Connect with us

Brasileirão Série A

RB Bragantino 1×1 Flamengo: confira o pós-jogo da partida pelo Campeonato Brasileiro

Desfalcado, Fla sai na frente na primeira etapa, mas cede o empate para o Braga com golaço de Artur

Published

on

Red Bull Bragantino e Flamengo empataram por 1 a 1 em Bragança Paulista, na noite desta quarta-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro teve a chance de diminuir a diferença para o líder Atlético-MG, que jogou mais cedo e ficou no empate com a Chapecoense, mas não aproveitou bem as oportunidades e viu o Braga, com golaço de Artur, igualar o placar.

O empate mantém o Flamengo com uma distância de 11 pontos para o Galo, tendo dois jogos a menos. O Red Bull Bragantino, com o empate, perdeu a quinta posição na tabela para o Corinthians.

Crônica do jogo:

A partida confirmou as expectativas desde logo cedo. O Bragantino não deixava de lado a postura ofensiva de costume, e o Flamengo, como se bem já sabe, jogando aberto com franqueza, mesmo com os desfalques de Gabriel, Éverton Ribeiro e Arrascaeta.

Mas, embora movimentado, o jogo não trazia grandes oportunidades. Ambos ataques sentiam certa dificuldade em converter as investidas no campo ofensivo em real perigo para os goleiros.

A primeira grande chance do Fla veio apenas aos 36’. Vitinho acionou Matheuzinho na direita, que deixou Pedro na boa para completar e correr para o abraço. Mas o centroavante bateu de raspão e viu a bola passar à direita do gol de Cleiton.

Mas quando o camisa nove é bom, uma chance perdida até vai, duas nem pensar: três minutos depois, Pedro recebeu boa bola de Vitinho, que retomou muito bem na intermediária, e dentro da área definiu bem. Flamengo na frente em Bragança.

Na segunda etapa, o Bragantino voltou melhor e mostrou disposição pelo empate. Gabriel Batista, goleiro reserva do Fla, começou a ser exigido.

E, de tanto construir, o time paulista repetiu o caminho do adversário na primeira etapa. Primeiro, perdendo uma chance clara: Ytalo, cara a cara com Gabriel, desperdiçou. Mas, logo depois, o gol de empate. Após cobrança de escanteio, Artur pegou a sobra e fuzilou no ângulo esquerdo do gol flamenguista. Um golaço para igualar o marcador, aos 13 minutos.

A partir dali a partida foi do Flamengo, com espasmos de ataque da equipe paulista. Vitinho, Michael e o próprio Pedro apresentaram chances de colocar a equipe carioca na frente novamente, mas nada feito.

Por consequência disto, a pressão foi incidindo sobre a equipe visitante. Renato Gaúcho mexia no ataque, tentava deixar, a marra, o time da Gávea mais agressivo. Mas o que aconteceu foi que, sem ligação no meio, a equipe perdeu em criatividade. Ligações diretas para o ataque não davam resultado, e o time não assustou mais até o final.

O Bragantino, que também não estava insatisfeito com o empate, não se expunha a ponto de sofrer o gol da derrota, mas também não tinha o mesmo ímpeto do duelo no primeiro turno, em que venceu no Maracanã com gol no último lance.

Cada técnico fez apenas duas alterações, o que tornou inevitável o desgaste final. Assim, se decretou que ninguém sairia com os três pontos no Nabi Abi Chedid.

Escalações:

Red Bull Bragantino: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz (Natan) e Luan Cândido; Jadsom Silva, Eric Ramires e Praxedes (Helinho); Artur, Cuello e Ytalo. Técnico: Maurício Barbieri.

Flamengo: Gabriel Batista; Matheuzinho, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Thiago Maia, Andreas Pereira (Michael) e Vitinho (Kenedy); Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Renato Gaúcho.

Definições:

O Bragantino ampliou a sequência sem vitórias, chegando a seis jogos. A consequência foi a perda da quinta colocação na tabela, para o Corinthians, que venceu o Bahia ontem à noite na Neo Química Arena. Já o Flamengo, que havia voltado a vencer na última rodada, reencontrou com o tropeço e perdeu a oportunidade de reduzir a diferença para o líder Atlético-MG.

Na próxima rodada, as duas equipes terão duelos contra equipes de G-4. Ambos vão a campo no sábado e fora de casa, o Flamengo no Castelão contra o Fortaleza e o RB Bragantino no Allianz Parque contra o Palmeiras.

Brasileirão Série A

Cuiabá é competitivo, foge da degola e garante Sul-Americana em estreia na Série A; confira a retrospectiva

Dourado dribla a inexperiência na elite, conquista pontos importantes e pega última vaga para as competições continentais

Published

on

Estreante em Série A, o Cuiabá driblou a inexperiência para conquistar pontos importantes e fazer campanha consistente no Campeonato Brasileiro. Na temporada de adaptação do clube ao mais alto escalão, o time mato-grossense foi páreo duro para os adversários e pediu passagem como time de elite. Vamos relembrar a temporada do Dourado:

Estou chegando…

O ano já era 2021, mas a temporada que se disputava ainda era a de 2020. O Cuiabá fazia campanha surpreendente na Série B e, impulsionado por uma grande sequência final, conseguiu o acesso inédito para a primeira divisão.

Comandado por Allan Aal, o Dourado confirmou a subida em partida contra o Paraná, ex-time do treinador. A vitória por 2 a 0 em Curitiba garantiu que o futebol mato-grossense voltasse a colocar um time na elite após 35 anos.

Nova divisão, novos desafios…

Com a saída do treinador e de muitos jogadores responsáveis pelo acesso, o Cuiabá se reformulou para a disputa da Série A. A temporada começou difícil, com uma incômoda eliminação ainda na segunda fase da Copa do Brasil para o 4 de Julho, do Piauí.

O nome escolhido para comandar o elenco no Brasileirão foi o de Alberto Valentim. No entanto, acabou demitido logo na primeira rodada da competição nacional, após o empate por 2 a 2 com o Juventude, devido a atritos pessoais com a diretoria do clube.

Novo capítulo e um grande comandante…

Depois de um período com o interino Luiz Fernando Iubel, o Dourado anunciou seu novo treinador: Jorginho, que havia comandado o Atlético-GO no início de temporada. O anúncio foi feito no início de julho, quando haviam sido disputadas nove rodadas de Brasileirão.

O efeito foi imediato e, logo nas primeiras partidas com o tetracampeão mundial, o time cuiabano deslanchou. Numa boa sequência invicta, a equipe conquistou suas duas primeiras vitórias e encontrou uma maneira de jogar.

Especialista em grandes defesas e ataques rápidos, Jorginho fez de seu estilo a proposta de jogo do Auriverde da Baixada. Tornando cada jogo uma batalha, a equipe passou a ceder muito menos gols e pontuar com muito mais frequência.

Resultados expressivos como a vitória sobre o Palmeiras e o empate contra o Fortaleza, ambos fora de casa, mostravam a força desta equipe que sabia se portar inclusive longe de seus domínios.

A oscilação é normal…

Ainda que o Cuiabá fizesse campanha segura, seria difícil imaginar que a equipe não teria alguma queda de rendimento e oscilasse ao longo do campeonato, sobretudo no segundo turno.

Após terminar a primeira metade num honrosíssimo 11º lugar, o Dourado se manteve bem e chegou a sonhar com a briga pela Libertadores. No entanto, com o passar do tempo veio uma escassez de vitórias e, ao longo do returno, o time sentiu a ameaça de rebaixamento se reaproximar. A gordura começava a queimar e a tranquilidade de outrora já não era tanta.

Confirmação da permanência…

Mas a equipe de Jorginho era preparada e conseguiu contornar as dificuldades e se conduzir para a permanência histórica. Nas rodadas finais, o Dourado chegou a integrar o bolo de equipes que estavam envolvidas na briga contra o Z-4, e a situação chegou a ficar delicada na antepenúltima rodada.

Ao perder para o Palmeiras na Arena Pantanal, o time ficou em 16º lugar, a três pontos da zona. Restavam dois jogos para o Cuiabá não deixar o castelo ruir e fugir do perigo.

A ameaça era real, mas o que já esteve bem não poderia acabar com tal desfecho desastroso. Nas duas rodadas finais, o Dourado somou mais quatro pontos de segurança e pôde celebrar não só a permanência, mas o passaporte carimbado: graças ao G-8 do Campeonato Brasileiro para as vagas na Libertadores, a Copa Sul-Americana levou até o 15º colocado do Brasileirão, posição na qual o Cuiabá terminou.

Clube de elite e com viagens continentais em 2022: um prêmio para uma equipe que lutou muito por cada resultado e, apesar de estreante, mostrou grande naturalidade em encarar o desafio da Série A.

Continue Reading

Brasileirão Série A

Juventude faz do Jaconi alçapão e garante a permanência na elite; confira a retrospectiva

No regresso do time gaúcho à elite, campanha dentro de casa foi essencial para a conquista dos pontos necessários para se manter na divisão

Published

on

De volta à Série A após 12 anos, o Juventude tinha como claro objetivo a permanência na elite. E o objetivo foi alcançado com sucesso, mas envolvendo uma grande dose de drama e briga pela permanência até a última rodada do Campeonato Brasileiro. Vamos relembrar a temporada do Papo:

Eu voltei…

A temporada 2020 do Juventude foi marcada pelo retorno à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Vindo da Série C, o time da Serra Gaúcha embalou e conseguiu outro acesso em sequência. Na reta final da Série B 2020, já em janeiro de 2021, o time alviverde garantiu a subida com uma vitória sobre o Guarani no Brinco de Ouro.

Missão: permanência…

Os meses de fevereiro e março deste ano foram de muito planejamento para o Juventude. O Papo sabia que o desempenho teria de ser implacável para o atingimento dos objetivos da temporada, sobretudo a permanência na primeira divisão.

O clube fez um mercado seguro, apostando em peças pontuais e mantendo o técnico Marquinhos Santos no comando. O começo de temporada se dividiu entre a boa campanha no Campeonato Gaúcho, chegando às semifinais, e uma eliminação na Copa do Brasil ainda na segunda fase, para o Vila Nova.

O temido Jaconi…

Para ajudar na dura missão da permanência, o Juventude tinha uma conhecida arma: seu estádio. Frio, neblina, ambiente hostil… todo mundo sabe que não é tarefa grata encarar o Papo no Alfredo Jaconi. E, claro, o desempenho em Caxias do Sul foi preponderante na campanha do Ju.

Nos primeiros encontros entre Papo e torcida, a história não foi feliz: duas goleadas por 3 a 0 para Athletico-PR e Palmeiras. No entanto, a partir dali a coisa deslanchou – vitórias sobre Flamengo, Grêmio, Sport e Chapecoense.

Returno inconstante…

A equipe comandada por Marquinhos Santos era consistente ao todo, conseguindo ser competitiva também nas partidas longe de casa. Conseguindo pontos importantes longe da Serra Gaúcha, o Ju criou a gordura no primeiro turno, terminando na 13ª colocação, com 23 pontos.

E esta largada mais segura ajudou e muito: no segundo turno, a equipe gaúcha passou por maus bocados e turbulências. Em primeiro momento no returno, as vitórias ficaram escassas e os tropeços vinham sequenciais, inclusive dentro de sua própria casa.

A perda de força no próprio Jaconi foi o símbolo da decadência do Juventude no segundo turno. A equipe despencou na tabela e entrou no Z-4, o que levou a diretoria ao desespero e, após uma derrota para o Grêmio, rival e adversário direto na briga contra a degola, o técnico Marquinhos Santos acabou demitido.

A gordurinha fez diferença…

Um dia depois da saída de Marquinhos Santos, o Ju anunciou o novo treinador: Jair Ventura. Especialista em manter equipes na primeira divisão – havia conseguido permanência heroica com o Sport no ano anterior –, Ventura comandou a Chapecoense durante o ano e, apesar de não conseguir reverter o péssimo panorama, foi responsável pelo melhor momento do time catarinense no campeonato.

Chegando ao Ju, a missão era simples: retomar a força em casa e saquear alguns pontinhos fora. Fosse assim feito, as chances de se manter na elite voltavam a crescer, uma vez que o primeiro turno havia sido mais regular do que o da concorrência, que deixou para despertar no final.

E foi isso que Ventura trouxe à equipe. Num estilo de jogo mais cascudo do que o fluído de Marquinhos Santos, o filho de Jairzinho conseguiu tornar o Jaconero, em contrapartida, um time ainda mais competitivo do que no primeiro turno.

Não havia mais jogo fácil contra o Juventude. Até mesmo o campeão Atlético-MG sofreu quando esteve diante da equipe. Uma boa sequência na reta final tirou um pouco do sufoco, mas o time ainda estaria envolvido até o fim na briga.

Na última rodada, a tarefa era vencer o Corinthians na Serra Gaúcha e acabar com todo o sofrimento. E aí a força do Alfredo Jaconi falou mais alto e a décima melhor campanha como mandante passou no seu teste de fogo. Com gol solitário de Chico, de pênalti, o Ju festejou, diante de seus torcedores, a permanência. Se esta foi a temporada de readaptação do Papo na elite, o recado está dado: o adversário também precisará se adaptar muito bem ao caldeirão juventudista.

Foto: Twitter / E.C. Juventude

Continue Reading

Apostas

Palpites dos jogos de hoje: Prognósticos de futebol e palpites desta quinta-feira (09/12) – Campeonato Brasileiro (Parte II)

Published

on

E o Campeonato Brasileiro chega a seu fim. Nesta quinta-feira (09), será disputada a rodada final da competição, colocando o ponto definitivo em todas as brigas do campeonato. Uma das mais eletrizantes se situa na intermediária, na decisão dos últimos classificados para a Libertadores. Confira alguns prognósticos e dicas de palpites:

Palpites de futebol desta quinta-feira, 09/12

Atlético-GO x Flamengo

Para o Flamengo, a partida apenas encerra uma temporada da qual será necessário extrair aprendizados para projetar um 2022 vencedor. Para o Atlético, no entanto, representa a possibilidade de sonhar com a vaga na Pré-Libertadores, desde que vença e algum concorrente entre Fluminense e América-MG tropece.

Confira o pré-jogo aqui

Acompanhe a partida em tempo real aqui

Resultado FinalFlamengo
Ambos os Times MarcamSim
Marcadores de Gol Bruno Henrique – A Qualquer Momento
EscanteiosMenos de 10

Palmeiras x Ceará

Campeão da Libertadores, o Palmeiras encerra a temporada em alta, na terceira colocação, de bem com seu torcedor. Mas o duelo envolve altas pretensões no lado oposto: o Ceará é mais um dos times na briga pela Pré-Libertadores e, se vencer, pode atingir o grande objetivo.

Confira o pré-jogo aqui

Acompanhe a partida em tempo real aqui

Resultado FinalPalmeiras ou Empate
Ambos os Times MarcamSim
Para Marcar Numa das PartesPalmeiras – Segundo Tempo – Sim
EscanteiosMais de 10

Fluminense x Chapecoense

As oscilações recentes impediram o Fluminense de garantir de vez a vaga na Libertadores 2022. A partida final, contra a Chapecoense, vem para sacramentar de vez o acesso no mínimo para a fase preliminar da competição continental. A Chape, por sua vez, se não vencer, terminará com a pior campanha do Brasileiro de pontos corridos.

Confira o pré-jogo aqui

Acompanhe a partida em tempo real aqui

Resultado FinalFluminense
Ambos os Times MarcamSim
Para Marcar Numa das PartesFluminense – Segundo Tempo – Sim
EscanteiosMais de 10

América-MG x São Paulo

Em oitavo e fechando o grupo das equipes que vão à Libertadores, o América depende apenas de si para conquistar a vaga inédita para a competição continental. Mas o São Paulo também está no bolo e tem alguma chance de conquistar a vaga, desde que vença o duelo. Ou seja, apesar da enorme concorrência para as vagas restantes, o confronto tem caráter de decisão.

Confira o pré-jogo aqui

Acompanhe a partida em tempo real aqui

Resultado FinalAmérica-MG
Ambos os Times MarcamSim
Para Marcar Numa das PartesAmérica-MG – Primeiro Tempo – Sim
EscanteiosMais de 10

Red Bull Bragantino x Internacional

Virtualmente classificado à Libertadores, o Braga pode garantir de vez o passe para a fase de grupos, se vencer o Inter em Bragança Paulista. O time gaúcho, que se manteve firme na briga ao longo de boa parte do campeonato, vem de péssima sequência e agora, mesmo que vença o duelo, depende da combinação favorável para conseguir a vaga.

Confira o pré-jogo aqui

Acompanhe a partida em tempo real aqui

Resultado FinalRed Bull Bragantino
Ambos os Times MarcamSim
Marcadores de Gol Arthur – A Qualquer Momento
EscanteiosExatamente 10
Continue Reading

Últimas

Apostas3 horas ago

Jogadores de futebol brasileiros que adoram jogar

O crescimento no interesse por jogos de apostas e cassinos atrai cada vez mais as atenções do mundo todo. O...

Apostas3 horas ago

Diferenciais que fazem Starcraft II popular no mundo das apostas

O mundo dos jogos está cada vez mais conectado com o mercado de apostas, sendo que alguns games se destacam...

Notícias4 dias ago

Bia Zaneratto comemora hat-trick e ótima fase da equipe feminina do Palmeiras no Campeonato Brasileiro

Foto: Fabio Menotti / Palmeiras.com.br O Campeonato Brasileiro Feminino entra em pausa a partir de agora até agosto em função...

Foto: Guilherme Pannain Foto: Guilherme Pannain
Futebol do Interior4 dias ago

Mesmo fora de casa, Lucena mira reabilitação do Tupynambás no Hexagonal Final do Módulo 2

Depois da derrota em Juiz de Fora, volante do Baeta garante equipe impositiva em busca da vitória no domingo (26),...

Foto: Divulgação/ASA Foto: Divulgação/ASA
Notícias4 dias ago

Diego Rosa celebra gol decisivo e aposta no fator casa para ASA encaminhar classificação na Série D do Brasileiro

Determinante na vitória fora de casa sobre o CSE, na última rodada, meia do Fantasma crê em novo triunfo no...

Notícias4 dias ago

Com gol e assistência, Gabriel Bispo é decisivo pelo KuPs na Veikkausliiga

Líder da Veikkausliiga, a principal Liga da Finlândia, o KuPs chegou a nona vitória em 12 jogos na competição. A...

Foto: Taísa Lazari Foto: Taísa Lazari
Futebol do Interior5 dias ago

Capitão do Osvaldo Cruz, Nicholas crê em vitória fora de casa para garantir classificação na Segundona do Paulista

Lateral do Azulão garante time impositivo no sábado (25), diante do Grêmio Prudente, no Prudentão, para não depender de outros...

Apostas1 semana ago

Por que muitos jogadores jogam em cassinos com Bitcoin?

Apostas esportivas e jogos de casino online estão cada dia mais em alta e toda experiência mudou muito ao longo...

Apostas1 semana ago

As equipes favoritas para vencer a Copa do Mundo em 2022

A próxima edição da Copa do Mundo da FIFA 2022, no Catar, começa na segunda-feira, 21 de novembro, com a...

Buscas Jogos e Times

Pesquisa de Times ou Ligas
Generic filters

Futebol Hoje

Trending

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->
P