Connect with us

Futebol Internacional

Sul-Americana: classificação do Santos contra o Independiente tem nome: João Paulo

Published

on

O Santos empatou com o Independiente em Avellaneda, região de Buenos Aires, na noite desta quinta-feira, e, ao somar com a vitória conquistada na partida de ida, na Vila Belmiro, garantiu a classificação para as quartas-de-final da Copa Sul-Americana. Em um jogo disputado na Argentina, Peixe sofreu pressão em diversos momentos e, se o placar de 1 a 1 foi mantido até o final, foi graças a um nome específico: o goleiro João Paulo brilhou e salvou a equipe.

Kaio Jorge abriu o placar para o time brasileiro na primeira etapa, e, na segunda, mesmo tendo ficado com um a menos, pressionou muito pelo resultado desejado. No entanto, diante de noite histórica de João Paulo, conseguiu apenas empatar, com González. O Peixe terá agora o Libertad na próxima fase.

Crônica do jogo:

O Santos começou melhor a partida, disposto a abrir o placar e valer a regra do gol classificado. Nos primeiros 15 minutos de jogo, o time de Fernando Diniz seguia o estilo do treinador e trocava passes no campo de ataque adversário.

A partir dali o Independiente, que precisava impreterivelmente da vitória por margem de dois gols, foi para cima. Quem brilhou foi o goleiro João Paulo, fazendo milagres em chegadas de Velasco e Palacios, esta última aos 37’.

E, justamente quando o Rojo estava próximo do gol, o golpe santista: Marinho roubou no meio e armou contra-ataque. Pato Sánchez deu lançamento, Insaurralde falhou e Kaio Jorge ficou frente a frente com Sosa, e, diferentemente dos atacantes adversários, não perdeu a chance. Peixe em vantagem e podendo sofrer até dois gols.

Na segunda etapa, o time argentino foi para cima, como esperado, mas se deparou com mais uma limitação: logo aos 61’, o zagueiro Insaurralde, o mesmo que já havia dado mole no gol santista, cometeu falta em Marinho na entrada da área e, após revisão do VAR, tomou cartão vermelho.

Mesmo assim, foram encontradas forças para ao menos conseguir o gol de empate. Aos 67’, após disputa dentro da área, Lucas González chegou enchendo o pé, desta vez sem chances para o goleiro João Paulo.

Mas o arqueiro santista ainda trabalharia noutro momento oportuno, salvando o Peixe nos acréscimos da partida, em cabeçada firme de Herrera. Neste intervalo de tempo, um Santos que pouco conseguiu aproveitar a superioridade numérica, ainda que tenha conseguido alguns contra-ataques, como o perdido por Kaio Jorge.

O Peixe sofria pressão, para a ira de Fernando Diniz, e o trabalho implacável de sabe quem? Isso mesmo, João Paulo seguiu segurando a onda até o fim. Grande nome da partida no Libertadores de America, o goleiro foi essencial na classificação.

Escalações:

Independiente: Sosa; Bustos, Barreto, Insaurralde e Lucas Rodríguez (Soñora); Blanco (Herrera), Lucas Romero, Palacios (Rodrigo Márquez), Velasco (Braian Martínez) e Roa (Lucas González); Silvio Romero. Técnico: Julio Falcioni.

Santos: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho (Alison), Jean Mota (Vinícius Zanocelo) e Carlos Sánchez (Gabriel Pirani); Marinho (Lucas Braga), Marcos Guilherme (Marcos Leonardo) e Kaio Jorge. Técnico: Fernando Diniz.

Um herói…

Natural de Dourados-MS, o goleiro João Paulo está no Santos desde 2011, tendo sido integrado ao elenco principal pela primeira vez em 2013. Sempre na reserva, aguardou as primeiras oportunidades como titular, que começaram a vir na temporada de 2020. Então, começou a atuar com qualidade e ganhou a vaga, tendo feito boas aparições na campanha do vice-campeonato da Libertadores.

Mas, possivelmente, nenhuma foi tão boa quanto a atuação desta noite em Avellaneda. Contra um Independiente que apertou e criou grandes oportunidades de gol, o goleiro santista praticou no mínimo quatro defesas difíceis, em momentos-chave da partida. Especialmente na primeira etapa, quando o quando o Rojo ainda estava com 11 em campo e o placar estava fechado. Sofrer o gol ali poderia mudar todos os rumos do Santos no confronto, o que engrandece o feito de João Paulo.

Definições:

O Santos se classificou para as quartas-de-final da Copa Sul-Americana pela quarta vez em sua história, e já tem o adversário definido: será o Libertad, do Paraguai. A equipe perdeu para o Junior Barranquilla nesta quarta-feira, em Assunção, por 1 a 0, mas como havia vencido o primeiro duelo por 4 a 3 na Colômbia, avançou pelo gol qualificado.

Serão três os brasileiros a representarem o país entre os oito melhores da Sula. Athletico-PR e Bragantino conseguiram a classificação anteriormente, aquele deixou o America de Cali para trás na terça-feira, este, o Independiente del Valle. O único brasileiro a ser eliminado nos mata-matas foi o Grêmio, que sofreu a remontada da LDU no placar agregado e se despediu dentro de casa.

Brasileirão Série A

Viña ainda é jogador do Palmeiras, mas Jorge e Piquerez são alternativas

Com três opções no elenco, Palmeiras ainda aguarda fechamento da negociação com a Roma por Vinã. No entanto, sem perder tempo, o clube já correu atrás do prejuízo

Published

on

Sem anúncio da Roma, Matías Viña continua sendo jogador do Palmeiras. Jorge foi anunciado e outro uruguaio está próximo da Academia

A novela envolvendo o lateral-esquerdo Matías Viña e a Roma continua próxima de um desfecho positivo a favor do clube italiano. Na Itália desde o último domingo (25), o uruguaio ainda não teve seu nome oficializado como nova contratação da I Giallorossi. De acordo com o jornalista Thiago Ferri, a negociação ainda segue em andamento, pois além do contrato entre os clubes, é necessário a confecção de outro com a entidade responsável pelo pagamento da compra por um fundo financeiro.

Ainda assim, ciente do interesse da Roma no jogador, o Palmeiras anunciou na última sexta-feira (23), a contratação do lateral-esquerdo Jorge. Aos 25 anos de idade, o atleta vestia a camisa do Monaco, da França. O jogador terá, portanto, contrato com o Porco até o fim de 2025. Sem custos, ele desembarcou em São Paulo sem custos ao time paulista. Como vantagem, o Palmeiras terá 50% dos direitos econômicos do atleta.

A contratação de Jorge começou a ser trabalhada após o primeiro contato da diretoria do clube italiano por Matías Vinã. O uruguaio era tido como titular absoluto do time do técnico português Abel Ferreira. Revelado pelo Flamengo, Jorge tem passagem por outra agremiação paulista, o Santos, em 2019.

Piquerez a caminho do Palmeiras como alternativa à Viña

Com as opções de Victor Luis, Lucas Esteves e Renan na lateral-esquerda, o Porco engatou a terceira marcha no mercado de transferências deste semestre. Além de Jorge, outro jogador que está próximo de pintar na Academia de Futebol palmeirense é Joaquín Piquerez.

Aos 22 anos de idade, o jovem jogador acumula experiência internacional. Em seu currículo, ele participou de competições como a Sul-Americana tal qual Copa Libertadores da América. Pelo Uruguai, Piquerez soma trajetórias pelas seleções de base, bem como convocação para as últimas rodadas das Eliminatórias.

Ao contrário do novo lateral já anunciado pelo Palmeiras, ele está apto apra atuar, pois vinha jogando normalmente pelo Peãnrol. Inclusive seu último jogo aconteceu na semana passada. Na ocasião, os Manyas perdeu o clássico contra o Nacional, no entanto, avançou para as quartas de final da Sul-Americana.

Continue Reading

Futebol Internacional

Marta e Formiga: experiente dupla perde chance de título olímpico

Dupla titular da seleção comandada pela treinadora Pia Sundhage, Marta e Formiga podem ter encerrado um ciclo da antiga geração do futebol feminino

Published

on

Veteranas se despediram das Olimpíadas de Tóquio 2020 na madrugada desta sexta-feira. Marta afirma possibilidade de aposentadoria no Brasil

A noite desta sexta-feira (no Japão) para a seleção brasileira de futebol feminino acabou em decepção. Diante do Canadá, o Brasil perdeu por 4 a 3 nos pênaltis, após o tempo regulamentar terminar empatado em 0x0. Ainda assim, uma das principais consequências, além da eliminação da equipe da Olimpíada de Tóquio 2020, pode ser o encerramento da passagem de duas simbólicas atletas: Marta e Formiga.

A dupla de experientes jogadoras possuem uma vasta história de conquistas, títulos e comemorações. Aos 35 anos de idade, a camisa 10 participou dos Jogos Olímpicos pela quinta vez. Se por um lado sofreu pela desclassificação nas quartas de final do torneio, ela tem, no mínimo, um motivo para ficar feliz. No país nipônico, a meia se tornou a primeira jogadora a marcar em cinco edições do torneio.

Titular absoluta com cadeira cativa no time da técnica sueca Pia Sundhage, Formiga encerra a passagem em Tóquio como a única atleta a participar das sete edições da modalidade em Olimpíadas. A volante ganhou, inclusive, elogio da companheira de anos da seleção brasileira.

“Falei para as meninas e falei diretamente para a Formiga que eu gostaria de ver mais uma vez aquela emoção de lutar pela medalha com ela. Mas agradeço demais por tudo que ela fez pela nossa seleção durante esses anos todos. Uma vida dedicada a esse esporte. Que todos possam enxergar da mesma maneira que estou enxergando hoje”, comentou Marta.

“Uma pessoa que dedicou a vida inteira e que tanto vem ajudando a modalidade, que é inspiração para todas as meninas e poderia ter tido um final mais feliz. Mas ela é guerreira e nos orgulha demais poder ter tido a oportunidade de jogar mais uma Olimpíada com ela”, completou.

Marta na Seleção

Caracterizada pela aplicabilidade e técnica no meio-campo da seleção brasileira de futebol feminino, Marta vive a dúvida de permanecer ou não atuando pelo Brasil. Em entrevista concedida à TV Globo após o jogo contra o Canadá, a meia despistou ao confessar que a cabeça estava conturbada com a eliminação.

Por outro lado, a trajetória da jogadora já tem conquistas incríveis, o que a proporcionou ser a melhor do mundo por seis vezes (cinco de forma consecutiva). Além disso, Marta, desde 2015, é a maior artilheira da história da seleção (tanto a masculina como a feminina) com 110 gols.

Outra marca acnoteceu no duelo entre Itália e Brasil, na Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2019. Na ocasião, ela marcou seu 17° gol, consagrando-se a maior artilheira do Mundial de Futebol Feminino, bem como a pessoa com maior número de tentos em Copas do Mundo (entre homens e mulheres).

Por fim, Marta tem motivos de sobra para ser ídolo do povo brasileiro nos esportes. Afinal, é a primeira e única atleta a marcar em cinco edições diferentes do torneio tanto no futebol feminino quanto no masculino.

Formiga na Seleção

Além do feito inédito, Formiga bateu outro recorde. Ela é considerada a jogadora de futebol (masculino tal qual feminino) mais velha a participar dos Jogos Olímpicos, com 43 anos de idade. Do mesmo modo, em 2019, na França, tornou-se a atleta mais velha a entrar em campo em uma Copa do Mundo.

Da mesma maneira, no mundial, conquistou o pleito de jogadora com maior número de participações em Copa, acumulando sete no histórico. Anteriormente, em 2015, tornou-se a atleta mais velha a marcar um gol em Copa do Mundo, aos 37 anos de idade, 3 meses e 6 dias.

Pelo Brasil, Formiga conquistou títulos como a Copa América Feminina (2018), os Jogos Pan-americanos (2003, 2007 e 2015), bem como a Bola de Prata (2016), como destaque do futebol feminino. Além disso, faturou duas medalhas de prata, em Atenas e Pequim.

Continue Reading

Futebol Internacional

Brasil tem trunfo com Pia: Técnica possui histórico vitorioso contra Canadá

Com duas conquistas olímpicas – quando ainda era treinadora dos Estados Unidos -, Pia bateu o Canadá em duas oportunidades

Published

on

No histórico como técnica de futebol feminino, técnica do Brasil, Pia Sundhage, acumula resultados positivos frente à seleção canadense

Aos 61 anos de idade e dois títulos olímpicos, a técnica sueca Pia Sundhage está próxima de carimbar sua passagem no comando, de dois anos, da seleção feminina do Brasil. Na madrugada desta sexta-feira (30), às 5h (horário de Brasília), Marta, Debinha e companhia encaram o Canadá, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. E está no adversário, o motivo da alta expectativa do elenco canarinho.

Em quatro jogos disputados contra a seleção canadense, o Brasil venceu duas vezes e empatou em outros dois duelos. Nesse sentido, o Canadá é o pais que mais vezes apareceu no caminho de Pia em amistosos no comando da seleção feminina brasileira desde 2019. A invencibilidade frente ao adversário da antepenúltima fase da Olimpíada já pode, portanto, ser considerada como um trunfo neste momento chefe.

Xeque-mate estadunidense sob chefia de Pia Sundhage

Cinco anos como treinadora da seleção feminina dos Estados Unidos, Pia conquistou duas Olimpíadas. No decorrer das competições, ela encarou o Canadá em mata-mata. Primeiramente, em Pequim 2008, nas quartas de final. Em seguida, nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, na penúltima fase do torneio. No entanto, se o histórico de encher os olhos contra as adversárias é agradável, a sueca defende o posicionamento tradicional da sua metodologia de trabalho com foco jogo a jogo.

“Canadá é um bom time, (os amistosos) foram jogos apertados. Espero que seja um bom jogo, precisamos fazer o nosso melhor na defesa”, falou Pia na entrevista coletiva desta quinta-feira.

Campanha no Japão

Acima de tudo, em três jogos na fase de grupos, o Brasil encerrou o primeiro momento no torneio invicto. Apesar da insatisfação coletiva sobre o desempenho da equipe na última vitória por 1 a 0 frente a Zambia, Pia Sundhage deve manter a base dos últimos jogos: Bárbara, Bruna Benites, Erika, Rafaelle, Tamires, Formiga, Andressinha, Duda, Marta, Debinha e Bia Zaneratto.

Continue Reading

Jogos

Trending

P