O bom ano do futebol maranhense até aqui; Imperatriz é ponto fora da curva

| |

Importante na cultura e economia nacional, o estado do Maranhão é também apaixonado por futebol. É comum vermos o Castelão de São Luís, templo máximo do esporte local, levar multidões, especialmente das principais torcidas do estado, Sampaio Corrêa e Moto Club.

Se o desempenho recente das equipes maranhenses era considerado incompatível ao fervor dos torcedores, a temporada 2020 vem para confirmar uma ascensão das equipes locais.

São quatro os representantes do Maranhão no Campeonato Brasileiro: Sampaio Corrêa, Imperatriz, Moto Club e Juventude Samas; o primeiro na Série B, o segundo na Série C, os outros dois na Série D.

Sampaio Corrêa:

Dono da mais incrível recuperação em todas as divisões, a Bolívia Querida, sob comando de Léo Condé, deixou a lanterna da competição após um ponto em apenas cinco jogos, e, com a vitória desta terça-feira sobre o Náutico, chegou à vice-liderança da Série B, com três pontos de vantagem sobre o Juventude, primeiro fora do G4.

De quebra, arrematou o campeonato estadual, encerrado no fim de setembro, sobre o arquirrival Moto Club;

Moto Club:

Vendo o rival Sampaio alcançar voos altos e brigar para chegar à Série A, que não disputa desde 1986, o Moto Club não quer ficar para trás. O Papão está em 3º no Grupo A2 da Série D, buscando o retorno à Série C, disputada pela última vez em 2017;

Série C: Ferroviário repete 2019 e vê classificação ameaçada ao fim da 1ª fase

Juventude-MA:

O modesto Juventude, de São Mateus do Maranhão, está em uma competição nacional apenas pela segunda vez em sua história – disputou a Série C de 1995, ainda como Duque de Caxias.

Em 2020, disputa a Série D após ser campeão da Copa da Federação Maranhense, e, no mesmo grupo do Moto Club, ocupa a 4ª colocação, posição que lhe garante o avanço para a fase de mata-matas e aviva o sonho de chegar à Série C em 2021;

Imperatriz:

O Cavalo de Aço fez grande campanha na Série C de 2019, se classificando para os mata-matas junto ao Sampaio Corrêa e por pouco não subindo junto ao conterrâneo – a eliminação para o Juventude cancelou o sonho do acesso seguido.

Em 2020, contudo, o desempenho do Imperatriz é péssimo, indo na contramão da boa temporada das demais equipes maranhenses. Já rebaixado, o time soma apenas um ponto em 15 jogos no Grupo A da Série C.

Anterior

Compare os últimos nove jogos do Palmeiras de Luxa com os primeiros nove sem o treinador

Delfin atravessa mal momento antes das oitavas da Libertadores contra o Palmeiras

Próximo

Deixe um comentário

P