Sul-Americana: equipes brasileiras têm, no geral, estreias positivas

| |

Os times brasileiros tiveram bons inícios de participação na Copa Sul-Americana. Invictas nesta primeira rodada da fase de grupos, novidade da edição, as sete equipes alternaram entre começos felizes, encorajadores e alertadores. Visto que o novo formato contempla apenas os primeiros colocados de cada grupo, é preciso regularidade ao longo das seis partidas, fazendo-se essencial a boa largada.

Em partidas disputadas nas últimas terça, quarta e quinta-feira, os estreantes registraram quatro vitórias e três empates. Os bons resultados iniciais vão desde os campeões aos estreantes em âmbito internacional.

Siga todas as partidas e resultados da Sul-Americana:

Copa Sul Americana 2021

Atlético-GO 0 x 0 Newell’s Old Boys-ARG

Em seu retorno a uma competição continental após nove anos, o Dragão ficou no placar fechado contra o Newell’s. Num duelo de pouca inspiração, as equipes pouco ou nada tiveram de eficiência, justificando o empate sem gols. O líder do Grupo F é o Libertad, que nesta quinta-feira, venceu no Paraguai os chilenos do Palestino.

Próxima partida: na quinta-feira seguinte, o Atlético viaja a Santiago para encarar o Palestino, que segue zerado.

Aucas-EQU 0 x 1 Athletico-PR

Único campeão entre os brasileiros da edição, o Furacão retornou bem à competição cuja taça levantou ainda em 2018. Superando a altitude de Quito, o Athletico não encheu os olhos, mas fez o suficiente para largar com os primeiros três pontos, ainda mais importantes em se tratando de um jogo longe de casa – como outros dois que o Rubro-negro ainda terá de cumprir nesta fase, contra Metropolitanos (Venezuela) e Melgar (Peru).

Próxima partida: o Athletico recebe o Metropolitanos, na Arena da Baixada. A equipe venezuelana estreou perdendo em casa, por 3 a 2, para o Melgar, que lidera o Grupo D pelos gols marcados.

Ceará 3 x 1 Jorge Wilstermann-BOL

Histórico: a primeira partida internacional oficial do Ceará, nesta quarta-feira, terminou em uma expressiva vitória, no Castelão, sobre os bolivianos do Wilstermann. Conciliando a Copa do Nordeste com a Sul-Americana, o Vozão segue escrevendo capítulos importantes dentre seus 106 anos. A equipe sai na frente no Grupo C, com um gol a mais do que o Bolívar, que estreou batendo o Arsenal por 2 a 1.

Próxima partida: na próxima terça-feira, será vez de o Ceará jogar pela primeira vez fora do país de forma oficial. O time vai para Sarandí, região de Buenos Aires, encarar o Arsenal.

Montevideo City Torque-URU 1 x 1 Bahia

Pela quarta vez consecutiva na Sul-Americana, o Esquadrão de Aço, a exemplo do Ceará, concilia a competição continental com a Copa do Nordeste neste primeiro semestre de temporada. Mais experiente na competição, conseguiu um empate contra os uruguaios do Montevideo City, na quarta-feira. O resultado pode ser considerado favorável, ainda que o Bahia, que esteve à frente do placar, teve oportunidades de vencer. 

Próxima partida: o Bahia tem tudo para conquistar seu primeiro triunfo na próxima terça-feira, em Salvador, contra o Guabirá, da Bolívia, a quem o gigante e líder do grupo Independiente venceu sem dificuldades na estreia: 3 a 1.

Grêmio 2 x 1 La Equidad-COL

De volta à Sul-Americana após nove anos, o Grêmio não despendeu grandes esforços para sair vitorioso em sua estreia, contra o La Equidad, nesta quinta-feira, em sua arena. A equipe, que passará a ser comandada por Tiago Nunes, começa sem turbulências sua caminhada para um título inédito. O Tricolor lidera o Grupo H, com um gol a mais que o Lanús, vencedor na estreia contra o Aragua, na Venezuela, por 1 a 0. 

Próxima partida: o Grêmio vai disputar a liderança isolada na próxima quinta-feira, contra o Lanús, no estádio La Fortaleza, onde o Imortal ergueu recentemente a taça da Libertadores, em 2017.

Bragantino 2 x 1 Tolima-COL

De volta a uma partida oficial internacional após 25 anos – a última havia sido pela extinta Copa Conmebol – o Bragantino estreou com o pé direito, no Nabi Abi Chedid, em Bragança. Sem sustos, o Braga construiu sua vantagem ainda na primeira etapa e só foi sofrer o gol dos colombianos em um pênalti, no último lance da partida. 2 a 1 também foi o placar com que o Emelec superou o Talleres, na Argentina. Assim, brasileiros e equatorianos dividem a liderança do Grupo G.

Próxima partida: o Braga vai a Guayaquil encarar o Emelec, para disputar, de fato, a primeira colocação da chave.

River Plate-PAR 0 x 0 Corinthians

O Corinthians pouco ou nada fez para conseguir a vitória em sua estreia. Em um jogo morno no Defensores del Chaco, em Assunção, a equipe não saiu do zero contra o River do Paraguai, mas leva um ponto na bagagem para São Paulo. Quem complicou a vida do Timão mesmo foi o Peñarol, que atropelou o Huancayo-PER em Montevidéu, para não apenas largar liderando, pelos três pontos, mas abrir grande vantagem no saldo de gols.

Próxima partida: O Timão disputa o mais importante entre os primeiros jogos da chave. Em Itaquera, na próxima quinta-feira, a equipe receberá o Peñarol para não apenas tomar a liderança, mas equilibrar a disputa no saldo de gols, importante critério de desempate.

Anterior

Maior artilheiro do Flu na Libertadores, Fred salva equipe de derrota na estreia; Cazares brilha

Remoralizado, Palmeiras busca recuperação no Paulista diante do Guarani

Próximo

Deixe um comentário

P