Connect with us

Brasileirão Série A

Palmeiras 1 x 1 Corinthians: Derby de atuações opostas acaba empatado

Published

on

Em apenas três rodadas, o Campeonato Brasileiro 2021 já colocou Palmeiras e Corinthians frente a frente. Equipes fizeram o primeiro clássico de toda a competição, na noite deste sábado, no Allianz Parque, e ficaram no empate, em um jogo muito disputado, com gols no início de cada tempo.

Raphael Veiga marcou para o lado alviverde no início do jogo e, fazendo valer a lei do ex, Gabriel empatou para o lado alvinegro, numa partida que causou emoções diferentes nas duas torcidas após o apito final, não pelo resultado em si, mas pelas posturas em campo: decepção de um lado, satisfação do outro. Equipes permanecem próximas na tabela, com campanhas praticamente iguais.

Leia mais:

Crônica do jogo:

Após as eliminações da Copa do Brasil no meio da semana, rivais se enfrentaram com um objetivo em comum: se recuperar. Enquanto Sylvinho tentava se afirmar no comando corintiano, Abel Ferreira tentava juntar os créditos com a torcida palmeirense.

Logo aos 2’, o Verdão tratou de marcar o gol que ficara entalado na derrota + eliminação para o CRB, e abria caminho para um novo capítulo em sua história favorável no Derby. Em contra-ataque rápido, a marca desta equipe de Ferreira, Wesley escorou para Raphael Veiga encher o pé, marcando um belo gol.

O Corinthians, a exemplo do empate + eliminação para o Atlético-GO, tinha fome de jogo, mas pecava na falta de futebol para reagir diante das adversidades. Quando começou a gostar do jogo, fez perigo à área palmeirense – especialmente em bom chute de Mateus Vital, exigindo excelente defesa de Jailson, substituindo Weverton, que está com a Seleção Brasileira.

O Palmeiras teve outros dois desfalques do setor defensivo que estarão na disputa da Copa América, o paraguaio Gustavo Gómez e o uruguaio Matias Viña. Ainda assim, não abdicava de sua estratégia: segurar o rival na defesa e, assim que possível, encaixar o contra-ataque.

Quase voltou a dar certo, já na reta final da primeira etapa, quando Gustavo Scarpa acertou bonito chute na trave direita de Cássio. Foi o lance final do primeiro tempo em que o Verdão, apesar da vitória parcial e de ter tido as melhores entre as poucas oportunidades, mostrava ainda resquícios do nervosismo proveniente da eliminação. De sua eliminação, o Timão, por sua vez, tentava esquecer.

Na segunda etapa, o desenho da grande parte da primeira se manteve, e um detalhe se evidenciou: o Corinthians gostava demais da área palmeirense e já ameaçava pelo empate, o que tornava a estratégia de Abel Ferreira um tanto quanto arriscada.

E, nesta bola cantada, o Timão chegou mesmo ao empate, com o ex-palmeirense Gabriel, que aproveitou cruzamento de Roni pela direita e cumpriu com o que a partida vinha apontando.

Empate que encheu o Corinthians de moral, uma vez que não deixava de representar um bom resultado dentro das atuais circunstâncias, e pressionou o Palmeiras pela busca da construção do placar, o que fatalmente evocava o fantasma da última quarta-feira.

A equipe do treinador português, então, tentava a construção das jogadas pelo gol da retomada do placar favorável, lutando contra a aparente ansiedade. O time de Sylvinho era o contrário, muito tranquilo e consciente.

Na melhor construção palmeirense de toda a segunda etapa, Willian, que sempre acrescenta muito quando vem do banco, justamente empurrou para as redes. No entanto, o impedimento de Rony na origem do lance anulou o tento, que viria em momento capital, já aos 78’.

A frustração pelos esforços não recompensados acabou por prejudicar o Verdão inclusive no lado psicológico, ao que o Timão se moralizou ainda mais, e só não conseguiu aproveitar uma das jogadas de contra-ataque por sofrer com o desgaste físico, já em um tempo avançado da partida.

Pós-jogo:

Assim, na base da disposição, o Corinthians arrancou o empate do arquirrival em sua casa. O Palmeiras, ainda que expusesse a superioridade técnica, não conseguiu fazer com que se transformasse na vitória no Derby, um jogo que tantas e tantas vezes teve seu desfecho definido pela entrega em campo – e hoje não foi diferente.

O empate acabou sendo um resultado justo, pelo que as equipes mostraram em campo. Pelo lado alvinegro, que urgia por uma atuação convincente para reconquistar a confiança da Fiel Torcida, o desempenho foi, naturalmente, mais celebrado.

O Verdão, que ainda não tivesse tido tão má atuação, acabou sofrendo as consequências de faltar com o repertório e abrir mão de determinadas posturas, em determinados momentos do jogo. Faltou assumir, por exemplo, estratégia de maior cadência do jogo quando o resultado foi favorável. Em se tratando de um clássico, sobretudo da enormidade do Derby, os erros são facilmente passíveis de castigo.

Definições:

Placar igualado, equipes praticamente na mesma: ambos tiveram inícios iguais na competição, sendo derrotas na primeira rodada, vitórias na segunda e, agora, este empate. Palmeiras e Corinthians terminam o sábado, então, na 6ª e 8º posições, respectivamente, sendo a vantagem palmeirense proveniente do saldo de gols, +1 contra 0.

As equipes voltam a campo no próximo meio de semana. O Timão recebe o Bragantino, na Neo Química Arena, na próxima quarta-feira, enquanto o Verdão vai à Serra Gaúcha encarar o Juventude, na quinta.

Brasileirão Série A

Roger Machado, entre contestações, leva Fluminense às classificações

Pelo Flu, Roger Machado classificou o time às quartas de final da Copa Libertadores da América 2021 e encaminhou o time para à antepenúltima fase da Copa BR deste ano

Published

on

Com 38 jogos no comando do Fluminense, técnico Roger Machado comandou 28 jogos do Tricolor carioca, onde venceu 19, empatou 10 e perdeu 9

Campeão mineiro de 2017, pelo Atlético-MG, e bicampeão baiano de 2019 e 2020, pelo Esporte Clube Bahia, o técnico Roger Machado, do Fluminense, teve seu nome confirmado pelo clube carioca no dia 23 de fevereiro deste ano.

Identificado com a equipe das Laranjeiras, o comandante, de 46 anos, chegou ao Tricolor sob desconfiança de parte da torcida. No entanto, a longa estadia no último clube, o Esquadrão de Aço, reforçou o desejo da diretoria do Flu em contar com o treinador.

Nesse sentido, fazendo sua estreia em um Fla-Flu onde sofreu uma goleada por 5 a 3 contra o Flamengo, no dia 2 de setembro de 2020, Roger já soma 38 partidas pela equipe.

Em suma, venceu 19 jogos, empatou em 10, e perdeu 9 confrontos. Sob seu comando, o Tricolor das Laranjeiras possui 55 gols marcados e 35 sofridos.

Campanha nas competições estaduais, nacionais e continentais

Pelo Campeonato Carioca 2021, Roger Machado conquistou o vice-campeonato frente ao Flamengo. Na ocasião, empatou o jogo de ida por 1 a 1, e perdeu a partida decisiva por 3 a 1.

Na Copa do Brasil 2021, garantiu a classificação para às quartas de final no último sábado (31). No Maracanã, bateu o Criciúma por 3 a 0. Anteriormente, tinha perdido para o time catarinense por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas.

Ademais, na Copa Libertadores da América 2021 despachou pelo caminho até às quartas: River Plate, Santa Fe (duas vezes), e perdeu para Junior Barranquilla, assim como empatou também com o River Plate e com o Junior Barranquilla.

“Acho que o nível de exigência no futebol brasileiro é sempre alto. Torcedor quer que vença e dê sempre espetáculo. Está no seu direito. Mas a gente que trabalha do lado de cá sabe como é difícil estar em três frentes e ser competitivo. Trabalho há 30 anos no futebol e a avaliação definitiva do jogador é só depois que ele para, e a do treinador é só depois que ele morre. Porque ao longo da trajetória, ora vai ser competente e ora incompetente de acordo com os resultados. Não tem nada de errado, mas faz parte de como as coisas funcionam no nosso meio”, analisou o treinador em entrevista coletiva após a vitória sobre o Cerro Porteño, na noite da última terça-feira.

Em contrapartida, Nos últimos cinco jogos, perdeu três duelos e venceu outros dois. Todavia, apesar da maior quantidade de derrotas, os triunfos foram suficientes para selar duas classificações em menos de uma semana.

Continue Reading

Brasileirão Série A

Grêmio perto de perder mais um ponta de destaque nos últimos dois anos

Interessado na contratação do ponta de lança Ferreira, o Atlanta United, dos Estados Unidos, pode selar terceira venda de atacantes da base do Grêmio

Published

on

Insert variable Um no ano passado. Dois nesse ano. Próximo de vender Ferreira, o Grêmio pode somar a terceira venda de pontas da base para o exterior.

De agosto de 2020 para agosto de 2021 são exatos um ano. Em 365 dias o rumo de um clube pode mudar para pior ou melhor. Por exemplo, o caso do Grêmio, pelo menos no setor financeiro. Prestes a oficializar a saída do atacante Ferreira para o Atlanta United, dos Estados Unidos, o Imortal Tricolor alinha últimos detalhes burocráticos. No entanto, uma reunião ocorrida na noite da última terça-feira (3), selou a venda do jogador, de 23 anos.

Com valor de 8 milhões de euros (aproximadamente R$ 49 milhões), Ferreira realizou exames médicos em Porto Alegre (RS). Dessa forma, em entrevista coletiva após a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, o vice de futebol Marco Herrmann confirmou a realização do negócio.

“O Grêmio não está vendendo o Ferreira, mas ele tem a multa rescisória no contrato. Recebemos agora há pouco no clube uma carta do Atlanta United, vamos aguardar que eles façam isso. O procurador veio nos procurar ontem e dissemos que ele não está à venda. É uma questão de lei. Se fizerem o depósito, teremos cash para fazer outras contratações e vamos fazer”, afirmou o dirigente.

Promessa das categorias de base gremista, Ferreira disputou 75 jogos pelo clube e marcou 18 gols. Na temporada 2021, fez 30 partidas, onde marcou 11 gols e deu sete assistências.

Everton Cebolinha: Atacante se despediu do Grêmio em 2020

Um dos ídolos do Tricolor dos Pampas nos últimos anos, Everton Cebolinha teve sua venda oficializada no dia 14 de agosto de 2020. De acordo com o anúncio do clube, o atacante saiu para o Benfica por 20 milhões de euros (cerca de R$ 127 milhões àquela época).

Pelo Grêmio, ele conquistou a Copa do Brasil 2016, onde marcou gols decisivos na final, bem como na semi do Mundial de Clubes de 2017. Everton também galgou as taças da Copa Libertadores da América (2017), da Recopa Sul-Americana (2018), da Copa do Brasil, de dois campeonatos gaúchos (2018 e 2019) e de uma Recopa Gaúcha.

Pela equipe gaúcha, ele marcou 43 gols, se tornando o maior artilheiro da Arena, e o principal jogador do time nas duas últimas temporadas. Cebolinha, em toda sua trajetória pelo Grêmio, participou de 273 partidas, com 69 gols marcados.

Pepê: Quarta maior negociação da história do Porto

Outro ponta de lança do Grêmio, Pepê teve sua venda oficializa pelo clube em fevereiro deste ano. Conforme o anúncio do Imortal Tricolor, o atacante assinou contrato com o Porto, de Portugal, por cinco anos.

A princípio, o Porto pagará 15 milhões de euros (cerca de R$ 98,1 milhões na cotação de fevereiro) por Pepê. Do todo, o Grêmio ficará com 10 milhões de euros (R$ 65,4 milhões). Já o Foz do Iguaçu, clube que revelou o atacante, possui 30% dos direitos e receberá o restante.

Estreante no time principal em 2017, o atacante assumiu protagonismo na equipe três anos depois. Na atual temporada, ele marcou 15 gols em 54 jogos disputados. Por fim, a negociação configura-se como a quarta maior da história do Porto.

Continue Reading

Brasileirão Série A

Luan, onde está? Sylvinho responde ausência do jogador no Corinthians

Jogador vinha atuando como falso 9 e marcou quatros gols em 22 jogos feitos nesta temporada pelo Corinthians

Published

on

Com 22 jogos disputados em 2021 pelo Corinthians, Luan busca recuperar titularidade na equipe paulista, segundo técnico do clube

Em 2020, contestado e bastante criticado. Em 2021, titular e detentor de elogios, até certo ponto. Assim, o meia-atacante Luan se transformou da primeira para a segunda temporada no Corinthians.

Com um lugar cativo na escalação inicial do Timão, sob o comando do técnico Sylvinho, o jogador, de 28 anos, acabou perdendo espaço nas últimas partidas. Do mesmo modo, contra Cuiabá e Flamengo, últimos dois adversários da equipe paulista, ele começou o jogo no banco de reservas.

Apesar da mudança de atmosfera, o camisa 7 do Corinthians saiu do time devido a uma tendinite no adutor da coxa direita. A lesão aconteceu na metade do mês de junho. Com o problema, Luan esteve de fora de três jogos: contra Bahia, Sport e Fluminense.

Nesse ínterim, o veterano Jô assumiu o comando de ataque e fez valer a opção. Dessa forma, o centroavante marcou dois gols e, posteriormente, não permaneceu como titular.

“O Luan jogou suas partidas, o Jô estava fora, houve uma troca, momento de lesão, o Jô voltou a jogar, tem dado a retenção, tem oxigenado o time ali. O Luan também tem uma função, não é de profundidade, é pisar na área, assim como o Jô no campo, mais atrasado entre linhas de flutuação com a posse de bola. Essas são as duas alternativas que nós tínhamos. Como na função do Jô nós não iríamos mexer, o lado de campo são as profundidades que nós temos”, explicou Sylvinho em entrevista coletiva concedida após a derrota por 3 a 1 para o Flamengo.

Possibilidade de oportunidades para Luan nos próximos jogos

Com destaque nas temporadas 2018, 2017, 2016 e 2015, o meia-atacante sempre atuou mais como homem de criação no seu ex-time, Grêmio. Diferentemente de Jô, Luan atuou, recentemente, no Timão, como último homem do ataque

“Luan tem treinado muito bem, não tem nada a reclamar dele, tem treinado, se esforçado e se dedicado, e no momento que proporcionar para o Luan voltar a jogar, as ocasiões ocorrerem, é um atleta que está à disposição para jogar, pode voltar a qualquer momento, nada contra ou contrário, é um atleta que tem se esforçado, treinado, se dedicado. É uma questão da montagem do time”, completou o comandante do time paulista.

Por fim, desde o retorno da lesão, o jogador corintiano integrou a lista de relacionados nos sete confrontos que o clube realizou. No entanto, entrou somente em três, o que corresponde a apenas 39 minutos.

Por outro lado, em quatro momentos, o atleta permaneceu o jogo todo no banco de reservas.

Continue Reading

Jogos

Competitions

competition logo
A-League - Australiano - 1ª Divisão - 2020/2021
Amazônia A - 2021
competition logo
Arábia Saudia - 1ª Divisão - 2020/2021
competition logo
Argentina 1ª Divisão - 2021
competition logo
Argentino - Série A - 2021
competition logo
Austria Erste Liga - 2ª Liga
competition logo
Austríaco 1ª Divisão - 2021/2022
competition logo
Baiano A - 2021
competition logo
Bolívia - 1ª Divisão - 2021
competition logo
Brasileirão Série A - 2020
Brasileirão Série A – 2021
competition logo
Brasileirão Série B - 2021
competition logo
Bundesliga - Alemanha A - 2020-2021
competition logo
Bundesliga 2 - 2020/2021
competition logo
Campeonato Carioca - SemiFinal - 2021
Campeonato Carioca A
competition logo
Campeonato Gaúcho A - 2021
competition logo
Carioca - 2021 - Semi Final
competition logo
Champions League - 2020/2021 - Liga dos Campões da Europa
competition logo
Championship - 2ª Inglaterra - 2020/2021
competition logo
Chile A - 2020/2021
competition logo
Chileno 1ª Divisão - 2021
competition logo
Colombia A - 2020/2021
competition logo
Copa do Brasil 2020-2021
competition logo
Copa do Brasil 2021
competition logo
Copa do Brasil Sub-20 - 2021
competition logo
Copa do Rei - Espanha - 2021
competition logo
Copa Libertadores - Pré
competition logo
Copa Nordeste 21
competition logo
Copa Sul Americana 2021
competition logo
Eerste Divisie 2020/2021
competition logo
Eliminatórias da Copa 2021
competition logo
Equador A - 2020/2021
competition logo
Espanha B - 2020/2021
competition logo
Espanha Segunda Liga - 2ª Divisão - 2020-2021
competition logo
Europa - Eliminatórias da Copa do Mundo 2022
competition logo
Europa League - 2020/2021
competition logo
França Ligue 1 - 2020-2021
competition logo
Futebol Jogos Olímpicos Tóquio 2020-2021
competition logo
Grécia Super Liga - 1ª Divisão - 2020/2021
Holanda - Eerste Divisie - 2020/2021
competition logo
Holanda Eredivisie -1ª Divisão 2020/2021
competition logo
ISL-League - Superliga Indiana - 2020/2021
competition logo
Itália - Série B - 2020/2021
competition logo
Italia- Série A- 2020-2021
competition logo
Jupiler Pro League - Belgica A - 2020/2021
competition logo
La Liga – 1ª Divisão
competition logo
Libertadores Fase de Grupos - 2021
competition logo
Ligue 2 – França 2ª - 2020/2021
competition logo
México - Liga MX - A - 2020/2021
competition logo
Mineiro 1ª Divisão - 2021
competition logo
MLS - Major League Soccer 2021
competition logo
Paraguai 1ª Divisão - 2021
Paranaense Serie A - 2021
Paulista - Série A2 - 2021
competition logo
Paulistão 2021
Pernambucano A - 2021
competition logo
Peru - 1ª Divisão
competition logo
Polônia - Liga 1 - 2020-2021
competition logo
Polônia II
competition logo
Portugal - Primeira Liga A - 2020/2021
competition logo
Premiere League – 1ª Divisão - Inglaterra
competition logo
Qatar Stars League - 1ª Divisão 2021
competition logo
Suíça - Super liga A - 2020/2021
competition logo
Super Liga Turquia - 2020/2021

Trending

P