campeonato Brasileiro e Libertadores (2019) e Supercopa do Brasil, Taça Guanabara e Recopa Sul-Americana (2020).

Caso levante a taça do estadual logo mais, Jorge Jesus conquistará o sexto título considerado oficial (exceção aberta para taças amistosas e extraoficiais). Para isso, precisa apenas de um empate com o Flu nesta quarta-feira, já que saiu vencedor no jogo de ida, 2×1.

O Flamengo ainda terá as disputas da Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro em 2020 além do retorno da Copa Libertadores (que por sinal, terá sua final no Maracanã). A expectativa, a julgar pelo ano anterior, é que o Fla novamente brigue pelo título em todas as competições.

Como dito anteriormente, o futuro de Jesus é incerto no Flamengo; porém, fato é que mesmo que a temporada do Fla prossiga sem seu comando, o Mister já tem um lugar de honra na história do Rubro-Negro, e porque não dizer, do futebol brasileiro.

Afinal, não é sempre que se vê um treinador elevar o patamar de um clube, ou tornar-se eterno em apenas um ano de comando. Não se sabe o destino de Jorge Jesus. Sabe-se de sua história e legado no Fla. O futuro e até o presente se discutem, o passado não.