Série C: Vila se impõe entre os quatro no Grupo A; Brusque dispara no Grupo B e complica conterrâneo

A 9ª rodada da Série C foi completada nesta segunda-feira, com um jogo valendo para cada grupo. Jornada esta que serviu para demarcar o final do primeiro turno da competição.

No Grupo A, o Vila Nova foi a Salvador e não teve dificuldades para superar a Jacuipense em Pituaçu: 0x3.

Com gols de Henan (2x), no primeiro tempo, e Rafhael Lucas, já na reta final da partida, a equipe goiana confirmou a ótima fase. Já são seis jogos desde a única derrota na competição, frente ao Ferroviário.

Assim, o time colorado vai ao 2º lugar do Grupo A, com 16 pontos, à frente do Remo pelo saldo de gols (realçando a importância da vitória expressiva) e atrás apenas do Santa Cruz.

Já a Jacuipense teve freada sua sequência positiva. Com uma partida a menos que os demais, a equipe baiana havia conhecido a derrota apenas na estreia da competição. Nesse meio tempo, duas vitórias e quatro empates.

A Jacupa permanece na 7ª colocação, com 10 pontos, virando o turno no famoso ‘meio-termo’. Há tempo de buscar um lugar no G4, bem como a necessidade de atentar-se ao risco das últimas posições.

Após conseguir subir no Paulista, São Bento quer escapar do rebaixamento no Brasileiro para salvar o ano

Já no Grupo B, o Brusque venceu mais uma. Com sete vitórias em nove jogos, a equipe do leste catarinense é mais líder do que nunca. A vítima da vez viajou pouco mais de 280 km para o duelo, o Criciúma. 3×1 para os donos da casa, no Augusto Bauer.

Geovane Itinga, Thiago Alagoano e Mauricio Garcez marcaram para o Quadricolor, enquanto Mauricio descontou para o Tigre.

Com 22 pontos e 81% de aproveitamento, o Brusque dispara na primeira colocação e já encaminha o avanço para a fase seguinte. Abre-se agora dez pontos de vantagem para o 5º colocado, que vem a ser exatamente o Criciúma.

Com a terceira derrota nos últimos quatro jogos, o Tigre derrapa e perde a colocação de momento no G4. A sequência instável preocupa, uma vez que é grande o equilíbrio do grupo na luta pelas primeiras colocações. Por exemplo, apenas quatro pontos separam o Londrina (3º) do Ituano (10º).

Murilo Demarch
Desde 2015, redator, revisor e editor em websites, responsável por criação de conteúdo e exploração de bases de conteúdos de sites nacionais e internacionais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas

Grupo H: Caracas-VEN se complica e tentará milagre para avançar

Os clubes venezuelanos têm raros momentos de brilho na Libertadores – desde 2016 não avançam para os...

Em jogo alucinante de duas viradas, Guaraní bate Bolívar e passa junto com Palmeiras no Grupo B

Já classificado, mas sonhando com a improvável primeira colocação do Grupo B, chave do Palmeiras, o Guaraní...

Goleado pelo Verdão, Tigre-ARG termina como pior da fase de grupos da Libertadores

Campeão da primeira edição da Copa da Superliga Argentina, competição que começou na última temporada, o Tigre...

Série D: América-RN vence a quinta seguida e lidera isolado o Grupo A3

Com participações recentes nas séries A e B do futebol brasileiro, mas na Série D há quatro...

Copa Sul-Americana 2020 tem os maiores campeões da Libertadores de Brasil, Argentina e Uruguai

Segundo principal torneio internacional da América do Sul, a Copa Sul-Americana ainda está em sua fase inicial...

Nacional e Racing querem primeira colocação no Grupo F da Libertadores

Racing-ARG e Nacional-URU não deram a menor chance para os adversários do Grupo F na Libertadores, Estudiantes-VEN...

Última Hora

Leia MaisRelacionado
Recomendamos