Connect with us

Atlético-MG

Grêmio x Atlético-MG: Palpites, prognósticos e onde assistir o duelo na Série A

Com 40 pontos, na 18ª posição, Imortal Tricolor recebe o Galo (1°), com 84, pela 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro

Published

on

Foto: Arena do Grêmio (@todosnaarena) / Reprodução / Twitter

Grêmio x Atlético-MG duelam na noite desta quinta-feira (09), às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS), pela 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021.

Nesse sentido, após empatar com o Corinthians, por 1 a 1, o Imortal Tricolor busca reencontrar o caminho da vitória após duas rodadas.

Por outro lado, o Galo tenta engatar o terceiro triunfo consecutivo, depois de vencer o Red Bull Bragantino, por 4 a 3.

Confira abaixo os prognósticos para a partida, com palpites de Grêmio x Atlético-MG, estatísticas e informações sobre o confronto.

Palpites Grêmio x Atlético-MG 09/12

Resultado FinalCuiabá
Ambos os Times MarcamSim
Marcadores de Gol – ClaysonA Qualquer Momento
Escanteios Mais de 10

Acompanhe o Jogo Grêmio x Atlético-MG, Ao Vivo em Tempo Real aqui no InfoEsporte.

Prognósticos Grêmio x Atlético-MG

Leia mais:

Antes de mais nada, em situações distintas no campeonato local, Grêmio x Atlético-MG se enfrentam na noite desta quinta-feira (09). Assim, em solo gaúcho, as equipes medem forças, às 21h30, pela 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021.

Após empatar com o Corinthians, por 1 a 1, fora de casa, o Imortal Tricolor objetiva minimizar a diferença de pontos para a parte externa à zona de rebaixamento à Série B, já que está a três pontos do Bahia (16°).

Por outro lado, o Galo, após vencer o Red Bull Bragantino, por 4 a 3, mira ampliar a distância para a vice-liderança, já que está a 13 pontos do Flamengo (2°).

Em suma, o vencedor deste duelo garante, em caso de combinações externas de resultados, uma vaga fora do Z-4 ou a permanência na liderança da tabela geral de classificação.

Primeiramente, até esta rodada, o Grêmio obteve 36% de aproveitamento. Acima de tudo, em 37 jogos disputados, venceu 11, empatou sete e perdeu 19, ficando na 18ª colocação, com 40 pontos.

Em contrapartida, o Atlético-MG obteve 75.7% de aproveitamento. Acima de tudo, em 37jogos disputados, venceu 26, empatou seis e perdeu cinco, ficando na 1ª colocação, com 84 pontos.

Por fim, no que diz respeito ao histórico de confrontos entre as equipes, o Tricolor dos Pampas tem vantagem diante do Alvinegro Mineiro.

Nesse sentido, de 74 duelos disputados, a equipe mandante venceu 29. Em contrapartida, o time visitante triunfou em 24. Ademais, 21 jogos terminaram empatados.

Desfalques e retornos:

O Grêmio vai ter, até então, o retorno de Douglas Costa (cumpriu suspensão na última rodada).

Por outro lado, o Imortal Tricolor não vai contar com Geromel e Kannemann (suspensos pelo terceiro cartão amarelo).

Do mesmo modo, o Atlético-MG vai ter, até então, a volta de Eduardo Sasha (cumpriu suspensão na última rodada).

Em contrapartida, o Galo não vai ter à disposição Hulk (suspenso pelo terceiro cartão amarelo); Réver (presente no departamento médico).

Prováveis escalações:

Grêmio: Gabriel Grando; Rafinha, Rodrigues, Ruan e Cortez (Diogo Barbosa); Thiago Santos, Lucas Silva, Jhonata Robert, Campaz e Ferreira; Diego Souza. Técnico: Vagner Mancini.

Atlético-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho; Vargas, Diego Costa e Keno. Técnico: Cuca.

  • Jogo: Grêmio x Atlético-MG (Série A do Campeonato Brasileiro 2021 – 38ª rodada)
  • Data e hora: Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021 – 21h30 (Brasília)
  • Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
  • Transmissão: Premiere

Foto: Arena do Grêmio (@todosnaarena) / Reprodução / Twitter

Atlético-MG

Atlético corresponde às expectativas e constrói temporada mágica; confira a retrospectiva

Galo faz investimentos retornarem em bom futebol e registra tríplice coroa no mais bem sucedido ano de sua história

Published

on

Que o Atlético vinha para a temporada 2021 com status de favorito em todas as competições, se sabia a partir de quando se viu os grandes investimentos que o clube fazia em seu elenco ao longo dos últimos anos. A tarefa era fazer com que o projeto promissor se tornasse realidade.

Depois de começar o ano com a desilusão na reta final do Campeonato Brasileiro 2020, em que o Galo abusou dos tropeços e perdeu a oportunidade de vencer o título, o time mineiro resolveu se reconstruir. Jorge Sampaoli saiu do comando técnico, rumo ao Olympique-FRA, e deixou para Cuca, velho conhecido da Cidade do Galo, a missão de fazer uma equipe competitiva em todas as frentes.

O resultado foi uma temporada de sucesso, com ótimo futebol e duas taças — Brasileiro, que veio depois de 50 anos de espera, e Copa do Brasil, conquistada ainda ontem, sobre o Athletico-PR, em Curitiba. Juntando à conquista do Campeonato Mineiro, ainda no início da temporada, o Galo pode celebrar a tríplice coroa. Vamos relembrar a gloriosa caminhada:

Uma aposta “all-in”…

Depois de investir em mais de 20 reforços, a maioria a pedido do então treinador Jorge Sampaoli, e bater na trave na disputa do título do Brasileirão da temporada 2020, o Galo resolveu ir com ainda mais fome para a temporada que sucedia. A diretoria, junto a parcerias comerciais, reforçou o elenco com nomes badalados, como o atacante Hulk, que defendeu a Seleção Brasileira na Copa de 2014, e Nacho Fernández, uma das chaves do trabalho mais sólido do continente, o River Plate de Marcelo Gallardo.

No geral, o departamento de futebol saiu à caça de várias peças pontuais, garantindo que o elenco atleticano ficasse com várias boas opções em todas os setores do campo. Faltava achar o treinador certo para comandar este grande elenco, unindo grandes exibições a resultados. E o nome escolhido foi o de alguém que já teve sucesso nesta missão. Vice brasileiro e campeão da Libertadores pelo Atlético, Cuca aceitou o desafio de superar sua passagem anterior.

Tudo indo bem…

O Atlético teve início tranquilo nos primeiros compromissos da temporada, o Campeonato Mineiro e a fase de grupos da Copa Libertadores. A equipe utilizou bem o primeiro semestre da temporada, em que as atribuições são naturalmente mais leves do que no segundo, e completou os objetivos sem grandes problemas.

O título mineiro e a melhor campanha da primeira fase da Liberta premiaram uma equipe que se acertava a cada jogo e começava a fazer com que os sonhos altos da temporada pudessem virar realidade.

Um Galo envolvido em todas as frentes…

O time mineiro chegou preparado para o segundo semestre, onde seria testado na briga pelas principais taças. No Brasileiro, um início arrasador e a liderança protegida nas primeiras rodadas, afirmando o compromisso com a luta pela taça. Na Copa do Brasil, avanço casa a casa fazendo valer o favoritismo em cada confronto. Na Libertadores, misto de bravura e habilidades para deixar para trás dois dos gigantes do continente, os argentinos Boca Juniors e River Plate.

Não havia dúvida de que o Galo estava obstinado a ir com força em todas as frentes. Com elenco recheado, a equipe poderia superar o duro calendário e manter o nível de competitividade para se postar como franco favorito. Tudo corria perfeitamente, até que veio o grande baque da temporada — e que tenha sido, talvez, o momento crucial da jornada. A eliminação nas semifinais da Libertadores, para o Palmeiras, após dois empates e classificação alviverde pelo gol qualificado.

A peteca não caiu…

Ficar de fora da final da principal competição continental das Américas foi um golpe duro para o Galo, mas não poderia desestabilizar a equipe. Afinal, ainda restavam as disputas do Brasileiro (líder do campeonato) e Copa do Brasil (semifinalista), e o time não podia perder o prumo.

O lado emocional permaneceu intacto e o Atlético continuou empilhando vitórias importantes no Brasileiro, mantendo a vantagem na ponta e não dando chances para o Flamengo, atual bicampeão, chegar na briga. Na Copa do Brasil, a equipe também já era a grande favorita, e não decepcionou.

Os dois bicampeonatos…

O time de Cuca se blindou à pressão pela conquista dos títulos e conseguiu manter as boas atuações constantes. Sem deixar pontos no caminho no Brasileiro, o Galo andou passo a passo até chegar à consagração: a conquista do bicampeonato nacional, depois de ter vencido até então seu único título há 50 anos.

Mas não foi só: o time cumpriu o favoritismo na Copa do Brasil e, depois de passar com propriedade pelo Fortaleza nas semifinais, repetiu o desempenho diante do Athletico-PR. Goleada por 4 a 0 na partida de ida, no Mineirão, e nova vitória na Arena da Baixada, para sacramentar a segunda taça e a conquista da tríplice coroa.

Continue Reading

Atlético-MG

Dois reforços no Galo já estão praticamente garantidos para 2022

Published

on

dois reforcos que ja estao praticamente garantidos no atletico mineiro para 2022

Nesta última quinta-feira (09/12) o Campeonato Brasileiro chegou ao fim. E o Atlético Mineiro se consagrou campeão com a segunda melhor pontuação na era de pontos corridos. Cuca conseguiu destinar o elenco milionário do Galo ao Bi do Brasileirão, uma espera de 50 anos que chegou ao fim.

Mas muitos do elenco atual devem entrar no mercado em 2022. Alguns deixam a equipe, outros retornam de empréstimos e as contratações de reforços já estão a todo vapor.

Com o fim da temporada 2021, o Atlético MG já tem dois nomes que estão praticamente garantidos como reforços para a sequência em 2022. Mas ainda não é possível prever se estes nomes são para compor o elenco titular ou como peças para o banco de reservas.

Artilheiro do América MG

O América Mineiro conquistou pela primeira vez na história do clube uma das vagas na Libertadores 2022. E entre os atletas que contribuíram para este feito histórico está o atacante Ademir.

O atleta de 26 anos marcou 13 gols nesta temporada, sendo um dos destaques do clube na competição.

Mas tirando o estado, o que o América tem com o Atlético? Ademir segundo o presidente Sérgio Coelho, é o primeiro reforço com o Galo para 2022. Mas sua ida para o rival mineiro não acontece após a conquista do Coelho.

Em junho o atleta já havia assinado um pré-contrato e deve estar entre os reforços para a próxima temporada.

Promessa para 2022

Já uma outra contratação que está próxima de ser concluída é do meia Gustavo. A jovem promessa de apenas 19 anos despertou a atenção do Galo, mesmo atuando no Sport, que acabou sendo rebaixado para a Série B.

Gustavo tem um valor de mercado de aproximadamente 2 milhões de euros e pode fazer parte do elenco mineiro já no início da temporada.

Foto: @Atletico.

Continue Reading

Atlético-MG

Bahia 2×3 Atlético-MG: confira o pós-jogo da partida pelo Campeonato Brasileiro

É campeão! Atlético vira o jogo contra o Bahia em jogo insano em Salvador e festeja o bicampeonato brasileiro

Published

on

50 anos depois, chegou a hora da Massa desentalar o grito de campeão. O Atlético garantiu matematicamente o título da temporada 2021 do Campeonato Brasileiro na noite desta quinta-feira, em grande estilo: uma virada incrível contra o Bahia, na Arena Fonte Nova. Num segundo tempo insano em Salvador, o Tricolor, que luta contra o rebaixamento, chegou a abrir 2 a 0 em quatro minutos, mas, 12 minutos depois, o Galo foi atrás da virada e celebrou o título.

Chegando a 81 pontos, o Atlético garantiu a taça com duas rodadas de antecedência. Chegou a hora: depois de 50 anos lutando para voltar a vencer a principal competição do país, o Galão da Massa é dono do Brasil em 2021. Já o Bahia, com a derrota, segue na zona de rebaixamento por mais uma rodada.

Crônica do jogo

A pressão inicial do Atlético durou aproximadamente os dez primeiros minutos de jogo, até que o Bahia, que também precisava vencer, se impôs e equilibrou as ações. A partida foi ficando disputada no meio de campo, fazendo com que o ritmo fosse diminuindo. Assim, tivemos um primeiro tempo amarrado, com duas equipes receosas de ceder espaços e arriscar.

Os bons lances da etapa inicial vieram em momentos sortidos ao longo dos mais de 45 minutos. O principal foi em finalização de Nacho Fernández, pela direita, que obrigou Danilo Fernandes a defesa magistral. O Tricolor respondia com algumas bolas levantadas na área do Galo, sem levar perigo.

E se o primeiro tempo foi travado, o segundo tempo se abriu para um grande jogo de futebol. Embalado pelo canto da apaixonada torcida, o Bahia voltou com outra postura, mais agressiva, e, juntando-se à necessidade atleticana pelo gol, se criou uma intensa disputa lá-e-cá pelos primeiros minutos.

As equipes tentavam aproveitar o momento favorável para abrir logo o placar, e, neste quesito, levou a melhor quem tinha o apoio da Fonte Nova lotada. Aos 16 minutos, escanteio pela esquerda e o zagueiro Luiz Otávio subiu mais que todo mundo para cabecear certeiro, no canto de Éverson. Bahia na frente.

Depois de abrir o placar, iria o Bahia recuar sem pensar duas vezes e sustentar a vantagem mínima? A resposta é não. O Esquadrão continuou com a bola, se manteve em cima do Galo e, quatro minutos depois da abertura do marcador, cruzamento pela esquerda e Gilberto se antecipou, para marcar gol de artilheiro e fazer o segundo. 2 a 0 Tricolor, loucura em Salvador.

O Atlético, que tem sido um verdadeiro time da virada neste Brasileiro, sobretudo na reta final, se dispôs a mostrar novamente o poder de reação que é essencial nesta caminhada pelo título. Sem demorar com a desvantagem, Sasha, que veio do banco, sofreu pênalti e Hulk converteu, aos 27 minutos. 2 a 1.

E antes mesmo de se pensar em como o gol mudaria o jogo, os embalos continuavam: Mariano inverteu bem, Keno dominou pela esquerda, levou para a destra e mandou uma bomba no canto esquerdo de Danilo, para deixar tudo igual. O Galo empatou num intervalo de menos de dois minutos. Incrível!

E aí, como não se poderia esperar diferente, o Atlético cresceu de vez na partida e o Bahia definhou psicologicamente. O time mineiro precisava de apenas mais um gol para ser campeão, enquanto que o baiano voltava para dentro do Z-4. Assim, aquele lá-e-cá do começo da segunda etapa voltou. Jogo insano em terras soteropolitanas.

A diferença era como se davam estes ataques. Pressionado, o Bahia passava a atacar de maneira desesperada e, assim, cedia contra-ataques, favorecendo justamente a melhor característica do time de Cuca: a transição defesa-ataque. E, em um contra-ataque magistral, Keno recebeu mais uma vez na entrada da área e, com a moral cheia, resolveu arriscar de novo. Cinco minutos depois de ter decretado o empate, o soteropolitano marcou outro golaço para o time mineiro, virando o placar de maneira incrível.

Poucas palavras caberiam para explicar esta partida, com cinco gols em 16 minutos, com uma virada incrível, do alívio para a melancolia de um lado, da apreensão à alegria de outro. Depois desta montanha-russa de sentimentos na Fonte Nova é que o jogo se assentou. O Atlético pôde assumir a postura mais conservadora, enquanto o Bahia deixou de vez o nervosismo tomar conta e pouco produziu no ataque.

Estava o Galo mais próximo de sacramentar o título do que deixar o triunfo escapar e perder de comemorar em Salvador. Mas não havia necessidade de se fazer mais: o time de um psicológico praticamente inabalável, capaz de reagir a qualquer circunstância – este time, que não sabe o que é perder, agora, com muitas honras, faz o Galo cantar alto por todos os cantos do Brasil, devolvendo o Atlético ao topo do país após 50 anos.

Escalações

Bahia: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Lucas Mugni (Daniel), Rodriguinho (Ronaldo César), Rossi e Raí Nascimento (Juan Ramírez); Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

Atlético-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Zaracho (Igor Rabello), Nacho Fernández (Eduardo Sasha), Vargas (Nathan) e Keno (Dodô); Hulk. Técnico: Cuca.

Definições

O Atlético chegou aos 81 pontos, não podendo mais ser ultrapassado pelo Flamengo, que, por sua vez, só chega a no máximo 79. Assim, o time de Cuca celebra o título com duas rodadas de antecedência.

Já o Bahia segue na luta contra o rebaixamento. Com a derrota, o Esquadrão estacionou nos 40 pontos, ocupando a 17ª posição. A distância para o primeiro fora da zona de rebaixamento, o Athletico-PR, é de dois pontos.

Ambas equipes voltam a campo no próximo domingo. Enquanto o Atlético terá jogo festivo contra o Red Bull Bragantino, no Mineirão, o Bahia vai para mais uma decisão na Fonte Nova, desta vez contra o Fluminense.

Continue Reading

Últimas

Notícias2 dias ago

Bia Zaneratto comemora hat-trick e ótima fase da equipe feminina do Palmeiras no Campeonato Brasileiro

Foto: Fabio Menotti / Palmeiras.com.br O Campeonato Brasileiro Feminino entra em pausa a partir de agora até agosto em função...

Foto: Guilherme Pannain Foto: Guilherme Pannain
Futebol do Interior2 dias ago

Mesmo fora de casa, Lucena mira reabilitação do Tupynambás no Hexagonal Final do Módulo 2

Depois da derrota em Juiz de Fora, volante do Baeta garante equipe impositiva em busca da vitória no domingo (26),...

Foto: Divulgação/ASA Foto: Divulgação/ASA
Notícias3 dias ago

Diego Rosa celebra gol decisivo e aposta no fator casa para ASA encaminhar classificação na Série D do Brasileiro

Determinante na vitória fora de casa sobre o CSE, na última rodada, meia do Fantasma crê em novo triunfo no...

Notícias3 dias ago

Com gol e assistência, Gabriel Bispo é decisivo pelo KuPs na Veikkausliiga

Líder da Veikkausliiga, a principal Liga da Finlândia, o KuPs chegou a nona vitória em 12 jogos na competição. A...

Foto: Taísa Lazari Foto: Taísa Lazari
Futebol do Interior4 dias ago

Capitão do Osvaldo Cruz, Nicholas crê em vitória fora de casa para garantir classificação na Segundona do Paulista

Lateral do Azulão garante time impositivo no sábado (25), diante do Grêmio Prudente, no Prudentão, para não depender de outros...

Apostas6 dias ago

Por que muitos jogadores jogam em cassinos com Bitcoin?

Apostas esportivas e jogos de casino online estão cada dia mais em alta e toda experiência mudou muito ao longo...

Apostas1 semana ago

As equipes favoritas para vencer a Copa do Mundo em 2022

A próxima edição da Copa do Mundo da FIFA 2022, no Catar, começa na segunda-feira, 21 de novembro, com a...

Apostas2 semanas ago

O novo Neymar – O Sulcoreano que vem encantando os times 

Son Heung-Min está chamando a atenção por onde passa. O jogador sul-coreano foi destaque no jogo contra o Brasil, em...

Apostas2 semanas ago

Quais são os passos futuros para melhorar os consertos do futebol?

O futebol é um esporte popular praticado em quase todas as partes do mundo. As melhores plataformas de apostas online...

Buscas Jogos e Times

Pesquisa de Times ou Ligas
Generic filters

Futebol Hoje

26 jun 2022
Atletico-MG
- -
Fortaleza EC
26 jun 2022
Atletico-MG
-
-
Fortaleza EC
26 jun 2022
Flamengo
- -
America Mineiro
26 jun 2022
Flamengo
-
-
America Mineiro
26 jun 2022
Sao Paulo
- -
Juventude
26 jun 2022
Sao Paulo
-
-
Juventude
26 jun 2022
Corinthians
- -
Santos
26 jun 2022
Corinthians
-
-
Santos
26 jun 2022
Botafogo
- -
Fluminense
26 jun 2022
Botafogo
-
-
Fluminense
26 jun 2022
Internacional
- -
Coritiba
26 jun 2022
Internacional
-
-
Coritiba
26 jun 2022
Ceara
- -
Atletico Goianiense
26 jun 2022
Ceara
-
-
Atletico Goianiense
26 jun 2022
Goias
- -
Cuiaba
26 jun 2022
Goias
-
-
Cuiaba
26 jun 2022
Avai
- -
Palmeiras
26 jun 2022
Avai
-
-
Palmeiras
26 jun 2022
Atletico Paranaense
- -
Bragantino
26 jun 2022
Atletico Paranaense
-
-
Bragantino

Trending

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->
P