Internacional de Coudet segue firme no caminho dos títulos nacionais

| |

Creditado por ótimos trabalhos e títulos – Superliga Argentina e Trofeo de Campeones, pelo Racing –, Eduardo Coudet, mesmo com curta carreira, foi a aposta do Internacional para voltar a disputar os principais títulos do país e continente.

Se as expectativas de um bom trabalho de Chacho eram grandes, o momento comprova o direcionamento colorado às conquistas de expressão do país. Líder do Campeonato Brasileiro e campeão simbólico do turno, o Inter garantiu ainda a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil 2020, ao bater novamente o Atlético-GO, nesta terça.

Repetindo os 2 a 1 construídos em Goiânia na semana anterior, a equipe gaúcha se juntou ao Cuiabá entre os oito melhores da competição nacional de mata-matas, da qual não sai campeão desde seu único título, em 1992.

No Brasileiro, o jejum é ainda maior: desde 1979, com o timaço comandado por Ênio Andrade, que contava com jogadores como Paulo Roberto Falcão, Valdomiro, Mário Sérgio e Bira, o Colorado não sobe no primeiro lugar do pódio nacional.

E, na temporada atípica de 2020, o treinador argentino traz ao Inter seus métodos de jogo que o consagraram no país vizinho com maestria. A liderança parcial do Brasileirão é consequência de uma equipe que aprendeu a ser decisiva: o artilheiro da competição – Thiago Galhardo – é colorado, além de que muitos atletas figuram em estatísticas favoráveis.

E, já que se citou o nome de Thiago Galhardo, voltemos as atenções à partida desta noite. Foi dele o gol que abriu o placar para a classificação colorada contra o Atlético-GO. Rodinei aumentou a vantagem, e Júnior Brandão descontou para o Dragão, que se despede.

Anterior

Bahia x Ceará: Prognóstico, Placar Ao Vivo e Onde Assistir o Jogo

Série C: Ferroviário repete 2019 e vê classificação ameaçada ao fim da 1ª fase

Próximo

Deixe um comentário

P