Flamengo 4×0 Del Valle: a redenção de Lincoln, e, quem sabe, de Domènec

Submerso em inúmeras polêmicas, em escala nacional e continental, o Flamengo teria que buscar a primeira colocação do Grupo A contra seu próprio algoz, o Independiente del Valle.

Pois bem, final feliz no Maracanã e (quase) fim de todos os problemas que vêm perseguindo o clube da Gávea. É claro, os desfalques pelo diagnóstico da Covid-19 causam consternação, mas a atuação desta noite ajuda a acalmar os ânimos, bem como a reapertar os laços com a torcida.

Com os 4 a 0 e uma devolução quase literal da derrota arrasadora em Quito, o Flamengo mostra que extrai aprendizado das grandes adversidades confrontadas. A exemplo do jogo de ida, o Del Valle teve mais posse, mais finalizações, mais triangulações. A diferença morou na estratégia do treinador catalão.

Logo na primeira etapa, o Rubro-negro fez uso de ligações diretas efetivas que rebatiam os erros de ataque da equipe de Miguel Ramírez, que “gosta da bola”. O Flamengo gostou da bola na rede. E Dome reconquistou a aprovação que lhe faltava. Será que agora vai?

A defesa foi toda reserva – Hugo Souza no gol e uma linha de quatro com Matheuzinho, Gabriel Noga, Natan e Ramon – todos jovens da base, que lidaram muito bem com o perigoso adversário. Os dois laterais até participaram da jogada de dois gols.

Com três atacantes – na prática, pois Lincoln atuaria, em tese, aberto –, a equipe da casa deixou claro que iria aproveitar com o máximo de dinamismo possível as saídas rápidas. Em cruzamento de Matheuzinho, pela direita, Lincoln completou para as redes.

Foi imediata a efervescência nas redes sociais. A frase “nunca critiquei” simbolizou o ato de Lincoln, que vinha tendo vida difícil no clube – até ontem (literalmente), falava-se em negociação do atacante, que virou alvo de críticas do vice-presidente da Secretaria do Flamengo, tudo pela inesquecível possibilidade de gol na final do Mundial 2019, contra o Liverpool. O garoto de 19 anos deverá ter dias mais tranquilos daqui para frente.

Em contra-ataque, Gabriel ficou frente a frente com o goleiro Pinos, mas não foi fominha. Pedro, com gol aberto, marcou e, como sempre, fez reverências.

Na segunda etapa, foi a vez de uma cara pra lá de conhecida voltar a arrancar sorrisos da Nação. Bruno Henrique – opção de Domènec no banco de reservas, entrou e reavivou-se. O craque da Libertadores 2019 revisitado, marcou os dois últimos da partida.

Primeiro, aproveitou rebote de Pinos após chute de Arrascaeta e empurrou para a rede. Depois, já na definição da partida, recebeu lançamento do próprio uruguaio e, com habilidade, tirou do arqueiro adversário para fechar o placar.

Reconciliação e festa: com a vitória, unida à improvável derrota do Junior-COL dentro de casa para o lanterna Barcelona-EQU, o Flamengo garantiu o passaporte para as oitavas. Para garantir-se em primeiro, precisa de apenas um pontinho contra a equipe colombiana, no Maracanã, no dia 21/10.

Murilo Demarch
Desde 2015, redator, revisor e editor em websites, responsável por criação de conteúdo e exploração de bases de conteúdos de sites nacionais e internacionais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas

Bom pra ninguém: Chape e CSA ficam no empate em partida isolada

Chapecoense e CSA não saíram do zero na noite desta terça-feira, na Arena Condá, em Chapecó-SC.

Ex-São Paulo e Santos, Bruno Uvini rescinde com clube árabe e fica sem contrato

Nesta segunda-feira, o Al-Ittihad-ARA, clube dirigido por Fábio Carille e dos brasileiros Marcelo Grohe, Bruno Henrique (ex-Palmeiras)...

Buscando frear queda brusca, Paraná recebe lanterna Oeste

A sequência recente do Paraná de sete jogos sem vencer na Série B (cinco empates – Brasil-RS,...

Palmeiras só enfrentou dois times do Equador na Libertadores neste milênio

O Palmeiras conheceu o Delfin-EQU como adversário das oitavas de finais da Copa Libertadores. E apesar de...

Grupo H: Caracas-VEN se complica e tentará milagre para avançar

Os clubes venezuelanos têm raros momentos de brilho na Libertadores – desde 2016 não avançam para os...

Em jogo alucinante de duas viradas, Guaraní bate Bolívar e passa junto com Palmeiras no Grupo B

Já classificado, mas sonhando com a improvável primeira colocação do Grupo B, chave do Palmeiras, o Guaraní...

Última Hora

Leia MaisRelacionado
Recomendamos