No grupo de acesso à Série A na Itália, Carlos Augusto, ex-Corinthians, chega a 13 jogos invicto pelo Monza e valoriza grande fase

| |

Com uma vitória por 2×0, em casa, diante do Pordenone no último sábado, o Monza chegou aos 47 pontos e reassumiu a vice-liderança da Série B na Itália. Vale destacar que os dois primeiros colocados garantem diretamente a vaga na elite do futebol italiano na temporada 2021/2022.

Quem esteve em campo em mais um sucesso do Monza foi o lateral-esquerdo brasileiro, Carlos Augusto. Revelado nas categorias de base do Corinthians, ele está desde setembro de 2020 no clube italiano e com a vitória do último sábado chegou a incrível marca de 13 partidas de invencibilidade.

“É algo que representa muito, ainda mais num futebol tão competitivo como é o italiano. Ninguém gosta de perder e chegar aos 13 jogos sem derrotas é algo que me marca muito. Além disso, essa série invicta ajuda e muito o time na busca do objetivo, que é o acesso à Série A”, argumentou o atleta de 22 anos.

Restam apenas 11 rodadas para o término da Série B italiana. A briga pelo acesso está intensa. A diferença do Monza, vice-líder, para o Spal, oitavo colocado, é de apenas seis pontos.

“O nosso foco para buscar esse acesso está gigantesco. Nosso elenco vem fazendo um belo campeonato, principalmente porque estamos trabalhando muito. Chegamos na reta final e não podemos bobear, pois vários times estão na briga por essas vagas. Vamos manter a concentração para fecharmos a temporada confirmando esse acesso”, garantiu Carlos Augusto.

Das 27 partidas do Monza na Série B, Carlos Augusto esteve presente em 21 compromissos, sendo 19 delas como titular.  O lateral explica a rápida adaptação e a boa sequência que vem tendo na Itália.

“Me adaptei rapidamente porque o nosso elenco é qualificado e me recebeu muito bem. Me senti acolhido e, por isso, tenho esse número alto de presença nos jogos. Além disso, tenho me dedicado também fora das quatro linhas. Quando estou em casa, de folga, procuro estudar a língua e cultura italiana para cada vez mais ficar adaptado a tudo que envolve a rotina do Monza”, concluiu.

Anterior

Confiança 0 x 1 CSA Ao Vivo: Termina o primeiro tempo, acompanhe em tempo real, lance a lance

Novo xerife do Paraná Clube, Jeferson Silva projeta estreia diante do Cianorte pela Copa do Brasil: “Tudo ou nada”

Próximo

Deixe um comentário

P