Novo líder, novo lanterna, equilíbrio na tabela; tudo sobre a 10ª rodada da Série B

Tente explicar a um estrangeiro que no Brasil há um campeonato em que a rodada se inicia na segunda-feira, pausa (nesse meio-tempo, acontecem dois jogos – terça-feira e quarta-feira –, mas referentes a outra rodada), é retomada na sexta-feira e encerrada na outra segunda-feira.

A Série B chega “quase inteira” à 11ª rodada. A maior parte dos times tem todos os dez jogos realizados, enquanto alguns permanecem com nove, ou oito, pressupondo-se a realização de mais jogos remanescentes em interseção às rodadas futuras.

Ao menos todos os jogos referentes à 10ª rodada foram realizados.

O grande destaque, claro, fica para a nova derrota do Cruzeiro. Em novo capítulo da crise, a equipe ajudou o CSA a sair da lanterna do campeonato. Placar de 3×1 no Rei Pelé, novo pesadelo alagoano na vida celeste.

Por três gols também venceu o Cuiabá, reafirmando a boa fase e recuperando a liderança. O Dourado passou fácil pelo novo lanterna Oeste, na Arena Pantanal. Aproveitou também para posicionar-se acerca das tristes ocorrências no Pantanal Brasileiro (foto), seu bioma de origem.

O Cuiabá tomou o primeiro lugar até então pertencente ao Paraná, que, ainda na segunda-feira passada, abria a rodada batendo o CRB na Vila Capanema. 2 a 0 e 20 pontos na tabela para o Tricolor. O CRB fica no meio-termo, com 13 pontos.

Série D: entre os paulistas, Ferroviária é o único time a estrear com vitória

No mesmo dia, abrindo a rodada, Juventude e Vitória ficaram no empate por 1 a 1 no Alfredo Jaconi. Batalhando por uma vaga no G4, as equipes acabaram frustradas pelo empate. Porém, alguns concorrentes também deslizaram pelo mesmo placar.

A Chapecoense ficou no empate com o Náutico e permaneceu pendurada na borda do G4, com 17 pontos. O Náutico, que tenta alguma posição na parte superior, tem 14.

A Ponte Preta, que iniciou a rodada como líder, fica na 3ª colocação. Há parcela da culpa na vitória paranista e, claro, das duas vitórias cuiabanas na semana (uma em jogo atrasado da 3ª rodada, sobre o CSA). Mas o empate com o Operário, no Moisés Lucarelli, não agradou. Bom pro Fantasma, que agora está a na porta do G4, com 16 pontos e 6ª colocação. Graças…

… ao tropeço do América-MG, que, dentro de casa, perdeu para o Figueirense. Os catarinenses respiram fora da zona da degola. O Coelho acabou expulso do G4, mas não protagonizou a pior derrapada da rodada.

Esta, indiscutivelmente fica para o Avaí. Mas não podemos pensar em atribuir qualquer descrédito ao Sampaio Corrêa, que teve uma atuação de gala. Talvez, uma das maiores de sua história! Espetáculo da Bolívia em Plena Ressacada. 5 a 2 e sobrevida ao time maranhense. Já o Avaí, que não desperta, se aproxima do Z4.

O Confiança, de campanha digna, venceu o Guarani e vem dando seus passos às posições confortáveis. O Bugre, na zona, outra vez começa mal o campeonato, preocupando sua apaixonada torcida.

Encerrando a rodada, já nesta segunda-feira, a partida mais “discreta” de todas – pelo futebol e pelas posições na tabela. O Brasil de Pelotas arrancou importante vitória contra o Botafogo-SP, em pleno Santa Cruz. O Xavante respira na tabela. Para o Pantera, luz vermelha se intensifica.

Incansável, a Série B sai de uma rodada para outra em 24 horas. Amanhã, terça-feira (22), Operário e Cuiabá abrem os trabalhos da jornada 11.

Murilo Demarch
Desde 2015, redator, revisor e editor em websites, responsável por criação de conteúdo e exploração de bases de conteúdos de sites nacionais e internacionais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas

Bom pra ninguém: Chape e CSA ficam no empate em partida isolada

Chapecoense e CSA não saíram do zero na noite desta terça-feira, na Arena Condá, em Chapecó-SC.

Ex-São Paulo e Santos, Bruno Uvini rescinde com clube árabe e fica sem contrato

Nesta segunda-feira, o Al-Ittihad-ARA, clube dirigido por Fábio Carille e dos brasileiros Marcelo Grohe, Bruno Henrique (ex-Palmeiras)...

Buscando frear queda brusca, Paraná recebe lanterna Oeste

A sequência recente do Paraná de sete jogos sem vencer na Série B (cinco empates – Brasil-RS,...

Palmeiras só enfrentou dois times do Equador na Libertadores neste milênio

O Palmeiras conheceu o Delfin-EQU como adversário das oitavas de finais da Copa Libertadores. E apesar de...

Grupo H: Caracas-VEN se complica e tentará milagre para avançar

Os clubes venezuelanos têm raros momentos de brilho na Libertadores – desde 2016 não avançam para os...

Em jogo alucinante de duas viradas, Guaraní bate Bolívar e passa junto com Palmeiras no Grupo B

Já classificado, mas sonhando com a improvável primeira colocação do Grupo B, chave do Palmeiras, o Guaraní...

Última Hora

Leia MaisRelacionado
Recomendamos