Há 40 anos, Guarani era Campeão da Taça de Prata

| |

Há 40 anos, o Guarani sagrava-se campeão da Taça de Prata, um dos principais títulos de sua galeria. Comandada por Zé Duarte, a equipe Bugrina, que contava com Careca, Capitão – remanescentes do título brasileiro de 1978 –, Lúcio e Jorge Mendonça, em 27 de março de 1981 empatava com a Anapolina no Brinco de Ouro e celebrava diante de sua torcida a conquista da equivalente à Série B nacional.

Em sua história de apenas dois anos até então, a Taça de Prata de 1981 reuniu 48 equipes de 22 federações, e foi disputada entre janeiro e março. Após uma primeira fase com seis grupos de oito equipes – de A a F –, abria-se quatro grupos de três equipes – de G a J –, dos quais os primeiros colocados garantiam vaga para a Série A ainda em 1981. Já os segundos colocados eram semifinalistas, e, avançando para a decisão, asseguravam a vaga para a primeira divisão em 1982.

Leia mais: em 1981, Colorado-PR goleava Flamengo de Zico

A campanha

O Bugre foi pela segunda opção. Após superar a Primeira Fase liderando o Grupo D, a equipe ficou atrás do Palmeiras na segunda fase, no triangular que contava ainda com o Americano-RJ. O Verdão da capital paulista acessou diretamente à Série A, enquanto o de Campinas precisava ainda prosseguir na competição.

Nos dias 7 e 14 de março, a equipe passou pelo Comercial-MS vencendo as duas partidas, 1 a 2 fora de casa e 3 a 0 em casa. Nas mesmas datas, a Anapolina sofria, mas também fazia gato e sapato do Remo: 2 a 3 no Pará e 4 a 3 em Goiás.

A decisão

Anapolina 2×4 Guarani – 21/03/1981

A estrela do craque Careca brilhou logo na primeira partida da grande final, disputada no estádio Jonas Duarte, em Anápolis. Marcou o primeiro gol bugrino logo aos 3 minutos, e ampliou a vantagem aos 12. Três minutos depois, Lúcio ainda ampliava para 3 a 0. E, a final de 180 minutos já parecia se resolver nos primeiros 15.

No começo da segunda etapa, a equipe goiana, comandada por Március Fleury, reagiu e marcou duas vezes, com Nei e Fernando. No entanto, três minutos depois, o lateral-direito Miranda voltou a ampliar a vantagem do Guarani, deixando a situação favorável para decidir no Brinco de Ouro.

Guarani 1×1 Anapolina – 27/03/1981

De postura tranquila a apenas garantir o título, o Bugre jogou leve a segunda partida. Motivado pela vantagem construída, a equipe pressionou na primeira metade da etapa inicial e saiu na frente, com gol de Marcelo – que substituía Careca, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

A Xata foi empatar a partida, literalmente, aos 45 do segundo tempo, com Osmário. Mas não havia mais tempo para reação. A equipe de Zé Duarte era campeã da Série B.

Escalação do campeão:

Birigui; Miranda, Jaime, Edson e Almeida; Edmar, Ângelo e Jorge Mendonça; Lúcio, Marcelo Vita (Frank) e Capitão (Paulo César). Técnico: José Duarte

E depois?

Uma polêmica decisão…

Vice-campeã com todos os méritos, a Anapolina manteve a boa forma para o Campeonato Goiano. De campanha irretocável, a Xata foi à decisão contra o Goiás. Em campo, a Anapolina acabou campeã, mas teve seu título perdido nos tribunais, onde se provou que Osmar Lima atuou de forma irregular.

O encanto continuava…

Com a mesma base campeã da Prata, o Bugre fez bonito na Taça de Ouro de 1982. Careca, Lúcio e Jorge Mendonça continuaram brilhando e, jogando um futebol bonito e ofensivo, chamaram a atenção de todo o país.

O time só foi parar nas semifinais daquele Brasileiro, para o Flamengo de Zico. A segunda partida, no Brinco de Ouro, terminou 3 a 2 para o Rubro-negro, mas foi marcante pela disposição bugrina – não à toa, é considerada, até os dias de hoje, uma das maiores partidas da História do Campeonato Brasileiro.

Pouco após o fim da participação do Guarani no campeonato nacional, Careca, em treinamentos para o Mundial de 1982, acaba se lesionando e sendo cortado da lista de Telê Santana. Para seu lugar, entrou Roberto Dinamite, do Vasco. O titular, ainda assim, era Serginho Chulapa, mas muito se apostava que Careca teria condições de ganhar a titularidade ao longo da campanha. Como teria sido?

Anterior

Copa do Brasil: Santa Cruz e Manaus avançam e aumentam lista de goleadas na 1ª fase

Vasco x Madureira: Jogo ao Vivo na VascoTV pela 6ª rodada Cariocão

Próximo

Deixe um comentário

P