Gabriel Jesus mostra bom futebol no City e quer recuperar confiança da torcida e da Seleção Brasileira

O atacante Gabriel Jesus parece determinado a ter uma segunda oportunidade na Copa do Mundo. Após terminar o torneio em 2018 sem conseguir marcar um único gol, o jogador do Manchester City mostrou evolução no clube inglês e quer provar que pode ser o artilheiro da Seleção Brasileira no Mundial de 2022. A concorrência com Roberto Firmino e Richarlison promete ser positiva para o Brasil, que desponta como um dos favoritos ao título no Catar.

Até o início de agosto deste ano, os números de Gabriel Jesus na temporada se mostravam bastante positivos. Nas 52 partidas em que entrou em campo, ele marcou 23 gols e deu 14 assistências, segundo os dados disponíveis no portal Transfermarkt. Além disso, o atacante demonstrou ser peça-chave em algumas decisões, como na vitória por 2 a 1 contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões da Europa.

Só que esse bom momento de Gabriel Jesus não começou neste ano. Ainda em 2019, logo após a participação ruim no Mundial da Rússia, o atacante conseguiu mostrar bom futebol no clube comandado por Pep Guardiola. Além do título inglês, com o City terminando a temporada com 98 pontos e 84,4% de aproveitamento, o brasileiro conseguiu marcar 21 gols em 47 jogos e voltou a chamar atenção dos torcedores.

Esse bom futebol foi o suficiente até para ganhar algumas propostas de outros clubes. No final de 2019, rumores de uma possível negociação com o Bayern de Munique surgiram na imprensa.

Entretanto, o Manchester City deixou claro que não existia qualquer chance de aceitar uma oferta com valor menor do que 115 milhões de euros. Jesus também não mostrou qualquer interesse em trocar o futebol inglês pelo alemão.

Nova chance com Tite

O objetivo de Gabriel Jesus agora é reconquistar a confiança mostrando bom desempenho na Seleção Brasileira. Após terminar o Mundial de 2018 sem marcar nenhum gol, o atacante foi apontado como um dos culpados pela eliminação para a Bélgica.

Em entrevista logo após o torneio, como mostra a reportagem do portal UOL, ele lamentou o desempenho ruim e afirmou que era um dos piores momentos da carreira dentro dos gramados.

Só que a volta por cima no Manchester City pode ser o suficiente para conseguir, de forma mais madura, vestir a camisa 9 do Brasil. Tite continua mostrando confiança no jogador e sabe que precisa dele para conseguir confirmar todo favoritismo que tem no torneio.

No dia 9 de agosto, segundo as análises do portal de futebol bets da Betway, a Seleção Brasileira aparecia com 14,3% de chance de título no Mundial do Catar. A vantagem em relação a França e Espanha é pequena, mas ainda assim o Brasil se mantém como favorito.

Um dos motivos dessa confiança no Brasil são justamente as boas opções de escolha que Tite tem no elenco. Além de Gabriel Jesus, o treinador também conta com outros dois jogadores em destaque na Inglaterra.

O primeiro é Roberto Firmino, titular absoluto no Liverpool e que foi essencial para a equipe encerrar o tabu de 30 anos sem título no Campeonato Inglês. O segundo é Richarlison, que desde a estreia no Everton, em 2018, é considerado uma das melhores contratações do clube de Goodison Park.

Pensando no futuro

Apesar desse bom momento, o atacante Gabriel Jesus precisa manter o rendimento alto até o Mundial de 2022. Ainda faltam dois anos para a disputa e, mesmo com uma possível saída de Pep Guardiola em 2021 do Manchester City, o foco principal deve ser aumentar ainda mais a capacidade de marcar gols e decidir jogos importantes. O brasileiro tem a confiança de todos à sua volta e já mostrou potencial para fazer jus a isso.

O único perigo para o jogador é a chegada de um novo centroavante para competir com ele na equipe inglesa. A aposentadoria de Sergio Aguero se aproxima e, segundo notícia divulgada pela ESPN Brasil, a ideia do City é contratar algum grande nome para ser o novo artilheiro e líder do elenco. Guardiola acredita que o estilo de Jesus é diferente do de Aguero e, por isso, não seria possível substituir um pelo outro facilmente.

Gabriel Jesus é um dos atacantes mais promissores do futebol mundial e, mesmo com apenas 23 anos, possui a experiência de ter disputado uma Copa do Mundo.

Os fracassos e erros do passado parecem ter ensinado muito bem o jogador, que pode ser um diferencial para o Mundial do Catar. A torcida brasileira pode ainda não ter plena confiança nele, mas certamente um bom futebol dentro de campo e alguns gols farão com que esse cenário seja modificado.

Bruno Lopes
Jornalista com pós-graduação em jornalismo esportivo. Possui uma página no Facebook sobre futebol europeu (Futebol Europeu e Dados) e participou por quatro anos do programa 'No Mundo da Bola', da rádio Jovem Pan.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas

Três dias após assassinato do presidente, Nacional-PR estreia na Série D

Há três dias, um crime assolou o mundo da bola em escala nacional, e, sobretudo, estadual. Na...

Submerso em ‘maratona’, São Caetano inicia caminhada na Série D

O São Caetano terá dias de empenho pela frente. Após conquistar, nos pênaltis, a vaga para a...

Mercado da bola: Palmeiras reforça a base com ex-zagueiro do Vitória

Reforçando as categorias de base, o Palmeiras acertou a contratação do zagueiro João Pedro, de 17 anos,...

Clube de Malta anuncia a contratação do atacante Nixon, ex-Flamengo

Ex-promessa do Flamengo, o atacante Nixon foi anunciado como reforço do Mosta, de Malta, nessa sexta-feira (19)....

Atacante do Guarany-CE destaca importância de vencer na estreia da Série D do Brasileiro

Campeão da Série D do Campeonato Brasileiro em 2010, o Guarany de Sobral inicia sua caminhada rumo...

Sem brilho, mas com muita raça, Nacional-URU encaminha classificação na Libertadores

Tricampeão da Libertadores, o Nacional do Uruguai não é considerado favorito para conquistar o torneio há anos....

Última Hora

Leia MaisRelacionado
Recomendamos