Mudanças na ponta e na zona? O que esperar da 17ª rodada do Brasileirão

O Campeonato Brasileiro chega à sua 17ª rodada, antepenúltima do primeiro turno, que acontece do sábado (17) à segunda-feira (19) e, como sempre, provoca alterações em todas as partes da tabela.

Com a tripla-liderança de Atlético-MG, Internacional e Flamengo, empatados em pontos, a disputa para estabelecimento no G6 e a feroz luta contra a zona, a disputa do campeonato passará por mais uma eletrizante rodada. Confira a análise jogo-a-jogo e entenda os duelos influenciam na posição de cada equipe:

Sáb, 19h:
Atlético-GO x Athletico-PR: O estável Atlético-GO (9º, 21 pts) assistiu à saída de Vagner Mancini para o Corinthians, mas sabe que o bom momento não era restrito ao comando anterior – tanto que o presidente do clube declarou não ter pressa para buscar o novo treinador. Para o Athletico (18º, 15 pts), o momento é de urgência pela vitória e sensação de pressão aumentada. Os xarás rubro-negros entram em campo no Olímpico de Goiás.

Coritiba x Santos: Pressionado, mas reanimado pela grande vitória sobre o Palmeiras no meio da semana, o Coritiba (17º, 16 pts), no Couto Pereira, tenta embalar diante do fragilizado Santos (6º, 24 pts), que tem de lidar com polêmicas extracampo. A vitória pode tanto tirar o Coxa da zona, como colocar o Peixe no G4.

Fluminense x Ceará: Uma das boas surpresas do campeonato até aqui, o Fluminense de Odair (5º, 25 pts) briga por uma vaga no G4, e, no Maracanã, deseja confirmar a boa fase. O Ceará de Guto Ferreira (13º, 18 pts) até parece instável, mas é um adversário dos mais perigosos.

Sáb, 21h:
São Paulo x Grêmio: O trabalho de Diniz é um eterno vai ou não vai, mas fato é que o São Paulo (4º, 26 pts) cumpre as expectativas no campeonato, embora a torcida se chateie pelo distanciamento da liderança e, principalmente, pela queda precoce na Libertadores. O Grêmio (11º, 20) tenta engrenar de vez no Brasileiro e pode surpreender em pleno Morumbi.  

Dom, 16h:
Corinthians x Flamengo: Talvez a partida mais aguardada da rodada. O encontro das duas maiores torcidas do Brasil será, tristemente, com Neo Química Arena vazia. Para o Timão (14º, 18 pts), a prioridade é não deixar o fantasma do rebaixamento pairar em Itaquera. O Fla (3º, 31 pts) é um dos ‘líderes’ do campeonato e faz um dos jogos mais importantes, quiçá, de toda a campanha – se vencer, assume a liderança provisória, e aí liga o “modo-secador”.

Tropeço do líder, gol nos acréscimos, placares bailarinos: a grande quarta-feira no futebol brasileiro

Dom, 18h15:
Internacional x Vasco: Outro dos ‘líderes’, empatado com o Flamengo em pontos e atrás do Galo pelo número de vitórias, o Inter (2º, 31 pts) só pensa em mais três pontos para seguir na luta pela ponta da tabela. O adversário é o Vasco (12º, 18 pts), decadente e com recém troca de comando. Novo treinador, o português Ricardo Sá Pinto acompanhará como torcedor a partida no Beira-Rio.

Dom, 20h30:
Red Bull Bragantino x Sport: Partida importante para ambos lados. O Braga (19º, 13 pts) sabe da urgência de reverter a situação que, dado o aporte financeiro, era inesperada no próprio clube. O Sport (10º, 20 pts) experimentou a ascensão com Ventura, mas vem de três derrotas e vê o perigo retornando. Duelo difícil no Nabi Abi Chedid.

Fortaleza x Palmeiras: Vizinhos na tabela, equipes se encontram na Arena Castelão. Mais do que satisfeito com o comando de Rogério Ceni, o Tricolor Cearense (8º, 21 pts) sonha alto e almeja posição entre os seis primeiros. Já o Palmeiras (7º, 22 pts), sem novo treinador, tentará, por ora, apagar o fogo alastrado nas últimas rodadas.

Seg, 20h:
Bahia x Atlético-MG: Ainda líder do Brasileiro, é verdade, mas com a desconfortável situação da liderança compartilhada, o Galo (1º, 31 pts) pretende abrir novamente a distância para Flamengo e Inter. Contra o Bahia (16º, 16 pts) a oportunidade pode ser real, mas os comandados de Mano prometem jogo duro para se afastar da zona. Olho na partida que, tudo indica, será realizada em Pituaçu.

Botafogo x Goiás: Duelo situado na parte baixa da tabela. No Botafogo (15º, 16 pts), das três vitórias no campeonato até aqui, duas vieram nas últimas três partidas. Indício de reação, que tem tudo para ser confirmada no Nilton Santos. O Goiás (20º, 10 pts), lanterna da competição, conquistou apenas dois pontos longe de casa.

Murilo Demarch
Desde 2015, redator, revisor e editor em websites, responsável por criação de conteúdo e exploração de bases de conteúdos de sites nacionais e internacionais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas

Ex-São Paulo e Santos, Bruno Uvini rescinde com clube árabe e fica sem contrato

Nesta segunda-feira, o Al-Ittihad-ARA, clube dirigido por Fábio Carille e dos brasileiros Marcelo Grohe, Bruno Henrique (ex-Palmeiras)...

Buscando frear queda brusca, Paraná recebe lanterna Oeste

A sequência recente do Paraná de sete jogos sem vencer na Série B (cinco empates – Brasil-RS,...

Palmeiras só enfrentou dois times do Equador na Libertadores neste milênio

O Palmeiras conheceu o Delfin-EQU como adversário das oitavas de finais da Copa Libertadores. E apesar de...

Grupo H: Caracas-VEN se complica e tentará milagre para avançar

Os clubes venezuelanos têm raros momentos de brilho na Libertadores – desde 2016 não avançam para os...

Em jogo alucinante de duas viradas, Guaraní bate Bolívar e passa junto com Palmeiras no Grupo B

Já classificado, mas sonhando com a improvável primeira colocação do Grupo B, chave do Palmeiras, o Guaraní...

Goleado pelo Verdão, Tigre-ARG termina como pior da fase de grupos da Libertadores

Campeão da primeira edição da Copa da Superliga Argentina, competição que começou na última temporada, o Tigre...

Última Hora

Ex-São Paulo e Santos, Bruno Uvini rescinde com clube árabe e fica sem contrato

Nesta segunda-feira, o Al-Ittihad-ARA, clube dirigido por...

Buscando frear queda brusca, Paraná recebe lanterna Oeste

A sequência recente do Paraná de sete...

Leia MaisRelacionado
Recomendamos