Connect with us

C. Mueller

Published

on

Clube atual
Temporada: 2021 / Todos
Games Played
13
/ 13
Games Started
9
/ 9
Gols
2
/ 2
Assistências
2
/ 2
Total de Estatísticas
Competição
MLS - Major League Soccer 20211394829′3002 (0)20
Últimos jogos
DataParaContraMandante/VisitanteResultado
MLS - Major League Soccer 2021
30 jul 2021
Atlanta United FC
Pág. Inicial V 3:2   74′00
22 jul 2021
Philadelphia Union
Pág. Inicial V 2:1   73′00
17 jul 2021
Toronto FC
Visitante E 1:1   45′00
7 jul 2021
Chicago Fire
Visitante D 3:1   80′00
3 jul 2021
New York Red Bulls
Pág. Inicial D 1:2   84′10
25 jun 2021
Inter Miami
Visitante V 1:2   45′10
19 jun 2021
Toronto FC
Visitante V 2:3   19′01
29 maio 2021
New York Red Bulls
Visitante D 2:1   90′00
22 maio 2021
Toronto FC
Pág. Inicial V 1:0   70′00
16 maio 2021
DC United
Visitante V 0:1   8′00
9 maio 2021
New York City FC
Pág. Inicial E 1:1   80′00
1 maio 2021
FC Cincinnati
Pág. Inicial V 3:0   71′01
17 abr 2021
Atlanta United FC
Pág. Inicial E 0:0   90′00
Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasileiro Série B

Mais tímido da Série B até então, ataque do Vila Nova desencanta contra o Guarani

Published

on

O Vila Nova goleou o Guarani em pleno Brinco de Ouro, na manhã deste sábado (31) pela 15ª rodada da Série B. A vitória por 4 a 1 foi a primeira em quatro jogos para o Tigre, que subiu uma posição na tabela e abriu vantagem para as equipes da zona de rebaixamento. O Bugre, por sua vez, sofreu a segunda goleada consecutiva e perdeu a oportunidade de entrar no G-4.

Dudu e Henan marcaram golaços e Renan Mota ampliou ainda na primeira etapa para o Vila. No final, Éder Monteiro ampliou a vantagem para o ataque que, pela primeira vez na Série B, venceu por margem maior do que um gol. Allanzinho, já no último lance, descontou para o Guarani.

O ataque desencantou…

A expressiva vitória tem tudo para servir como um divisor de águas na vida do Vila Nova nesta Série B. O ataque que havia produzido meros sete gols nos primeiros 14 jogos, ampliou a quantidade em mais de 50%. Aproveitando os contra-ataques e a fraqueza do setor defensivo bugrino – como já fizera de forma semelhante o Vasco, na rodada anterior –, o time goiano abandonou os piores números de ataque da competição. Com 11 gols, se igualou a Vitória e Confiança (ainda jogam na rodada) e superou Remo, Londrina e Ponte Preta.

E tudo isso contra o Guarani, elogiado justamente pela capacidade ofensiva – melhor da competição ao lado do Náutico –, mas que não conseguiu converter as oportunidades em gol para mudar a história da partida. Com 26 arremates para o gol vilanovense, o Bugre viu o goleiro Giorgemy salvar parte das finalizações, outra parte ter erros na definição.

Mais gols versus menos gols…

O duelo pôs frente a frente as equipes com o maior e o menor número de gols combinados nesta Série B. O Guarani, que tinha 41 (ao lado do CRB) e o Vila, com apenas 17. Enquanto as partidas do Bugre eram recheadas de gols, o 0 a 0 era o resultado mais comum do Tigre. Restava ver qual tendência a partida seguiria.

E seguiu a do Guarani, mas para benefício do Vila: o ataque eficiente do time paulista não apareceu, mas a defesa inconstante foi decisiva para a goleada. Pelo lado goiano, a defesa sólida foi crucial para garantir a vitória, mas nem o ataque tímido esperava oportunidade de produzir tamanho feito.

Definições:

Equipes acompanharão o desfecho da 15ª rodada para definir suas posições finais, até que voltem a entrar em campo. O Guarani, sexto colocado, poderá perder até três posições, caso o Vasco pontue e Brusque e Sampaio Corrêa vençam. Já o Vila Nova, 13º, torce por tropeço do Remo para se manter na colocação e, preferencialmente, por derrotas de Ponte Preta, Brasil-RS e Vitória, para se manter numa distância considerável do Z-4 – a qual é de seis pontos neste momento.

Em campo, o Guarani volta ao Brinco de Ouro na sexta-feira para encarar o Brasil-RS. O Vila Nova retorna para Goiânia, onde receberá o Sampaio Corrêa, no sábado.

Continue Reading

Futebol Internacional

Peruano Luis Abram é anunciado pelo Granada

Published

on

O zagueiro peruano Luis Abram, ex-Vélez, reforçará a defesa do Granada nesta temporada. Chega sem custos de contratação, após o término do contrato com a equipe argentina.

O lateral canhoto é internacional pela seleção peruana e chega a Granada após cumprir três temporadas e meia no argentino Vélez Sarsfield.

Luis Abram se formou nas categorias inferiores do Lima Regatas Club de seu país, antes de dar o salto para o Sporting Cristal do Campeonato Peruano com o qual disputou quatro temporadas. Mais tarde, foi para o futebol argentino no Vélez Sarsfield, clube com o qual disputou partidas internacionais na Copa Sul-Americana e na Libertadores.

O zagueiro de 25 anos já participou da Seleção Peruana da Copa do Mundo de 2018 na Rússia e integrou a seleção peruana em três edições da Copa América, na qual foi vice-campeão em 2019 e um quarto lugar neste verão recente de 2021.

Continue Reading

Brasileiro Série B

Série B: Coxa volta a vencer em boa exibição contra o líder Náutico; confira pós-jogo

Published

on

Numa noite gelada de sexta-feira em Curitiba, caiu o último invicto da Série B. O líder Náutico foi superado pelo vice-líder Coritiba, no estádio Couto Pereira e viu a diferença entre as equipes cair de cinco para dois pontos. O Coxa fez uma partida sólida e, com gols de Igor Paixão, Waguininho e Léo Gamalho, construiu a vitória por 3 a 1 sobre o Timbu, que descontou com Matheus Carvalho.

Desfalcado, o time pernambucano sofreu o primeiro revés no campeonato e ainda poderá voltar a campo sem a liderança da competição. Caso o Coxa vença o duelo atrasado contra o Brusque, nesta terça-feira, em Santa Catarina, tomará a primeira colocação.

Pós-jogo:

Após uma sequência de tropeços, com apenas uma vitória nos últimos quatro jogos, o Coritiba voltou a “vencer-e-convencer” na Série B. Numa partida muito consistente, sobretudo na primeira etapa, a equipe comandada pelo auxiliar Júlio Sérgio neutralizou o líder Náutico e mostrou que a luta pela liderança será dura.

Ainda líder, mas não mais invencível e com a distância para o Coxa, segundo colocado, encurtada, o Náutico sentiu demais os desfalques do meia Jean Carlos e do atacante Kieza. Sem eles, a equipe de Hélio dos Anjos não conseguiu mostrar seu cartão de visitas, responsável pelo começo arrasador: a imposição no ataque.

Crônica do jogo:

Motivado a encurtar a diferença entre os dois, o Coxa partiu para cima do Náutico. As bolas alçadas, na esperança de noite inspirada do artilheiro Léo Gamalho, eram a ordem inicial. O camisa nove chegou a dar trabalho para o goleiro Alex Alves, bem como fizeram Igor Paixão e Robinho.

O Náutico respondeu com chute perigoso de Marciel, mas não conseguia produzir muitos ataques, o que era compreensível, pelos importantíssimos desfalques de Jean Carlos e Kieza. Este, ausente por lesão até o final temporada, o que fez com que o Timbu investisse em trazer da China o atacante Caio Dantas, artilheiro da Série B 2020 com o Sampaio Corrêa.

O time paranaense era só ataque e tinha cada vez mais fome de aproveitar a grande oportunidade. E, de tanto insistir, chegou ao objetivo: aos 32’, Val mandou belo arremate na trave esquerda do Timba, e na sobra Igor Paixão conferiu. 1 a 0.

Temendo que o Náutico pudesse reagir na partida, o Coritiba tratou logo de ampliar, quando veio a oportunidade. Aos 40’, Robinho deu grande passe em profundidade e Waguininho saiu na cara de Alex Alves, sem bobear: 2 a 0 para o time da casa, placar do primeiro tempo.

O time de Hélio dos Anjos não tinha outra opção a não ser se abrir para correr atrás do prejuízo. Um exemplo da mudança de postura é uma das substituições do técnico do Timbu: o lateral-esquerdo Rafinha deu lugar ao meia-atacante Matheus Carvalho.

O Náutico, de fato, frequentou mais o campo de ataque do adversário, muito embora as melhores oportunidades ainda vinham do lado coxa-branca.

Mas o Coxa não ampliava e viu brilhar a estrela do treinador alvirrubro. Matheus Carvalho, que entrou na segunda etapa, aproveitou bobeira da defesa paranaense dentro da área e não perdoou: 2 a 1 aos 23’ da etapa complementar.

A reação do auxiliar Júlio Sérgio foi rápida: Natanael e Robinho saíram para Igor e Rafinha jogarem.

E o artilheiro que ficou no quase no primeiro tempo apareceu em hora oportuna no segundo. Aos 35’, Léo Gamalho, na tônica do centroavante, aproveitou cruzamento de Paixão pela direita e cabeceou firme para definir a partida.

Escalações:

Coritiba: Wilson; Natanael (Igor), Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias, Val (Bernardo) e Robinho (Rafinha); Waguininho, Igor Paixão (Romário) e Léo Gamalho (Wellington Carvalho). Técnico: Júlio Sérgio.

Náutico: Alex Alves; Hereda (Breno), Camutanga (Yago), Carlão e Rafinha (Matheus Carvalho); Rhaldney (Vinícius Vargas), Matheus Trindade e Marciel (Iago Dias); Bryan, Vinícius e Guillermo Paiva.Técnico: Hélio dos Anjos.

Definições:

Por ora, as duas equipes aguardarão o desfecho do jogo do Coritiba, na próxima terça-feira, contra o Brusque, no Augusto Bauer. Originária ainda da quarta rodada do campeonato, partida definirá se a liderança passará a ser do time alviverde, em caso de vitória, ou continuará com o Náutico, em caso de empate ou derrota coxa-branca.

De qualquer modo, entrarão dispostas a ganhar na 16ª rodada, que se inicia na próxima sexta-feira. O Coxa tem mais um confronto direto no Couto Pereira, desta vez contra o Goiás, para quem chegou a perder provisoriamente a vice-liderança ainda nesta sexta, antes de entrar em campo.

Já o Náutico terá adversário no outro extremo da tabela, o Confiança, nos Aflitos – grande oportunidade para reabilitação no campeonato.

Continue Reading

Jogos

Trending

P