Palmeiras x São Caetano: relembre cinco confrontos marcantes entre os dois

| |

Nesta quinta-feira (11), o Palmeiras estreia no Campeonato Paulista de 2021, buscando proteger o título. Seu primeiro adversário é o recém promovido São Caetano, que ainda não venceu na competição – perdeu para o Red Bull Bragantino na estreia e empatou com o Santo André, no clássico do ABC.

Por mais que não haja um grande cenário por trás da partida, o encontro entre Verdão e Azulão nunca se trata de um jogo comum. Aqueles que acompanharam a década de 2000 puderam conferir grandes encontros entre as duas equipes.

Acompanhe Ao Vivo Palmeiras x São Caetano hoje 11/03

Jogo Ao Vivo em Tempo Real Palmeiras x São Caetano

Na última década, enquanto o nível do Palmeiras foi aumentando gradualmente, o São Caetano desaparecia no cenário nacional, o que encerrou a série de grandes jogos entre os dois. No entanto, história é feita para se contar. Então, vamos relembrar os cinco encontros mais emocionantes:

Paulistão e Copa do Brasil: Sousa projeta próximos passos do Mirassol

Copa João Havelange 2000:

Um dos grandes momentos da História do Futebol Brasileiro foi a ascensão meteórica do São Caetano, através da Copa João Havelange de 2000, que permitia que equipes de todos os módulos se enfrentassem na fase final.

Assim, o São Caetano, que veio do módulo amarelo – equivalente à segunda divisão – surpreendeu o Fluminense nas oitavas e teve o Palmeiras nas quartas-de-final, uma das grandes equipes do Brasil no momento pela frente.

Foram dois jogos eletrizantes no Parque Antárctica. O São Caetano venceu a primeira partida por 4 a 3, em show de Adhemar. No entanto, o craque caetanista acabou expulso no fim do jogo e desfalcaria a equipe para o jogo de volta.

Na partida seguinte, o Palmeiras abriu 2 a 0 e encaminhou a classificação. Mas o Azulão reagiu e conseguiu o empate, avançando às semifinais.

Libertadores 2001:

Campeão da Copa dos Campeões e vice-campeão brasileiro em 2000, Palmeiras e São Caetano, respectivamente, se encontraram na fase de oitavas-de-final da Taça Libertadores 2001.

Ao contrário do que vimos no ano anterior, jogos duríssimos e placares econômicos. A partida de ida, no Anacleto Campanella, encaminhava para o placar zerado, quando Pedrinho cometeu pênalti em Bechara aos 41 minutos do segundo tempo, convertido pelo próprio a favor dos donos da casa.

Na partida de volta, o São Caetano fechou a casinha e buscou segurar o empate para avançar de fase. O Palmeiras tentava criar a todo custo, mas sem resultado. A situação só foi se resolver em uma jogada individual. Aos 37 da segunda etapa, Muñoz penetrou com habilidade na área do São Caetano, driblou dois marcadores e marcou o único gol do jogo, devolvendo o placar anterior.

Na decisão por pênaltis, o zagueiro Serginho (que viria a falecer, quatro anos depois, em uma partida contra o São Paulo no Morumbi) foi o único a errar a cobrança, jogando à esquerda do gol de Marcos. O Palmeiras, que converteu todos os pênaltis, avançou à fase seguinte.

Campeonato Brasileiro 2002:

No ano seguinte, o momento entre os dois já era distinto. O São Caetano, que há menos de um mês sofrera o duro baque de perder a Taça Libertadores, visitava o Palmeiras, que sofria contra os ameaços do rebaixamento.

O duelo, disputado em uma quinta-feira à noite – a exemplo de hoje – reservou grandes emoções, como se tornou comum entre os dois. Com direito a dois gols de falta de Arce e gol do estreante Dodô, o Palmeiras venceu por 3 a 2 e respirou na briga.

Campeonato Paulista 2009:

Em 2009, o Palmeiras prometia fazer uma boa temporada. Com jogadores como Diego Souza, Cleiton Xavier, Edmilson e Keirrison, o Verdão buscava o bicampeonato Paulista. No caminho, um bom confronto contra o São Caetano, que já estava na Série B havia três anos.

Quem foi ao Anacleto Campanella naquela noite de quarta-feira viu seis gols apenas no primeiro tempo. O Azulão abriu 2 a 0 em menos de 10 minutos de jogo, mas viu o Alviverde virar para 4 a 2 ainda na primeira etapa. No segundo tempo, o São Caetano ainda descontou, mas ficou nisto: 4 a 3 Palmeiras.

Keirrison (2x), Diego Souza e Edmilson marcaram os gols do Verdão. Pelo time do ABC, o destaque, com um gol e uma assistência, foi o atacante Luan – que iria para o Palmeiras no ano seguinte.

Campeonato Paulista 2010:

Fechando o Top-5 confrontos entre os dois, uma partida que tinha tudo para ser morna, mas veio um placar surpreendente.

Pela 9ª rodada da primeira fase do Paulistão 2010, o São Caetano goleou por 4 a 1 em pleno Parque Antártica. Com Eduardo (2x) e Marcelo Batatais, eram 3 a 0 apenas no primeiro tempo.

Na segunda etapa, Luciano Mandi aumentou a goleada logo aos 4 minutos. Diego Souza diminuiu o placar, mas não evitou o vexame palmeirense.

Anterior

Paulistão e Copa do Brasil: Sousa projeta próximos passos do Mirassol

Zebras, goleadas, jogo suspenso; o que de melhor aconteceu nos primeiros dias da Copa do Brasil

Próximo

Deixe um comentário

P